VISUALIZAÇÕES!

CURTIR CELEBRATED NEWS NO FACEBOOK!

CELEBRATED NEWS - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

quinta-feira, 30 de abril de 2015

SAIBA O QUE ROLOU NA FESTA DE 'I LOVE PARAISÓPOLIS', EM SP

Diretor Wolf Maya com elenco de "I love Paraisópolis" em festa em São Paulo (Foto: Celso Tavares/ EGO)

A festa de "I love Paraisópolis" parou São Paulo na noite dessa quarta-feira, 29. O elenco da novela participou do evento, que contou ainda com ex-BBBs, musa de escola de samba e muitos fãs tietando seus ídolos.

Os protagonistas da trama, Bruna Marquezine, Caio Castro, Maria Casadevall e Tatá Werneck, foram os mais assediados, tanto pelos convidados da festa quanto pela imprensa, que se espremeu para arrancar pelo menos uma frase de cada um deles.

O evento, que começou às 20h30 em um buffet, estava todo decorado com o tema “favela”. Bebidas em piscininhas de plásticos, objetos feitos com materiais recicláveis, tendas montadas e muita comida e bebida para todos os convidados.

O simpático
Henri Castelli foi um dos primeiros atores a chegar à festa. Simpático, ficou um bom tempo conversando com a imprensa e falou de tudo: de trabalho à vida pessoal. Ao ser perguntando como estava o namoro com a produtora de moda colombiana Diana Hernandez, ele não se incomodou. "Está muito bem", disse o ator, que ainda contou que seu look foi escolhido pela amada: "Sou o boneco dela (risos)". O ator estava sorridente e cumprimentava todos os colegas de elenco que chegavam.
Caio Castro e Maurício Destri

O assustado
Assim que Maurício Destri chegou ao buffet, ele logo se assustou com o assédio da imprensa. O ator, que está fazendo seu primeiro protagonista, tentava responder com calma às perguntas de dezenas de jornalistas. Ele pareceu ficar incomodado ao ser questionado dos boatos de romance com Bruna Marquezine. "Que nada! Somos amigos", declarou.

Encarnando o personagem
Caio Castro chegou causando na festa. O ator estava devidamente caracterizado de seu personagem - o chefe da comunidade de Paraisópolis, Grego - gravando uma matéria para o "Vídeo Show" e entrevistou colegas do elenco. Ele só foi sair do papel já no meio da festa, quando terminou a reportagem.

Despistando a imprensa...
Já Bruna Marquezine e Tatá Werneck despistaram a imprensa quando chegaram. Elas posaram rapidamente no backdrop, mas logo entraram em um elevador - ao invés de atravessar o salão principal, como os outros atores - e depois só apareceram já perto do palco, minutos antes de começar o vídeo de apresentação da novela.
Bruna Marquezine e Tatá Werneck

... e causando tumulto
Depois do vídeo, Bruna e Tatá foram para a parte dos estúdios posar para fotos acompanhadas por uma legião de pessoas, formada por imprensa e fãs. Um tumulto se formou ao redor delas, que tentavam obedecer ao cronograma do evento, dar entrevistas, posar para fotos e ainda atender aos fãs. Haja disposição!

Muita animação...
Durante a apresentação da novela no telão, Bruna - ao lado de Tatá, Caio e Maria Casadevall - curtiu as cenas que passaram. Animada, ela cantava as músicas da trilha sonora da novela e arriscava alguns passos. Na hora de conversar com a imprensa, a atriz respondeu a todas as perguntas pacientemente e sempre que alguém pedia foto, ela posava sem fazer cara feia.

... sem perder a pose!
Por conta do tumulto formado ao seu redor, Bruna sofreu com o calor, mas não perdeu a pose. Assim que percebia que começava a suar, ela se afastava um pouco e usava um lenço para secar o rosto. Antes das fotos posadas, a atriz não se intimidou e penteou os cabelos na frente de todos. "Ai, gente, não estou ligando mais", dizia rindo.

Casal discreto
Maria Casadevall e Caio Castro chegaram juntos ao evento de Fusca - com a atriz no volante. Mas, assim que pisaram na festa, se afastaram. Ele foi gravar a matéria para o "Video Show" e ela foi dar entrevistas. Os atores se encontraram mais tarde na apresentação da novela, mas ficaram longe um do outro, sem trocar carinhos. Ao ser perguntada como é trabalhar com o namorado, Maria foi sucinta: "É ótimo, assim como todo o elenco".

Humilhando as novinhas
Letícia Spiller, aos 41 anos, está com um corpo de dar inveja a muita garotinha de 20. A atriz usou um vestido colado ao corpo, sem sutiã, e não ficou com nada “sobrando”. "Espero fazer jus aos elogios", falou.
Carolina Oliveira (Foto: Celso Tavares/ EGO)

De menina a mulher
Outra que chamou a atenção foi Carolina Oliveira. A atriz, que começou a carreira na televisão aos 10 anos, surpreendeu ao aparecer mulherão - agora ela tem 20 anos - com um vestido tubinho preto tomara que caia, que exaltou seu corpão.

Muitos decotes
Algumas famosas investiram nos decotes para o evento. Entre elas, Tátá Werneck, que estava com um vestido coladíssimo ao corpo, e Lucy Ramos, que caprichou no figurino com uma cauda rosa.

Fora de Tatá Werneck
Ana Paula Minerato recebeu um convite de um amigo para ir à festa e não desperdiçou a oportunidade. A musa da escola de samba Gaviões da Fiel pediu para fazer foto no backdrop e tietou alguns atores, mas não teve uma recepção muito boa de todos. Ao ver Tatá Werneck, ela correu para abraçá-la e pedir um beijo, porém, a atriz não reconheceu (ou não conhecia...) a musa e ficou assustada com o assédio. "Calma!", pediu Tatá. Ana Paula não se abalou: "É normal, não a julgo". Depois, a musa pediu uma foto com Caio Castro. "Acho ele bem bonito, mas não faz meu tipo".

Ex-BBBs
Amanda Djehdian e Angela Munhoz - vice-campeãs do "BBB15" e "BBB14", respectivamente -também prestigiaram o evento. "Sempre bom para aproveitar e fazer uns contatos", assumiu Amanda. Já Angela era uma das mais empolgadas e se esbaldou com um amigo na pista de dança. Além delas, a também ex-BBB Clara Aguilar foi à festa, mas chegou tarde: "Vim encontrar uns amigos e vou para outra festa.”
Ana Paula Minerato e Tatá Werneck em festa de "I love Paraisópolis" em São Paulo (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Ex-BBBs Angela e Amanda
Caio Castro, Bruna Marquezine, Tatá Werneck e Maurício Destri (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Tatá Werneck , Bruna Marquezine, diretor Wolf Maya, Henri Castelli e Caio Castro (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Tatá Werneck, Maria Casadevall, Bruna Marquezine e Caio Castro (Foto: Celso Tavares/ EGO)
Henri Castelli, Letícia Spiller, Tatá Werneck, Maria Casadevall, Bruna e Caio Castro (Foto: Celso Tavares/ 

AUTOR: EGO

BABILÔNIA: BEATRIZ TENTA FUGIR DE JATINHO E MANDAR BANANA PARA O BRASIL

Gloria Pires (Beatriz) em cena da novela Babilônia, da Globo; empresária tentará sair do país (Foto: Reprodução/TV Globo)

Beatriz (Gloria Pires) deixará a cadeia e armará um plano para fugir do país de jatinho, em uma sequência de Babilônia que fará referência à novela Vale Tudo (1988). Com medo de que Evandro (Cassio Gabus Mendes) descubra a fortuna que desviou para um banco na Suíça, ela resolverá fazer investimentos diversificados em paraísos fiscais. Só que Regina (Camila Pitanga) será avisada e invadirá o hangar na hora da decolagem. "Sai de perto desse avião, Beatriz! Você não vai sair do país, de jeito nenhum", dirá a vendedora, segurando-a pelo braço.

