VISUALIZAÇÕES!

CURTIR CELEBRATED NEWS NO FACEBOOK!

CELEBRATED NEWS - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

domingo, 14 de janeiro de 2018

LIAM NEESON VÊ "CAÇA ÀS BRUXAS" EM DENÚNCIAS DE ABUSOS SEXUAIS

O ator britânico Liam Neeson. EFE/WARREN TODA

O ator britânico Liam Neeson afirmou neste sábado que a onda de escândalos sexuais na indústria do espetáculo tem componentes de uma "caça de bruxas", embora tenha celebrado que haja um movimento "saudável" contra os abusos.

"Há algumas pessoas famosas que de repente foram acusadas de tocar o joelho de alguma menina e, de forma repentina, perderam seus programas", disse Neeson, de 65 anos, em uma entrevista à emissora de televisão pública irlandesa "RTE".

"Há algo de caça às bruxas", declarou o ator, nascido na Irlanda do Norte, que tentou tirar peso das acusações feitas contra colegas de profissão, como o americano Dustin Hoffman.

"Não estou dizendo que eu tenha feito coisas similares ao que ele (Hoffman) fez. Aparentemente, tocou o peito de uma menina e coisas assim, mas são coisas infantis", tentou argumentar o ator.

Em novembro, a escritora Anna Graham assegurou que o ator americano, que agora tem 80 anos, a apalpou durante a filmagem de uma produção para a TV.

"Quando você está fazendo uma obra e está com sua família - outros atores e técnicos - acaba fazendo coisas idiotas", comentou Neeson em relação às acusações contra Hoffman.

Questionado sobre sua opinião do movimento conhecido como "Me Too" ("Eu também"), que surgiu para denunciar abusos sexuais nas redes sociais, o ator indicou que "é saudável" e está afetando "todas as indústrias", ainda que "neste momento pareça estar centrado em Hollywood".

AUTOR: EFE

domingo, 7 de janeiro de 2018

A HISTÓRIA DE: BONNEY M. UM GRUPO MUITO FAMOSO NOS ANOS 70 E 80

Boney M foi um grupo de disco' music e eurodisco que teve um grande sucesso durante os anos 70 e 80. Foi criado pelo produtor alemão Frank Farian em 1976, e era composto por quatro artistas das Índias Ocidentais que trabalhavam em Londres, na Alemanha e na Holanda (Marcia Barrett, Liz Mitchell, Maizie Williams e o ex-DJ Bobby Farrell).

Especula-se que, quando Frank Farian lançou pela primeira vez a canção Baby Do You Wanna Bump?, em 1974 com o nome de Boney M, a voz na gravação era a dele, e só quando a música virou um sucesso é que ele decidiu arranjar um grupo de dançarinos e um vocalista para inventar um "grupo". O nome "Boney" era de um personagem de uma série de TV na Austrália. O grupo evoluiu antes de ter os integrantes que conhecemos hoje: só Maizie Williams participou desde o princípio.

É até possível que o boato envolvendo a primeira gravação seja verdade, pois:

A música não tem uma letra de fato, só uma voz masculina repetindo periodicamente o título, ou palavras e letras separadas é óbvio, quando se ouve, que o vocalista canta uma oitava abaixo de seu timbre verdadeiro o côro de fundo é muito genérico a autoria da música é creditada a Zambi e editada por Intro, diferente de qualquer outra música de Boney M

Antes de cantar, Maizie Williams começou carreira como modelo.

Rivers of Babylon se tornou o segundo maior sucesso de vendagem no Reino Unido em 1978, quando a música Brown girl in the Ring, que também compunha o disco, também se tornava sucesso nas rádios. Foi, na época, o único single além de Mull of Kintyre (gravada por Paul McCartney), a vender mais de dois milhões de cópias no Reino Unido.

Eles novamente conseguiram mais de 1 milhão de cópias vendidas no Reino Unido com sua versão de um clássico do calypso, Mary's Boychild (anteriormente gravada por Harry Belafonte).

Outros sucessos incluíram:

Daddy Cool (lançada em 1976 - chegou a vender 100 mil cópias semanais na Alemanha)

Sunny (de 1976 - no Brasil, Leo Jaime fez uma versão desta música, chamada Sonia)

A bem conhecida Ma Baker (de 1977)

Rivers of Babylon teve também uma versão (Rios da Babilônia) de sucesso no Brasil interpretada pela cantora Perla, muito popular na época.