No final de Vale Tudo, de Gilberto Braga, um dos autores de Babilônia, o vilão Marco Aurélio (Reginaldo Faria) fugiu do país dando uma banana para os brasileiros. Em Babilônia, Guto (Bruno Gissoni) dirá que Beatriz fará o mesmo. Ele será o responsável pelo vazamento do plano da empresária, pois verá Beatriz fazendo a mala e falando sobre a viagem. Assim que sair do apartamento da madrasta, ele encontrará Alice (Sophie Charlotte) na rua, os dois discutirão e o jovem deixará escapar que ela está fugindo.

No meio da briga, Alice afirmará que a empresária vai apodrecer na cadeia por tentar matar sua mãe. "Presa? Só se for na Suíça, é pra lá que a Beatriz está indo agora. Saca aquela novela? Ela vai num jatinho, dando banana pra vocês, suas histéricas", vai disparar ele, fazendo o gesto da banana e deixando Alice sozinha.

No plano de fuga, Beatriz contará com o apoio e a companhia de Pedro (André Bankoff). O engenheiro é seu cúmplice em desvios de dinheiro da construtora e ambos possuem uma fortuna em um banco na Suíça.

O telespectador saberá que Beatriz prentende fazer as negociações na Suíca e voltar, mas todos os personagens pensarão que ela está mesmo fugindo. Ela sairá da cadeia no capítulo de segunda-feira (4), e as investigações sobre a o atentado contra a vida de Inês continuarão. Ela ainda será acusada de ser assassina de Cristóvão (Val Perré), pai de Regina.

O capítulo de terça-feira (5) vai ser intenso por causa do plano de fuga: Teresa (Fernanda Montenegro) vai ficar sabendo e pedirá um helicóptero para ir com Vinícius (Thiago Fragoso) impedir a enteada. Paula (Sheron Menezes), que estará com Regina indo ao encontro de Beatriz, sofrerá um acidente de moto.

Inês avisará Regina

Após a discussão com Guto, Alice correrá para o hospital em que Inês estará internada e avisará a mãe. A advogada por sua vez, dirá que só uma pessoa tem tanto interesse quanto ela em impedir a fuga de Beatriz: Regina. Ela ligará para Paula e avisará sobre o plano da arquiteta. "Beatriz é irresponsável, ela está sob investigação, não pode sair do país! Duvido que a Teresa saiba", comentará Paula com Regina.

Desesperada em fazer justiça e sem ter certeza de que a empresária matou seu pai, Regina falará que não permitirá que ela saia do país. "Quer saber, eu tiro a cascavel do avião à tapa! Vamo logo para o aeroporto", gritará a vendedora. "Não é o Galeão, a Inês falou em jatinho, eu sei qual é o aeroporto que a Souza Rangel costuma usar", avisará Paula.

Regina avisará Vinícius, que contará a Teresa. Juntas, Paula e Regina pegarão dois mototáxis no morro da Babilônia e tentarão voar para o hangar em que a construtora mantém um jatinho. No caminho, a advogada e o motociclista sofrerão um acidente. Não será nada grave, mas eles deixarão Regina e Tom Cruzes (Paulo Verlings) seguirem viagem para não perderem tempo.

Teresa também tentará impedir

No escritório de Teresa, ela pedirá para Vanicius não denunciar a enteada e dirá que, mesmo que ela saia do país, a trará de volta. "Agora, eu preciso tentar evitar que ela faça essa besteira! Vou ligar pra ela. Não, telefonema não adianta, ela não vai atender. Eu preciso ir pessoalmente ao aeroporto. Flávia, vê se consegue um helicóptero! Eu sei que vai ser difícil tão em cima, mas de carro é lento", falará a companheira de Estela (Nathalia Timberg).

"Se você me permite, eu quero ir também. A Regina já está indo pra lá, eu tenho medo do que ela possa fazer se chegar na Beatriz antes de nós", pedirá Vinícius.

O capítulo terminará com a moto de Tom Cruzes invadindo o terminal de jatinhos do aeroporto. A última cena deixará o suspense do que vai acontecer. "Sai de perto desse avião, Beatriz! Você não vai sair do país, de jeito nenhum", dirá Regina. "E quem você pensa que é você pra me impedir?", esbravejará Beatriz.

AUTOR: Notícias da TV

NICOLE BAHLS FATURA R$ 70 MIL POR SEMANA COM ANÚNCIOS NO INSTAGRAM

Em apenas uma semana, Nicole Bahls faturou R$ 70 mil somente com postagens em seu perfil no Instagram. A coluna Retratos da Vida, do jornal Extra, conta que ela é hoje uma espécie de mercadora da rede social e faz propaganda de quase tudo o que usa ou consome em seu dia a dia.

Ela mesma admite que seu perfil se tornou um shopping virtual.

"Meu Instagram está parecendo o Mercado Livre, né? Mas só anuncio o que uso de verdade. E tenho restrições quanto a bebidas e lingerie ou roupa pelada demais".

O jornal ressalta que, para fazer Nicole usar ou divulgar um produto, o empresário vai desembolsar no mínimo R$ 7 mil por dia de postagem.

"Às vezes, faço por R$ 5 mil cada postagem. Muita gente quer anunciar. Algumas coisas eu acabo ganhando. Quando o produto é mais caro que o valor da postagem, recebo a doação. Estou muito satisfeita", disse ela ao Extra.

AUTOR: O Fuxico

quarta-feira, 29 de abril de 2015

DEBORAH SECO ESTÁ GRÁVIDA

Deborah Secco (Foto: Reprodução/Instagram)

Deborah Secco confirmou sua primeira gravidez no Instagram na noite desta terça-feira, 28. 'Eu e Hugo estamos muito felizes em anunciar que esperamos nosso primeiro filho. Foi uma surpresa e ainda está muito no início para falarmos mais sobre o assunto mas estamos MUITO FELIZES ', escreveu ela.
Deborah Secco e Hugo (Foto: Paduardo e Thiago Duran/​​​Ag News​)

A atriz, que está namorando há três meses o ator e modelo Hugo Moura, está com dois meses de gestação, segundo o colunista Léo Dias.

Em entrevista ao colunista, Deborah se mostrou exultante com a notícia: "Estou tão feliz, tão feliz, que não sei nem explicar". Mais cedo, a atriz havia publicado uma foto de um bebê no Instagram e, logo após a divulgação da gravidez, diversos internautas começaram a parabenizar a atriz. "Parabéns, que venha com muita saúde", escreveu uma seguidora. Na noite desta terça-feira, 28, o futuro papai também comemorou a chegada de seu primeiro filho na web. Hugo Moura compartilhou a mesma foto de Déborah em rede social.

Fora da novela
De acordo com a Central Globo de Comunicação, Deborah Secco já está afastada das gravações da novela “Verdades Secretas”, do autor Walcyr Carrasco. O folhetim das 23h da TV Globo, com direção de Mario Mendonça Filho, está previsto para estrear em junho. Uma das atrizes cotadas para substituir Secco é a atriz Debora Falabella, que está de férias da TV desde o seriado “Dupla Indentidade’. A assessoria de imprensa da TV Globo garante que as cenas já rodadas, inclusive no São Paulo Fashion Week, não irão afetar a produção da trama, e as cenas serão gravadas novamente com a nova atriz.

Deborah não esconde o momento apaixonado que está vivendo. Recentemente, a atriz disse ao EGO que já pensa em casar com o namorado. "Tomara que sim, sempre que a gente está com alguém espera ter acertado", afirmou ela, que passou o carnaval deste ano em clima de romance com Hugo em Fernando de Noronha.

AUTOR: EGO

APÓS DIETA TATÁ WERNECK REVELA "É CHIQUE SER MAGRINHA"

Tatá Werneck revela que cortou glúten de sua alimentação (Foto: Raphael Dias/Gshow)

Tatá Werneck está com a bola toda! Estreante das novelas em 2013, quando interpretou Valdirene, em Amor à Vida, ela conquistou o público com seu humor irreverente. 

Ansiosa para voltar à telinha em I Love Paraisópolis, nova novela das 7, a atriz se dedica para viver Danda, jovem de origem humilde, mas que sonha com mordomia.
O bom humor é aliado da atriz, que não perde o sorriso no rosto em momento algum (Foto: Marcos Mazini/Gshow)

Já no ritmo de gravação da trama, ela confessa que, apesar de não malhar, conseguiu emagrecer para dar vida à nova personagem. "Cortei glúten, então acho que isso ajudou a me manter em forma. Estou pesando 43 kg", entrega a atriz, que revela também que sua aparência até surpreende: 

"As pessoas sempre se assustam quando me conhecem pessoalmente, dizem que sou muito mais magra".
Tatá aproveita os intervalos para manter a concentração nas cenas (Foto: Rodrigo Dau/Gshow)

Questionada se pensa em investir em um corpo mais exuberante, Tatá logo se nega: "Não tenho como mudar, esse é o meu corpo mesmo. Mas, para mim, é chique ser magrinha."

Na pele de Danda, a atriz adianta que a personagem tem a loucura e o frescor da juventude. Pronta para causar ao lado da irmã de criação, Mari (Bruna Marquezine), ela não esconde que haverá "momentos maravilhosos e muitas roubadas". 
I Love Paraisópolis estreia dia 11/5 e é escrita por Alcides Nogueira e Mario Teixeira. A direção de núcleo é de Wolf Maya e a direção geral de Carlos Araújo.

O elenco conta com Bruna Marquezine, Tatá Werneck, Maurício Destri, Letícia Spiller, Caio Castro, Maria Casadevall, Alexandre Borges, Nicette Bruno, Lima Duarte, Henri Castelli, entre outros. Fique ligado!

AUTOR: GSHOW

BABILÔNIA: TERESA 'PRENDEU' PAI DE INÊS, E BEATRIZ SE DIZ SURPRESA COM SUICÍDIO

Teresa (Fernanda Montenegro) voltará às pressas da Itália para defender Beatriz (Gloria Pires) da tentativa de homicídio contra Inês (Adriana Esteves) em Babilônia. 

A advogada visitará a enteada na prisão e afirmará que se arrependeu de ter denunciado o pai de Inês por sedução de menor. "Quando eu conheci o seu verdadeiro caráter, descobri o meu erro! Não foi só o pai da Inês", dirá ela. Teresa lamentará o suicídio dele na cadeia e as consequências disso na vida de Inês. Beatriz se dirá surpresa. Afirmará que não sabia que Gustavo se matou e deduzirá que a "amiga" quer vingança.

A conversa entre as duas está prevista para ir ao ar nesta sexta-feira (1º). Teresa será dura com Beatriz e deixará claro que não acredita na inocência dela. Com ar de vítima, Beatriz tentará manipular a advogada. "Pelo amor de Deus, Teresa, você não pode acreditar na acusação que fizeram contra mim", dirá a arquiteta. "Eu conheço o seu passado, Beatriz. O caso que você teve com o pai da Inês", lembrará a advogada.

Ela começará, então, a falar sobre como o pai de Inês foi parar na cadeia. Beatriz teve um caso com ele, que passou a ligar atrás dela em sua casa. Estela (Nathalia Timberg) ficou desesperada com a situação, pois ele tinha 40 anos, enquanto Beatriz era uma garota de 16.
"As consequências foram terríveis. Você não pode achar que a prisão do pai não teve impacto sobre a Inês. Teve impacto sobre mim, também! Eu entreguei o Gustavo pra polícia. Na época, eu agi como achei correto. Mas esse peso na consciência me acompanha até hoje! Um homem foi preso por causa da minha denúncia", lamentará Teresa.

"Eu me enganei! Pensava que estava defendendo a sua inocência", falará a advogada. "Você me protegeu, me mandou estudar nos Estados Unidos, minha vida mudou pra melhor, graças a você", contestará Beatriz.

Teresa vai declarar que sabe que Gustavo errou, mas ele não o único homem mais velho que Beatriz seduziu. "O Gustavo foi só um nome numa longa lista das suas aventuras, aos 16 anos! Muitos deles eram adultos!", dirá Teresa. Nesse momento, o público verá um fashback dos anos 1970, com Beatriz paquerando o pai de Inês.

Em seguida, Teresa falará sobre o suicídio e que visitou Inês na casa da tia no subúrbio para oferecer ajuda, mas Celina (Débora Duarte) não aceitou. Beatriz dirá que está surpresa com a revelação. "Ele se matou?", perguntará ela. "Cometeu suicídio. Você já estava morando fora. A Estela me pediu pra não te contar, pra te poupar", explicará a advogada. "Esse suicídio não foi culpa minha", dirá Beatriz. "Eu errei, você errou, o Gustavo errou, e quem foi a maior prejudicada?", questionará Teresa.
A empresária deduzirá que está sendo alvo de uma vingança da "amiga", que ela achava que tinha só inveja e admiração. "A Inês não quer só subir na vida na minha aba. Ela quer aproveitar pra me destruir", comentará Beatriz. "Eu me senti culpada pela morte desse homem. Pouco tempo depois a lei mudou, ele não seria mais preso", contará Teresa.

Após a conversa, a advogada falará que voltará assim que tiver a resposta do pedido de liberdade provisória, deixando claro que está fazendo o possível para tirar Beatriz da cadeia por amor a Estela.

AUTOR: UOL

terça-feira, 28 de abril de 2015

MORRE O ATOR E DIRETOR ANTÔNIO ABUJAMRA AOS 82 ANOS, EM SÃO PAULO

O ator e diretor Antônio Abujamra (Foto: José Sebastião Maria de Souza )

O ator e diretor de teatro Antônio Abujamra, 82 anos, morreu na manhã desta terça-feira (28), em São Paulo. Ele deixa dois filhos e dois netos.

João Abujamra, sobrinho do artista, disse que o filho Alexandre o encontrou morto em sua casa na Rua Maranhão, Higienópolis, Zona Oeste de São Paulo. As informações sobre o velório e o sepultamento ainda não foram divulgadas.

O sobrinho contou que conversou com o tio nesta segunda-feira (27) e ele "estava ótimo". João também afirmou que ele não estava fazendo nenhum tratamento médico.

"Ele era um gênio com quem a gente sempre aprendia. Um tio amado", disse ao G1. Abujamra também era tio das atrizes Clarisse Abujamra e Iara Jamra, do cineasta Samir Abujamra e pai do músico e ator André Abujamra.

Samir lamentou a morte do tio em mensagem no Facebook. "Morreu meu ídolo, meu segundo pai, o homem que me fez ser artista. Tio Tó, Antônio Abujamra".

Segundo nota divulgada pela TV Cultura, emissora em que apresentava o programa Provocações, ele estava dormindo em sua casa.

"É com grande pesar que informamos que hoje, 28/042015, o apresentador de Provocações, Antônio Abujamra, faleceu. Agradecemos o carinho e apoio de todos que tem nos acompanhado ao longo desses 14 anos de programa", diz nota na página do programa no Facebook.

Na TV Globo, Abujamra fez muito sucesso na novela "Que rei sou eu?" (1989) como o vilão Ravengar.

Abujamra estreia profissionalmente em 1961, em São Paulo, no Teatro Cacilda Becker, onde dirige “Raízes”, de Arnold Wesker, e no Teatro Oficina, com “José, do Parto à Sepultura”, de Augusto Boal. “Antígone América”, de Carlos Henrique Escobar, 1962, é a primeira de uma série de montagens que dirige para a produtora Ruth Escobar.

Nascido em Ourinhos, em 15 de setembro de 1932, Antônio Abujamra foi um dos primeiros a introduzir os métodos teatrais de Bertolt Brecht e Roger Planchon em palcos brasileiros. Formou-se em filosofia e jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, em 1957. Inicia-se como crítico teatral e faz suas primeiras incursões como ator e diretor no Teatro Universitário, entre 1955 e 1958, nas montagens de “O Marinheiro”, de Fernando Pessoa; “À Margem da Vida” e “O Caso das Petúnias”, de Tennessee Williams; “A Cantora Careca” e “A Lição”, de Eugène Ionesco; e “Woyzeck”, de Georg Büchner.

Em 1963, associa-se a Antônio Ghigonetto e Emílio Di Biasi e funda o Grupo Decisão, com a intenção de disseminar o teatro político com base na técnica brechtiana. A primeira produção é “Sorocaba, Senhor”, uma adaptação de “Fuenteovejuna”, de Lope de Vega.