Love for sale (1977)

Nightflight to Venus (1978)

Rasputin (de 1978)

Gotta Go Home (de 1979, ganhou versão techno do projeto Duck Sauce em 2010, chamada Barbra Streisand)

Hooray, hooray, It's a Holi-Holiday" (1979) - teve também uma versão (Férias de Amor) de sucesso no Brasil interpretada pela cantora Perla, muito popular na época

Painter Man (em homenagem a Andy Warhol)

Em 1986, dez anos após o lançamento de sua formação mais conhecida, o grupo já acumulava 18 discos de platina, 15 discos de ouro e cerca de 150 milhões de unidades vendidas pelo mundo. O grupo se desfez naquele ano, porém o sucesso de alguns remixes (como Daddy Cool - anniversary remix) continuou. Tentou-se recriar o grupo com nova formação, porém o sucesso continuou a ser o da formação original.

Entre o final dos anos 1980 e 1990 grupo dividiu-se e um veredicto de tribunal autorizou todos os quatro membros originais do grupo – as três cantoras e Bobby Farrell – a dar concertos com o nome “Boney M”.

Em Portugal, os Boney M. de Farrell actuaram em Agosto de 2007 no XXII Festival do Marisco de Olhão, em 2008 no Carnaval no Casino de Lisboa, e também na passagem de ano no Casino de Espinho.

Morte de Bobby Farrell

O cantor da banda de disco music Boney M., o holandês Bobby Farrell, morreu dia 30 de dezembro de 2010 em um quarto de hotel em São Petersburgo - Rússia aos 61 anos, onde estava para fazer shows, anunciou o empresário do artista, John Seine.

Seine não deu detalhes sobre as causas da morte do músico, que chegou a fazer uma apresentação na noite anterior e ia a viajar à Itália para realizar outra apresentação.

DO BLOG:

Bobby Farrell morreu de insuficiência cardíaca

A autópsia ao cantor e bailarino Bobby Farrell, voz masculina do grupo Boney M. que morreu quinta-feira, 30 de Dezembro de 2010, num hotel de São Petersburgo, revela que o artista, de 61 anos, sofreu um ataque cardíaco.

Bobby Farrell, que sofria de hipertensão, morreu aos 61 anos de insuficiência cardíaca
VÍDEOS:






FONTE: WIKIPEDIA/YOUTUBE

AUTOR: CELEBRATED NEWS

HOLLYWOOD SE REÚNE PARA O GLOBO DE OURO SEM ESQUECER ESCÂNDALOS SEXUAIS

Últimos preparativos para o Globo de Ouro no hotel Beverly Hilton, em 6 de janeiro de 2018, em Beverly Hills, Califórnia (Foto: AFP)

Astros e estrelas se reúnem neste domingo, 7, em Beverly Hills para reverenciar os melhores do cinema e da televisão, abrindo a temporada de premiação de 2018 com o Globo de Ouro, que este ano será marcado pelos escândalos de assédio sexual no meio artístico.

As denúncias de assédio e estupro contra o antes poderoso produtor Harvey Weinstein revelaram uma cultura praticada por importantes personalidades da indústria, como Kevin Spacey, Brett Ratner, Dustin Hoffman e James Toback.

Várias investigações policiais foram abertas, mas sem que ninguém tenha ido para a prisão até o momento.

"São problemas enormes e sérios. Temos muito trabalho adiante", declarou a atriz Angelina Jolie em um simpósio de diretores no sábado.

E o Globo de Ouro deste domingo será a primeira vitrine para que as grandes estrelas do cinema e da televisão levantem sua voz contra a cultura do assédio sexual e o abuso de poder.

E embora não seja considerado um termômetro para o Oscar - porque não é concedido pela indústria do cinema, mas pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood -, igualmente se trata de uma noite de alto perfil e olhos estarão voltados para a premiação.

Seu tapete vermelho se caracteriza por ser uma passarela de vestidos e smokings extravagantes, mas este ano espera-se que muitas celebridades apareçam de preto em solidariedade com as vítimas.
No ano passado, a atenção esteve focada em criticar o então recém-eleito presidente Donald Trump.

Solenidade

A cerimônia começa às 17H00 locais (23H00 em Brasília) e entregará 25 prêmios: 14 para o cinema e 11 para a televisão. O mexicano Guillermo del Toro recebeu o maior número de indicações, sete, com "A Forma da Água". "The Post - a Guerra Secreta" e "Três Anúncios para um Crime" o seguem, com seis.