Em 1965, Abujamra dirige, no Rio de Janeiro, a montagem de “O Berço do Herói”, de Dias Gomes. A peça foi interditada pela censura no dia do ensaio geral. Nos anos seguintes, dedica-se ao Teatro Livre, companhia de Nicette Bruno e Paulo Goulart realizando montagens ambiciosas, como “Os Últimos”, de Máximo Gorki.

Em 1975, dirige Antônio Fagundes no monólogo “Muro de Arrimo”, de Carlos Queiroz Telles, paradoxo entre as duras condições de vida de um operário da construção civil e suas ilusórias expectativas de um futuro brilhante, e recebe o Prêmio Molière, pela direção de “Roda Cor de Roda”, de Leilah Assumpção.

Na primeira metade dos anos 1980, Abujamra se engaja em recuperar o Teatro Brasileiro de Comédia. Entre seus espetáculos mais significativos no TBC estão “Os Órfãos de Jânio”, de Millôr Fernandes, 1981; “Hamletto”, de Giovanni Testori, 1981; “Morte Acidental de um Anarquista”, de Dario Fo, 1982; e “A Serpente”, de Nelson Rodrigues, 1984. Em 1987, encerrado o projeto do TBC, Abujamra dirige, para a Companhia Estável de Repertório, de Antonio Fagundes, a superprodução “Nostradamus”, de Doc Comparato, grande êxito de bilheteria.

Aos 55 anos, Abujamra inicia sua carreira de ator. Em dois anos, atua em duas telenovelas e três peças e é premiado pelo desempenho no monólogo “O Contrabaixo”, de Patrick Suskind, 1987. Em 1991, recebe o Prêmio Molière pela direção de “Um Certo Hamlet”, espetáculo de estreia da companhia Os Fodidos Privilegiados, fundada por Abujamra para ocupar o Teatro Dulcina, no Rio.

Declaração
Em depoimento ao jornal 'O Estado de S. Paulo', em 2010, o escritor falou de sua percepção a respeito da vida e da morte. "A essência do meu progresso estava em poder aceitar a minha decadência. Ou seja, progredir até morrer, porque viver é morrer. E não me arrependo de nada."

AUTOR: G1/SP

CONHEÇA FAMOSOS QUE MORAVAM EM CARROS ANTES DA FAMA

Steve Harvey , Chris Pratt e Kelly Crakson (Foto: Getty Images)

Quando você estiver vivendo uma má situação financeira, lembre-se dessa lista. Chris Pratt, por exemplo, já morou em uma van porque não tinha dinheiro para pagar o aluguel e, hoje em dia, ele ganha mais de 15 milhões de dólares por filme que estrela. Ele e outras celebridades mostram que é possível reverter até as piores situações com determinação e um pouco de sorte.

Confira nove celebridades que tiveram uma casa sobre quatro rodas antes de serem famosos:
Chris Pratt (Foto: Getty Images)

Chris Pratt – Em uma entrevista recente à Ellen Degeneres, Pratt relembrou seus tempos vivendo em uma van na ilha de Maui no Havaí. Ele só conseguiu pagar pela manutenção do veículo graças a um salário de 700 dólares por um papel em um filme de horror de baixo orçamento. O ator de ‘Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros’ afirmou que teve que se virar para viver por um ano com esse pagamento!
Drew Carey (Foto: Getty Images)

Drew Carey – Durante uma entrevista ao AVClub, Carey contou que antes de ser o apresentador de seu próprio programa era só um comediante tentando aparecer noThe Tonight Show. O apresentador à época, Johnny Carson, era conhecido por revelar diversos talentos da área. Durante um ano e meio Carey morou em um carro em Los Angeles à espera de uma ligação da produção. Quando ele finalmente recebeu a chamada e foi até o set, Carson riu como um louco de suas piadas e ali começou oficialmente uma carreira de sucesso.
Hilary Swank (Foto: Getty Images)

Hilary Swank – Em entrevista ao Mail Online, Hilary revelou ter passado infância e adolescência morando em um trailer. Depois de seus pais se separarem, Hilary e a mãe foram no veículo da família para Los Angeles em busca de papéis que a garota pudesse interpretar. Depois de tempos difíceis, ela conseguiu seu primeiro grande trabalho no cinema como Brandon Teena, de ‘Garotos Não Choram’, pelo qual ganhou seu primeiro Oscar. “O lugar de onde eu vim não é algo de que me esqueço. É algo que me ajuda a valorizar o que tenho hoje”, disse.
Jewel (Foto: Getty Images)

Jewel – A cantora country já vendeu mais de 27 milhões de cópias de seus discos, mas quando era criança chegou a morar em uma casa sem encanamento por não ter condições financeiras. Aos 18, ela viveu durante um ano inteiro em um carro, fazendo shows de cidade em cidade antes de conseguir seu primeiro contrato com uma gravadora. “Dinheiro não te faz feliz, mas diminui boa parte do stress”, disse em campanha da ‘ReThink Housing’ em favor da construção de moradias populares para o governo. “Até hoje, as coisas que mais amo são ter um lugar para morar, não precisar me preocupar com a conta de eletricidade, poder comprar os alimentos que quero comprar e poder pagar médicos quando preciso”.
Kelly Clarkson (Foto: Getty Images)

Kelly Clarkson – Hoje em dia, a fortuna da cantora é estimada em 29 milhões de dólares, mas Kelly enfrentou dificuldades financeiras ao se mudar para Los Angeles. Em diversas entrevistas sobre seu passado, a cantora conta que o prédio de seu primeiro apartamento em L.A. pegou fogo e ela teve que viver em um carro depois do acidente. A situação foi tão ruim, que ela decidiu desistir de seu sonho e voltar para sua cidade natal no Texas. Porém, tudo mudou quando ela decidiu se inscrever no American Idol em 2002.
Sam Worthington (Foto: Getty Images)

Sam Worthington – O ator revelou à Empire que meses antes de conquistar os papéis nos blockbusters ‘Avatar’ e ‘Fúria de Titãs’ estava desempregado e em uma situação financeira crítica. “Eu vendi tudo o que eu tinha e estava vivendo no meu carro, fazendo nada pra ser sincero”, disse. O teste de elenco com o diretor James Cameron mudou a vida dele.
Steve Harvey (Foto: Getty Images)

Steve Harvey – O ator passou três anos desempregado enquanto tentava entrar no mercado de comédia dos anos 80. Em entrevista a People ele diz que foi uma época em que o dinheiro secou e que por causa disso foi obrigado a viver em um Ford Tempo. “Eu não tinha mais para onde ir. Era o fundo do poço. Mas mesmo durante os dias mais sombrios eu tinha fé de que as coisas iam melhorar”, disse a revista. Uma chamada para participar do ‘Showtime at the Apollo’ foi o necessário para que sua sorte virasse.
Suze Orman (Foto: Getty Images)

Suze Orman – Até a conselheira financeira Suze teve um começo difícil. Em seu site, Suze relembra que largou a faculdade para usar o dinheiro das mensalidades na compra de uma van Ford Econoline. Ela e algumas amigas viveram no veículo enquanto fizeram uma viagem pelo país. Depois disso, ela passou anos como garçonete até que um cliente generoso ficou com pena dela e lhe deu um cheque de dois mil dólares junto com algumas instruções de como investir.
Tyler Perry (Foto: Getty Images)

Tyler Perry – Em entrevista a revista Essence, Perry revelou que investiu tudo o que tinha na peça ‘Know I’ve Been Changed’, do qual foi diretor, produtor e protagonista. Por causa da quantia investida, ele ficou seis anos sem ter onde morar, e passou parte desse período em um carro. “Imagine um cara de quase 2 metros dormindo em um Geo Metro?”, disse. No fim, o esforço para juntar o dinheiro valeu a pena e a peça foi seu primeiro grande sucesso.

AUTOR: REVISTA MONET

SOPHIE CHARLOTTE NEGA CRISE COM DANIEL OLIVEIRA

Sophie Charlotte usou a sua conta no Instagram, nesta segunda-feira, 27, para desmentir os rumores de que seu namoro com Daniel Oliveira está passando por uma Crise. Segundo o jornal "Extra", os dois estariam circulando sem aliança devido a ciúmes do ator. No entanto, a atriz afirma que a relação está firme e forte.

"Detesto fofoca com meu nome, não costumo rebater nada insignificante como uma fofoca boba e sem fundamento ... Mas como tem o ditado que diz: uma mentira repetida várias vezes vira uma verdade. Vou cortar o mal pela raiz. Atenção: esta tudo bem, tudo igual! Trabalhando muito, amando muito e rindo muito! Então fica aí uma foto de uma banana na neve pra todos.... Absurdo por absurdo".

Daniel e Sophie começaram a namorar durante as gravações do remake de "O Rebu" e, durante o carnaval deste ano, anunciaram o noivado.

AUTOR: EGO

EDIR MACEDO REVELA QUE FOI PRESO POR IGREJA CATÓLICA E TV GLOBO

O SBT exibiu na noite deste domingo um “Conexão Repórter” especial, ao longo do qual Roberto Cabrini apresentou, por 90 minutos, uma longa entrevista com Edir Macedo, fundador da Igreja Universal e dono da concorrente Record.

Silvio Santos encerrou o seu programa mais cedo, fazendo elogios ao trabalho religioso de Macedo e classificou o programa como “uma homenagem'' a ele, que “levou tanta gente que estava no mau caminho para o bom caminho''.

A entrevista com o dono da Record, exibida no horário nobre do SBT, curiosamente, foi ao ar justamente no dia em que a Globo comemorava os seus 50 anos.

Cabrini fez questão de fazer uma advertência logo no início: “Tudo, ou quase, foi abordado”, disse, deixando no ar uma dúvida importante. Segundo o colunista Ricardo Feltrin, do UOL, Silvio Santos não gostou de uma pergunta do repórter, sobre lavagem de dinheiro, e a eliminou da edição final do programa.

Segundo Cabrini, esta foi a primeira entrevista de Macedo a um jornalista que não trabalha para a Record. O repórter, de fato, fez inúmeras perguntas interessantes e provocadoras. Em suas respostas, porém, o bispo respondeu basicamente as mesmas coisas que já disse em seus livros de memórias ou de religião.

Educado, o repórter não interrompeu o entrevistado, mesmo quando ele discorreu além do necessário, evitando responder a algumas perguntas e fazendo propaganda da Igreja Universal.

Cabrini questionou Macedo sobre a sua prisão, acusado de charlatanismo, em 1992. Foi a oportunidade para o líder da Universal mais uma vez dizer que os culpados foram a Igreja Católica e a Rede Globo. “Acredito que eu seja o inimigo número um da Igreja Católica”. Sobre as muitas acusações que recebe, fez piada: “A Igreja Universal é que nem omelete. Quanto mais se bate, mais ela cresce''.

O repórter quis saber como o religioso lida com a acusação de que a sua igreja privilegia a arrecadação de dinheiro: “Só os estúpidos pensam em teologia da miséria”, respondeu, defendendo a “teologia da prosperidade''.

Cabrini ouviu Macedo sobre o famoso episódio do “chute na santa”, protagonizado por um pastor da Universal, em 1995: “Foi um chute no estômago, para não dizer num lugar mais baixo. Foi a pior coisa que aconteceu dentro do trabalho da Igreja Universal. Porque não é o nosso estilo agredir a religião dos outros. Se exigimos respeito à nossa crença, temos que respeitar as outras crenças.”

Cabrini perdeu a oportunidade, neste momento, de questioná-lo sobre as muitas brigas com pastores de outras igrejas, bem como a hostilidade da Universal com religiões afro-brasileiras. O repórter também evitou perguntas sobre política, em especial sobre o PRB, partido comandado por um bispo licenciado da Universal, e a relação do seu entrevistado com o poder.

A conversa também abordou questões pessoais, como o bullying que sofreu na infância por ter nascido com uma deficiência nas mãos. “Fui todo mal fabricado. A gente sempre fica inferior aos perfeitos fisicamente''. Contou que na escola era chamado de “Dedinho'' por causa do problema.

Questionado pelo repórter, Macedo também falou de sua iniciação sexual, aos 16 anos, no Rio. “Foi num bordel, ali na zona”, disse. “E nós fomos lá aprender o que era o sexo''. Foi bom?, questionou o repórter. “Eu não transferiria essa experiência para os meus filhos. Naquela época, foi bom.''

Muitas namoradas?, quis saber Cabrini. “Sim, tivemos muitos casos amorosos'', disse rindo. “O defeito físico não impediu que a gente tivesse os nossos sucessos'', disse, recorrendo ao plural majestático.

Outro tema inconveniente que mereceu questionamento foi o famoso vídeo, exibido até pela Globo, em 1992, no qual ensina como os pastores da Universal devem convencer os fieis a arrecadar dinheiro para a igreja. “Ou dá ou desce”, ensina Macedo, no vídeo.

“Não me arrependo”, disse. “Eu falei aquilo que pensava e penso. E vou continuar pensando'', disse. “Se você dá, você recebe. Se você não dá, você não recebe'', acrescentou. “Sou uma máquina de ganhar almas”, repetiu algumas vezes.

Cabrini quis saber se Macedo interfere muito na gestão da Record e se foi consultado sobre a contratação de Xuxa: “A Record tem vida própria'', disse. Em seguida, pensou um pouco antes de responder e disse: “Fui perguntado se havia alguma objeção (à contratação da Xuxa). Eu disse 'não'. Se é bom para a Record, é bom pra mim. Nossa filosofia é dar liberdade às pessoas em quem nós confiamos”.

Também falou sobre a exibição, de madrugada, na Record, de programas da Igreja Universal. Justificou o horário assim: “Porque as pessoas não tem tempo, de dia, para ver as nossas prédicas. Você sabe que as pessoas que estão sofrendo, sofrem à noite, especialmente pela madrugada.”

A compra da Record, ocorrida em 1989, depois de difícil negociação com a família Machado de Carvalho e Silvio Santos, serviu para Macedo fazer discurso. Primeiro disse: “Eu fui visado, muito visado. Logo eu, uma pessoa tão frágil. Por esse lado, a compra foi cruel”.

Em seguida, observou, talvez sem se dar conta que estava fazendo uma crítica implícita ao SBT: “Depois da Record, o Brasil teve outro rumo. Até então tínhamos a Rede Globo como informação única nesse país. Com a Record tivemos a oportunidade de deixar o povo brasileiro ciente do outro lado dos fatos. Isso fez o Brasil despertar. Hoje temos um Brasil democrático, eu diria, em grande parte por causa da Record.”

Ao final, Cabrini perguntou como Macedo se comparava a Silvio Santos — “dois grandes comunicadores'', segundo o repórter: “Não tenho o sorriso, a gargalhada, o jeito do Silvio Santos. Ele é um excelente comunicador”, disse o bispo. “E eu tenho a minha fé. Só sei passar fé.''

AUTOR: UOL

PAULO GUSTAVO PENSA EM PARAR DE TRABALHAR NA TV

Multifacetado atuando simultaneamente no teatro, na televisão e no cinema, Paulo Gustavo não faz tipo e confessa, em entrevista ao jornal Extra, que gostaria de trabalhar apenas em cima do palco. Durante as filmagens do longa Vai Que Cola - O Filme, realizadas no Méier, bairro da Zona Norte carioca, o humoristaafirmou que tem preguiça de fazer televisão e cinema.

"Eu faço porque o pessoal adora e eu sei que o povo vai se divertir também. Eu sou um cara totalmente do teatro. No cinema, se eu tenho que chegar meio-dia, chego 12h10m, dou uma passada de perna. Pego dez minutos para mim. Quando tenho que estar às 14h no teatro, chego às 11h. Amo estar no teatro, a cortina, a plateia, vou para o camarim, converso, vou para o camarim do outro sacanear, converso com o pessoal da parte técnica toda, atrapalho eles. Adoro viver aquele ambiente".

Paulo Gustavo afirma que tem medo do público enjoar da sua imagem.