O filme, que ganhou o Leão de Ouro em Veneza, conta a história de amor entre uma zeladora e uma criatura anfíbia mantida em um tanque de água em uma instalação militar dos Estados Unidos.
Gold Derby, o site de previsões de prêmios, estima que o filme ganhará três estatuetas, incluindo a de melhor diretor para Del Toro, que ganhou três Oscar em 2007 com "O Labirinto do Fauno".

A crítica interpretou que as indicações para o drama de Ridley Scott "Todo o Dinheiro do Mundo" demonstram um apoio implícito à campanha contra o assédio sexual em Hollywood.

Scott, indicado ao prêmio de melhor diretor, descartou e filmou de novo, de última hora, todas as cenas de Kevin Spacey, substituído pelo ator veterano Christopher Plummer ("A Noviça Rebelde"), indicado a melhor ator coadjuvante.

Michelle Williams também recebeu uma indicação a melhor atriz.

"Plummer é um ganhador lógico pela impressionante façanha de assumir este papel emocionalmente exigente de última hora com 87 anos", escreveu Daniel Montgomery, editor de Gold Derby.

Foi uma surpresa que não tenha havido nenhuma diretora indicada apesar do grande ano que tiveram Greta Gerwig ("Lady Bird - A Hora de Voar"), Patty Jenkins ("Mulher Maravilha"), Dee Rees ("Mudbound - Lágrimas Sobre o Mississipi"), Kathryn Bigelow ("Detroit em Rebelião") e Sofia Coppola ("O Estranho que Nós Amamos").

O filme chileno "Uma Mulher Fantástica", do diretor Sebastián Lelio, está indicado a melhor filme estrangeiro. Protagonizado por Daniela Vega, o longa, aclamado pela crítica, conta a história de uma mulher transexual que enfrenta a morte de seu companheiro em meio a preconceitos e violência.

As previsões dão como vencedor, porém, o sueca "The Square", com Elisabeth Moss. Na televisão, a série da HBO "Big Little Lies" lidera as indicações, com seis, seguida por "Feud: Bette and Joan" com quatro, e "The Handmaid's Tale", "Fargo", e "This Is Us" com três.

Amanda Spears, de Gold Derby, estimou que o escândalo sexual poderia impulsar um prêmio para Shailene Woodley de melhor atriz coadjuvante por seu papel em "Big Little Lies", em que interpreta uma mãe solteira criando um filho fruto de um estupro. Através do cinema e a televisão, existe a oportunidade de premiar papéis de mulheres fortes, poderosas e convincentes além de simplesmente suas relações com os homens", disse Birnbaum.

AUTOR: O POVO

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

KARINA BARROS, BAILARINA DO FAUSTÃO, PEDE A NAMORADA EM CASAMENTO

Karina Barros e Camila Benfica (Foto: Reprodução/Instagram)

Karina Barros, bailarina do Faustão, está prestes a realizar um sonho. A jovem pediu sua namorada, Camila Benfica, em casamento. Em sua conta no Instagram, Karina comemorou o noivado ao publicar uma foto em que aparece em clima de romance com a noiva.

"Obrigada Deus!", escreveu a bailarina na legenda do registro compartilhado em sua rede social.

No Instagram, as duas, inclusive, vivem fazendo declarações de amor uma para a outra. "Tomara que essa doença chamada AMOR seja contagiosa e se torne uma epidemia", postou Kamila, em um ensaio fotográfico onde as duas aparecem vestidas de noiva.

"Cê é bonita de todas as formas, de todos os ângulos, com todas as marcas, manchas, pintas, estrias, detalhes... Detalhes que amo em você! Enfim, se alguém considera isso defeito é porque não olhou direito. Não olhou a fundo em seus olhos castanhos e neles encontrou a mais pura paz. São nesses mesmos lindos olhos castanhos que vejo refletir, todos os dias, o amor que sinto por você", escreveu Karina em outra declaração à namorada.

AUTOR: O POVO

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

MORRE AOS 86 ANOS A ATRIZ ARACY CARDOSO, NO RJ

Oberdan Junior, Aracy Cardoso e Danton Mello em "A Gata comeu", de 1985 (Foto: Nelson Di Rago/TV Globo)

Morre a atriz Aracy Cardoso, aos 86 anos, no Rio

A atriz Aracy Cardoso, de 86 anos, morreu nesta terça-feira (26). Ela estava internada no CTI desde sexta (22) no hospital São Lucas, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, e não resistiu a uma infecção pulmonar.