"Queria parar de ficar direto na TV. Entro no avião e está passando o Paulo Gustavo na estrada! Não aguento mais ver a minha cara! Tô com medo de neguinho tomar ranço de mim. Antes disso acontecer, eu saio da TV", explicou o ator, que ainda vai continuar aparecendo na TV por, pelo menos, dois anos.

"Morro de preguiça de esperar o cara trocar a lente, aí corta, volta 200 vezes a mesma cena, eu não sou da TV, gente. Vou continuar fazendo, mas daqui a pouco vou passar a fazer só cinema e teatro, daqui a uns dois anos. Se eu não receber um convite para fazer uma coisa alucinante, né? Mas queria fazer teatro, teatro, teatro, aí faço um longa, paro, aí no outro ano faço outro longa", contou.

AUTOR: O Fuxico

segunda-feira, 27 de abril de 2015

DE BIQUÍNI E SAIA TRANSPARENTE, RIHANNA CURTE PRAIA NO HAVAÍ

Rihanna em praia no Havaí

Rihanna sabe como poucos aproveitar a vida. Neste domingo, 26, não foi diferente. Usando um biquíni comportado e uma saia transparente, a cantora curtiu uma praia no Havaí. Acompanhada de amigos, Rihanna aproveitou o dia de folga em passeio de barco com amigos.
Recentemente, para ser uma das damas de honra do casamento de sua assistente Jennifer Rosales com Aaron Davis, que aconteceu em uma praia no Havaí, Riri apostou em vestido lilás com bordados, laço na cintura, decote generoso e costas nuas. O modelito é da grife Badgley Mischka e foi feito especialmente para a cantora.
Rihanna se diverte com amigos no Havaí

AUTOR: EGO

NETO DE ELVIS PRESLEY IMPRESSIONA POR SEMELHANÇA COM O AVÔ

Lisa Marie Presley e Benjamin Keough, filha e neto de Elvis (Foto: AKM-GSI)

Elvis está vivo? Infelizmente, não, mas que os bons genes de Elvis Presley são fortes, isso não há dúvida! Na première de The Elvis Experience, em Las Vegas, que traz de volta todo o poder do "rei do rock".

Lisa Marie Presley, filha única de Elvis, levou um convidado mais do que especial ao cassino e resort Westgate Las Vegas: o filho, Benjamin Keough, de 22 anos, cuja aparência física lembra o avô super famoso.

Benjamin não é o único filho de Lisa (filha de Elvis com Priscilla Presley) com o músico Danny Keough. O ex-casal também tem uma filha: a modelo Riley Keough, 25. E a semelhança de Ben com o avô não é apenas física: em 2012, Lisa falou sobre outros fatores que aproximam a dupla.

"Ele se parece muito! Às vezes, eu mesma fico atônita quando olho para ele", explicou Lisa Marie, que também é mãe dos gêmeos Harper e Finley, 6, de seu atual casamento com Michael Lockwood.
Benjamin Keough e o avô Elvis Presley (Foto: AKM-GSI e Reprodução)

AUTOR: REVISTA QUEM

sábado, 25 de abril de 2015

EX-MULHER DE COLLOR DIZ QUE ELE FEZ TRABALHO DE MAGIA NEGRA CONTRA SILVIO SANTOS

Roseane Malta já contou detalhes em livro Reprodução/ TV Record HD

Mistérios de uma vida a dois divida com o cenário político. Roseane Malta, ex-esposa de Collor conversou com o Balanço Geral da Rede Record HD e revelou detalhes marcantes da vida do presidente que sofreu impeachment em 1992.

Segundo ela, que foi primeira dama há mais de 20 anos, os detalhes também estão presentes em um livro que ela publicou, onde fala dos supostos rituais de magia negra que o ex-presidente faria para se destacar nas eleições. De acordo com ela, Silvio Santos teria sido um dos alvos, pois seria uma ameaça para ele na corrida presidencial.

Trabalhos envolvendo sacrifícios de animais grandes, como bois, também são comentados na entrevista. Roseane fala ainda da relação de Collor com uma mãe de santo de Alagoas.

Assista à matéria completa exibida na TV Record HD

AUTOR: PORTAL CORREIO

BABILÔNIA: LAURO MORRE NOS BRAÇOS DA MÃE

Lauro cai e morre nos braços da mãe. Foto: Reprodução/TV Globo

Apesar da felicidade em ter se casado com Estela (Nathalia Timberg) e ainda contar com a presença do filho, Lauro (Dennis Carvalho), que veio da Itália, Teresa (Fernanda Montenegro ) vai sofrer um terrível baque com a morte do primogênito no capítulo da novela "Babilônia" desta sexta-feira (24). De acordo com a coluna "Telinha", do jornal "Extra", mãe e filho vão caminhar juntos pelo Jardim Botânico e começam a se lembrar dos passeios que davam pelo local ao lado do pai dele quando Lauro tinha sete anos. "Programa de manhã de domingo. Depois, vocês me levavam pra tomar sundae de chocolate. A lanchonete era aqui perto, não era?", responde ele.

Nostálgica, Teresa, que participou do programa "Encontro com Fátima Bernardes", fala que quer ir até a Itália para conhecer os netos, mas o momento é interrompido por Lauro, que sente uma tontura. Ele, que precisa colocar um marca-passo com urgência, fica ofegante e muito frio para desespero da companheira de Estela. Lauro mente dizendo que é um cansaço, tira uma caixinha do bolso, coloca um comprimido debaixo da língua e pede para ir para casa.

Ao chegar em casa, Rafael (Chay Suede) percebe que o irmão não está bem. Aflita, Teresa implora para que o filho seja forte. "Fala comigo! A ambulância já vem! Filho, não faz isso comigo! Eu preciso de você! Lauro!", grita a advogada, mas já é tarde demais: Lauro cai e morre nos braços da mãe.

Rafael ganha um novo amor após término do namoro com Laís

Além de perder o irmão, Rafael ainda vai ver o namoro com Laís (Luisa Arraes) ser abalado por causa de uma armação de Guto (Bruno Gissoni). Disposto a roubar a garota do primo, o filho de Evandro (Cássio Gabus Mendes) vai armar com Helô (Carla Salle) para que ela beije o rapaz em um baile charme. Laís presencia a cena e acredita que está sendo traída pelo namorado. É aí que Guto entra em ação e vai até frequentar cultos ao lado da família de Aderbal (Marcos Palmeira) para conquistar de vez a simpatia de todos.

Mas os dias de sofrência de Rafael vão durar pouco com a entrada da atriz Hanna Romanazzi na trama de "Babilônia". Hanna vai interpretar Cecília, aluna de slackline de Ivan (Marcello Melo Jr.), e será apresentada ao sobrinho de Beatriz (Gloria Pires) através do treinador.

AUTOR: MSN

RACHEL SHEHERAZADE SE IRRITA APÓS LEVAR BRONCA NO SBT

Rachel Sheherazade não gostou de levar um "puxão de orelha" da direção de jornalismo do SBT. A apresentadora do "SBT Brasil" teve um acesso de fúria e andou "cuspindo marimbondos" pelos corredores do canal.

Tudo começou quando a jornalista fez uma careta após a exibição de uma matéria sobre bailes funk na edição do telejornal da última quinta-feira (23).

Segundo a coluna do jornalista Flávio Ricco, a expressão de reprovação de Rachel não agradou a direção do programa que decidiu repreender a loira.

Arisca, a apresentadora ficou bastante incomodada com a bronca. "Então vocês vão censurar a minha expressão facial também? Já sei com quem tenho que falar", reclamou em alto e bom som após deixar a sala da direção.

Vale lembrar que Rachel foi proibida de expressar sua opinião no ar após criar polêmica por defender o linchamento a um bandido no Rio de Janeiro.

A "censura" quase fez com que a jornalista trocasse o SBT pela Band. Na época, Silvio prometeu que a apresentadora teria um programa só seu, mas o projeto acabou engavetado meses depois.

AUTOR: MSN

sexta-feira, 24 de abril de 2015

FUNDADOR DO TRIO PARADA DURA MORRE EM BELO HORIZONTE (MG)

Mangabinha em 1998. (Foto: Reprodução TV Globo)

O músico Mangabinha, fundador do Trio Parada Dura, morreu na manhã desta quinta-feira (23), no hospital Socor, em Belo Horizonte. A causa da morte foi um acidente vascular cerebral (AVC), seguido de uma parada cardiorrespiratória, segundo informações de um dos netos do cantor, Mangabinha João Quadros.

Carlos Alberto Mangabinha Ribeiro tinha 72 anos e convivia com o diabetes há 40 anos. Ele era casado e deixa duas filhas e três netos. O enterro será nesta sexta-feira (24), às 10h, no Bosque da Esperança, no Bairro Jaqueline, na Região de Venda Nova.

Mangabinha nasceu na cidade de Corinto, na Região Central de Minas Gerais, em 1942. Aprendeu a tocar sanfona aos oito anos de idade e trabalhou como boia-fria no interior do estado. Em 1970, ele se mudou para a capital mineira.

No início da carreira de músico, Mangabinha tocou com a dupla Gino e Geno. Em 1971, montou um trio com a dupla Delmir e Delmon, com quem lançou a música “Trio Parada Dura”, que deu origem ao nome do grupo.

Delmir e Delmon foram posteriormente substituídos por Creone e Barrerito, sendo essa a formação do trio de maior sucesso. Atualmente, Mangabinha era acompanhado por Leone, Leonito e maestro Marinho.

“Fuscão Preto", "Panela Velha" e "As Andorinhas" estão entre as músicas de maior sucesso gravadas pelo Trio Parada Dura. Ao longo de 26 anos, o músico foi dono de sete casas de show “Forró do Mangabinha” na capital.

AUTOR: G1/MG

ATOR MIRIM DA SÉRIE 'EVERYBODY LOVES RAYMOND' MORRE AOS 19 ANOS

Sawyer Sweeten, seu irmão gêmeo, Sullivan, e o resto do elenco de 'Everybody loves Raymond' (Foto: Divulgação)

O jovem ator Sawyer Sweeten, conhecido por seu papel como um dos gêmeos na série americana "Everybody loves Raymond", morreu aos 19 anos. Segundo seu empresário, Dino May, a provável causa da morte é suicídio.

Segundo o site Radar Online, ele visitava a família no Estado do Texas, nos EUA, onde foi encontrado morto com um tiro na varanda da frente.

O jovem interpretou Geoffrey Baron na série, transmitida no canal americano CBS de 1996 a 2005. No Brasil a sitcom foi transmitida pelo Canal Sony, de TV a cabo.

Na produção, ele trabalhava ao lado do irmão gêmeo, Sullivan, e sua irmã, Madylin, interpretando os três filhos do protagonista, vivido pelo comediante Ray Romano. Os gêmeos tinham apenas 16 meses de idade quando apareceram pela primeira vez no programa.

Madylin lamentou a perda em sua conta no Facebook na tarde desta quinta-feira (23). "Neste momento eu gostaria de encorajar todos a falarem com aqueles que amam. Deixem-nos não ter dúvidas do que significam para vocês", publicou a atriz.
Sawyer Sweeten e seu irmão gêmeo, Sullivan, em foto de 2012 (Foto: Facebook)

AUTOR: G1/SP

BONI DIZ QUE XUXA FEZ 'BESTEIRA' AO DEIXAR A GLOBO; 'NÃO TERÁ SUCESSO'

O ex-diretor e todo poderoso da TV Globo, José Bonifácil de Oliveira Sobrinho, o Boni, concedeu uma longa entrevista ao jornal carioca O Dia desta quinta-feira (23) e falou sobre a saída de Xuxa Meneghel da emissora dos Marinho.

Segundo Boni, Xuxa não fará sucesso na Record e acredita que a troca de canal foi uma besteira da loira: "Acho que ela fez uma besteira. Não vai conseguir brigar com a Globo. Se não estava dando audiência na Globo, com todo o poderio da emissora, como ela vai dar audiência na Record". E completou: "Não vai conseguir fazer sucesso e vai sofrer um desgaste".

Para Boni, o conteúdo é o principal item de uma atração na televisão e que isso será o maior problema da Record: "Difícil a Record arranjar um bom conteúdo para ela".

Ainda na entrevista, ele comentou as polêmicas em torno do beijo gay protagonizado por Fernanda Montenegro e Nathália Timberg em "Babilônia". "As novelas não funcionam ou deixam de funcionar por causa disso. É uma reação passageira. O que determina o sucesso é se a trama está correta ou não. Se eu soubesse que o público ia acompanhar a história com interesse, eu não vetaria beijo gay", disse.

AUTOR: Na Telinha

WAGNER MOURA É ESCALADO PARA MAIS UM FILME DE HOLLYWOOD

Wagner Moura foi escalado para participar de mais um filme em Hollywood. Agora, o ator faz parte do remake de Sete Homens e um Destino (The Magnificent Seven).

De acordo com o site Hollywood Reporter, o filme será dirigido por Antoine Fuqua e terá como protagonista Denzel Washington, além de Chris Pratt, Ethan Hawke, Vincent D'Onofrio e Haley Bennet.

O filme aborda a história de um grupo de matadores dos Estados Unidos, que são contratados para fazer a proteção de uma vila mexicana de bandidos. Wagner Moura será Vasquez, um dos sete homens.

Esse é o segundo trabalho de Moura em Hollywood. Em 2013, ele interpretou o personagem Spider na ficção científica Elysium.

O site Hollywood Reporter atribui a escalação de Moura como um reconhecimento da importância que a bilheteria internacional tem para os lucros de qualquer filme, assinalando que a presença do ator irá garantir uma presença forte da audiência na América do Sul.

Além do cinema norte-americano, Wagner Moura também estreia no canal de streaming Netflix, como o notório traficante colombiano Pablo Escobar na série Narcos.

AUTOR: O Fuxico

quinta-feira, 23 de abril de 2015

DIRETOR DA GLOBO PEDE SUPER SALÁRIO PARA NÃO DIRIGIR XUXA

Você recusaria um salário de R$ 100 mil para trabalhar com Xuxa Meneghel? Fabricio Mamberti, sim. 

Diretor de programas e novelas na Globo, Mamberti era a primeira opção de Xuxa para dirigir seu programa na Record, no ar no segundo semestre. A ex-"rainha dos baixinhos" o convidou em janeiro, quando ainda não tinha assinado contrato com a Record. A maneira elegante que o diretor encontrou para dizer "não" foi pedir um supersalário: R$ 350 mil mensais.

A Record não topou. Esse é o salário que ela paga para algumas de suas estrelas, como Marcelo Rezende e Sabrina Sato. É mais de um terço do que a próxima Xuxa ganhará, já incluindo partipações em receitas publicitárias. Para o diretor da loira, a emissora estava disposta a desembolsar R$ 100 mil.

"Realmente recebi um convite para dirigir a Xuxa na Record. Apesar do enorme respeito e carinho que tenho por ela, fiquei impossibilitado de aceitar o convite em função do meu contrato de prazo longo com a Globo, que tem duração até abril de 2017", desconversa Mamberti, que dirigiu o TV Xuxa em 2007, implantou o Encontro com Fátima Bernardes em 2012 e assinou a direção-geral de Saramandaia em 2013.

"Neste momento, já estou envolvido com a direção geral da novela das 21h da Maria Adelaide Amaral", adianta. A trama substituirá, em 2016, a novela Favela Chic, que entrará no lugar de Babilônia.

Sem Mamberti, Xuxa correu atrás de outras opções, entre elas a ex-paquita Andrezza Cruz, hoje no Vídeo Show. Acabou fechando com Mariozinho Vaz, que será confirmado oficialmente no início de maio. O contrato de Vaz na Globo está vencendo, e o profissional não passa por seu melhor momento na emissora. Nos últimos tempos, deu expediente no Mais Você, respondendo à diretora-geral Viviane De Marco.

O Notícias da TV tentou, desde a última sexta-feira (17), ouvir a Record, para que a emissora pudesse expor sua versão quanto ao assédio a profissionais contratados da TV Globo. A emissora, contudo, não se manifestou até a conclusão deste texto. O espaço continua aberto.