O velório será na quarta-feira, no Memorial do Carmo, no Caju, Zona Norte do Rio. O corpo da atriz será cremado às 15h. Aracy deixa duas filhas, Bia e Patrícia.

Aracy Cardoso foi uma atriz com passagem marcante pela TV Globo. Muito conhecida como a Zazá, de "A gata comeu", participou também de muitas outras novelas como "Fogo sobre a Terra", "À sombra dos laranjais", "Vejo a lua no céu" e "Memórias de amor". Sua última participação aconteceu na novela "Sol nascente", em 2017.
Oberdan Junior, Aracy Cardoso e Danton Mello em "A Gata comeu", de 1985 (Foto: Nelson Di Rago/TV Globo)


“Era uma grande atriz. A primeira grande atriz da televisão carioca. Nos anos 50, quando a televisão não era nacional, não era em rede, ela fez muito sucesso fazendo as primeiras novelas da TV, quando as novelas não eram diárias ainda. Ela tem pelo menos um sucesso, um sucessão dos anos 50, que é ‘A canção de Bernadette’ [1944], que é uma adaptação do filme famoso, que era com a [atriz] Jennifer Jones, e ela fazia a [o papel da] Jennifer Jones nessa versão carioca”, lembra o escritor e jornalista Artur Xexéo.

A atriz Priscila Camargo, muito próxima de Aracy, anunciou a morte da amiga por redes sociais.
"Com tristeza, comunico o falecimento da nossa querida Atriz Aracy Cardoso! Talentosa e amorosa, deixa duas filhas, eu como filha de coração, fãs e muitos amigos. Todos saudosos! Vai com Deus, Amiga! Na Luz!"

Cena de Aracy Cardoso na série Caso Verdade
Cena de Aracy Cardoso em 'Sol nascente'
Fábio Jr., Aracy Cardoso, Nelson Dantas e Ney Sant'Anna em "O Amor é nosso", de 1981 (Foto: Cedoc/TV Globo)
Aracy participou de várias novelas importantes dos anos 70 e 80 na TV Globo (Foto: Reprodução/TV Globo)
Aracy Cardoso, Edson França e Mario Brasini em "Anastácia, a Mulher sem Destino", de 1967 (Foto: Cedoc/TV Globo)

AUTOR: G1/RJ

'DIDI' CONTA QUE SOFREU GRAVE ACIDENTE DE AVIÃO,"CENÁRIO DE HORROR"

Um dos maiores nomes da televisão brasileira é Renato Aragão. Ele ficou conhecido por fazer o personagem Didi em 'Os Trapalhões'. Renato é uma figura muito querida do público. Tudo o que ele fez ao longo da carreira tornou-se um grande sucesso. Ele encabeçou campanhas importantes, como a do 'Criança Esperança'.

O programa é exibido até hoje pela Rede Globo de Televisão. Didi é uma figura muito querida da mídia, mas passou por uma grande dificuldade ao longo de sua vida. Ele lembou recentemente como foi o seu primeiro presente de Natal, uma bola de futebol. Renato conta que ao receber o presente ficou muito feliz e já no dia seguinte saiu para jogar.

Renato Aragão surpreende ao falar de grave acidente de avião

Renato nasceu no Ceará e passou a maior parte da vida na cidade de Sobral. Para ele, mesmo com a infância pobre, o que sobram são as mensagens que essa época já trazia no passado. Aragão, que recentemente esteve em um remake do programa 'Os Trapalhões', falou sobre a importância de lembrar que é no Natal que se comemora o nascimento de Jesus Cristo.

Ele lembrou também que isso faz com que sua família se mantenha até hoje nas tradições natalinas. Em seguida, o artista que praticamente está na geladeira da Globo lembrou do dia em que ele quase faleceu.

Eterno Didi lembra episódio aéreo que quase o matou: 'Cenário de Horror'

O ator contou sobre um susto que passou por conta de uma viagem de avião em que quase morreu.

No ano de 1958, quando ele estava cursando a faculdade de direito, ele sofreu um acidente aéreo importante. Na época, o artista ia em um voo entre as cidades de Recife e Fortaleza. O artista revela que nunca contou isso ao público, mas que fez questão de lembrar do momento em sua biografia. O comediante disse que tem fotos que provam o acidente e que o que viveu foi um verdadeiro cenário de horror.

A celebridade é um dos nomes mais polêmicos e de sucesso do entretenimento. Além da televisão, o comunicador fez muito sucesso no cinema.