AUTOR: UOL

MORRE AOS 65 ANOS O DIRETOR ROBERTO TALMA

Morreu na madrugada desta quinta-feira, aos 65 anos, o diretor da TV Globo Roberto Talma. Ele estava internado desde março no Hospital Samaritano, em Botafogo. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos.

Desde 2002, Talma teve mais de uma internação por conta de infarto. A mais recente foi em 2012, quando se submeteu a uma angioplastia. O diretor deixa um filho, Rafael Talma, de seu casamento com a atriz Maria Zilda Bethlem.

O jornalista Luís Erlanger e a cantora Preta Gil foram alguns dos que lamentaram a morte de Talma nas redes sociais.

Roberto Talma Vieira nasceu no dia 29 de abril de 1949, em São Paulo. Sua família era proprietária de um circo no interior do estado. A mãe era bailarina e o pai trabalhou na televisão e foi coordenador de programação da TV Rio. Começou a carreira profissional aos nove anos, na TV Record paulista, integrando um grupo de sapateado que se apresentava no programa "A grande gincana Kibon". Naquela emissora, conheceu o diretor Nilton Travesso, com quem trabalharia, anos depois, na Globo, na edição dos primeiros videoclipes do "Fantástico".

No início da década de 1960, mudou-se com a família para o Rio, onde conheceu Walter Clark, diretor da TV Rio. Por intermédio do executivo, trabalhou durante algum tempo na antiga emissora, passando também pela Excelsior e pela Tupi, até ser contratado pela Globo, em 1969.

Talma começou como operador de videoteipe, participando do núcleo de jornalismo da emissora, em telejornais como o "Jornal Nacional", o "Jornal Hoje" e o "Jornal da Globo". Também fez parte da primeira equipe do "Fantástico", em 1973, e editou programas como o "Globo repórter" e, na linha de shows, o "Globo de ouro".

Ainda no início da década de 1970, foi transferido para o núcleo de dramaturgia, onde passou a editar e a trabalhar com o diretor Daniel Filho. Em 1972 deixou a emissora por seis meses para trabalhar na TV Tupi, em São Paulo. Seu retorno se deu na novela Selva de Pedra (1972), de Janete Clair, dirigida por Walter Avancini. A parceria entre os dois duraria oito anos, e Talma atuaria como editor, assistente de direção e codiretor.

Nesta época, Roberto Talma também codirigiu novelas com Paulo Ubiratan. Em 1975, foi convocado por Walter Avancini para ser o diretor principal de "O grito", de Jorge Andrade.

Em 1976, logo depois de dirigir "Saramandaia", de Dias Gomes, voltou a deixar a Globo, para voltar para a Tupi. Durante 11 meses dividiu com Gilberto Motta a direção do programa São Paulo, Túmulo do Samba (1977), espécie de documentário musical escrito por José Ramos Tinhorão, sob a supervisão de Maurício Sherman. O retorno à Globo o levou a ser diretor de shows no "Fantástico", ficando responsável pela produção e direção dos clipes musicais semanalmente apresentados no programa.

No final dos anos 1970, transferiu-se para a TV Bandeirantes, onde dirigiu o programa Rosa e Azul, com Débora Duarte e Antônio Marcos. Seis meses depois, convocado por Walter Avancini para dirigir a novela "Pai herói" (1979), de Janete Clair, e "Água viva" (1980), de Gilberto Braga, voltou à Globo. Em ambas ocasiões trabalhou ao lado de Paulo Ubiratan, com quem dividiria a direção de várias novelas de grande sucesso na década de 1980, como "Coração alado" (1980), de Janete Clair; "Baila Comigo" (1981), de Manoel Carlos; e "Jogo da Vida" (1981), de Silvio de Abreu.

Roberto Talma e Paulo Ubiratan também foram os responsáveis pela preparação de dois novos diretores da Globo, Guel Arraes e Jorge Fernando, que trabalharam como seus assistentes em novelas como "Sétimo sentido" (1982), de Janete Clair, e "Sol de verão" (1982), de Manoel Carlos.

Em 1982, trabalhou novamente na TV Bandeirantes, onde foi produtor de tramas como "Campeão" (1982), de Jaime Camargo e Marcos Caruso; e Braço de Ferro (1983), de Marcos Caruso. Voltou para a Globo, em seguida, assumindo o cargo de diretor executivo da Central Globo de Produção. Foi responsável pela criação de seriados como "Armação ilimitada" (1985) e "Tarcísio & Glória" (1989) e das minisséries "Anos dourados" (1986), de Gilberto Braga; Sampa (1989), de Gianfrancesco Guarnieri; "Boca do lixo" (1990), de Silvio de Abreu; e "O sorriso do lagarto" (1991), de Walther Negrão e Geraldo Carneiro.

Como diretor executivo, cuidou de novelas como "Brega & chique" (1987) e "Que rei sou eu?" (1989), ambas de Cassiano Gabus Mendes; "Rainha da sucata" (1990), de Silvio de Abreu; e "De corpo e alma" (1992), de Gloria Perez. Na década de 1990, foi responsável por diversos Casos Especiais e episódios do interativo "Você decide" (1992), além do humorístico "Casseta e Planeta, urgente!" (1994) e da criação do seriado infanto-juvenil "Malhação" (1995).

Em 1992, dirigiu a novela "Perigosas Peruas", de Carlos Lombardi, na qual também atuou, pela primeira vez, como diretor artístico. No ano seguinte, desempenharia essa função na novela "Renascer", de Benedito Ruy Barbosa.

Roberto Talma deixou a Globo em 1995 para se dedicar a projetos pessoais, que incluíam a criação de uma produtora independente. Voltou quatro anos depois, quando assumiu o núcleo de programas infantis da Central Globo de Produção. Cuidou de atrações como "Gente inocente" (1999), "Flora encantada" (1999), "Bambuluá" (2000) e a segunda versão do "Sítio do picapau amarelo" (2001). Sob sua responsabilidade também estiveram diversos programas de outras linhas da emissora, como o "Domingão do Faustão", o "Fantástico" e o programa Linha Direta, criado em 1999.

A partir de meados da década de 1980, Roberto Talma passou a dirigir inúmeras atrações especiais da linha de shows da Globo. Comandou o programa em homenagem aos 60 anos do maestro Tom Jobim, Antonio, o Brasileiro (1987), que recebeu o Grande Prêmio na 30ª edição do Festival Internacional do Filme e Televisão de Nova York.


Em outubro de 2002, o diretor teve um infarto e foi internado às pressas em uma clínica de Botafogo, no Rio de Janeiro. Não ficou muito tempo afastado da televisão. Menos de dois meses depois, assinava a direção-geral do especial de fim de ano com o cantor Roberto Carlos. No teatro, em 2006, dirigiu as atrizes Maitê Proença e Clarice Derziê na peça "Achadas e perdidas", baseada no livro "Os ossos e a escritura", da própria Maitê Proença.

Na Globo, em 2007, o núcleo de produção do diretor Roberto Talma foi responsável por dois programas inicialmente concebidos como especiais de fim de ano, mas que, em seguida, entraram na grade de programação da emissora: Faça Sua História, escrito por João Ubaldo Ribeiro e Geraldo Carneiro, e o sitcom Guerra & Paz, de Carlos Lombardi. Entre outros programas de responsabilidade do núcleo dirigido por Roberto Talma nos últimos anos, estiveram as novelas "Negócio da China" (2008), "Vida alheia" (2010), o remake de "O astro" (2011), "Aquele beijo" (2011). Em 2011, Roberto Talma foi o diretor-geral da microssérie "Amor em 4 atos", com quatro episódios inspirados em canções de Chico Buarque. No mesmo ano, assinou, junto com Rafael Dragaud, o roteiro e a direção do especial Ivete, Gil e Caetano.

Em 2012, Roberto Talma assumiu a direção de núcleo da novela "Gabriela". O remake, exibido às 23 horas e baseado no livro "Gabriela cravo e canela", homenageou o centenário de nascimento do escritor Jorge Amado. Em 2013, Roberto Talma produziu o filme "Dores de Amores", com direção de Raphael Vieira.

AUTOR: Globo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!