Renato Aragão quase morreu ainda pequeno

E essa não foi a primeira vez em que Renato viu a morte de perto. Apesar de não lembrar — ele apenas ouviu relatos dos irmãos mais velhos —, o trapalhão se emociona ao contar que quase partiu nos primeiros anos de vida. No depoimento, ele explicou que foi o segundo Renato de sua vida e que o primeiro morreu ainda muito pequeno.

Já ele contraiu difteria quando ainda tinha três anos de idade. Apesar de não lembrar de como foi esse período, Aragão se emociona e diz que Deus o ajudou muito em sua vida.

AUTOR: massapeceara

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

VEJA 24 TRANSFORMAÇÕES DE CELEBRIDADES QUE IRÃO TE CHOCAR

Estamos acostumados com as imagens de nossas celebridades favoritas e quase não conseguimos nos lembrar de como elas eram diferentes no passado, principalmente para quem é mais novo (claro!). No entanto, às vezes elas mudam tanto ao longo de suas carreiras que ficam quase irreconhecíveis.

Aqui no CELEBRATED NEWS não podemos deixar de nos maravilhar com a aparência de algumas estrelas quando eram mais novas. Surpreenda-se também com essas pérolas!

1. Kylie Minogue
2. Neil Patrick Harris
3. Robert Downey, Jr.
4. Jennifer Garner
5. Richard Gere
6. Sarah Jessica Parker
7. Colin Firth
8. Catherine Zeta-Jones
9. Bono
10. Renée Zellweger
11. Rihanna

12. Jude Law
13. Courteney Cox
14. Alec Baldwin
15. Mila Kunis
16. Macaulay Culkin
17. Antonio Banderas
18. Brooke Shields
19. Ryan Gosling
20. Fergie
21. Nicolas Cage
22. Keanu Reeves
23. Uma Thurman
24. Chuck Norris
AUTOR: ZIPNOTÍCIAS

VEJA 5 CELEBRIDADES QUE JÁ TENTARAM O SUICÍDIO E VOCÊ NÃO SABIA

Ainda que façam muito sucesso, conquistem fama mundial e, muitas vezes, esbanjem sua fortuna, vários famosos, como atores, músicos e atletas, já tentaram por fim em suas próprias vidas. 

A maioria desses famosos acabou por se recuperar e hoje falam da tentativa como uma bobagem desesperada, no entanto alguns outros continuam a lutar com as pressões vividas no estrelato e transtornos como depressão profunda e bipolaridade. 

Separamos uma lista de pessoas famosa que enfrentou o drama de virar manchete das páginas policiais com tentativas mal sucedidas de suicídio.

Juntamente com a depressão, conhecida também como o mal do século, muitas das celebridades que tentaram suicídio também acabaram se envolvendo com drogas, consumindo álcool em excesso e assim por diante.

Essa prática é muito mais comum no ‘showbiz’ do que você imagina!

Owen Wilson

O ator participou dos filmes de comédia “Zoolander” e “Penetras: Bons de Bico”, amado pelo público. Ele estava em tratamento contra depressão. A causa foi que ele viu sua ex namorada nos braços de outro. Ele foi internado , quando seu irmão mais velho, Andrew, o encontrou inconsciente no chão do banheiro depois que ele tinha cortado os próprios pulsos.
Foto/Reprodução Google

Ozzy Osbourne

O vocalista do Black Sabbath sofria de dislexia, transtorno de déficit de atenção e outras dificuldades de aprendizagem. O cantor constantemente se metia em problemas com a lei por vários assaltos. Ele tentou o suicídio várias vezes ao longo de sua juventude.
Foto/Reprodução Google

Halle Berry

Ela passa uma imagem de forte, confiante e ferozmente independente. Mas a sua vida nem sempre foi flores, Quando se divorciou de seu marido, o jogador de beisebol David Justice em 1997, ela tentou tirar sua própria vida, tentou se asfixiar dentro de sua garagem, por sorte sua mãe viu e a socorreu.
Foto/Reprodução Google

Katy Perry

Em uma entrevista emocionante para a revista Billboard em 2013, a cantora contou que pensou em deixar tudo para trás e tirar sua vida. Durante a conversa ela fala sobre sua batalha contra a depressão e como sua irmã a salvou do suicídio.
Foto/Reprodução Google

Britney Spears

Após enfrentar uma batalha de custódia para que ela pudesse ter a guarda de seus dois filhos, em 2008, Britney foi levada às pressas para o hospital depois que seu amigo encontrou uma nota de suicídio na pia do banheiro.
Foto/Reprodução Google

Gostou? então deixe seu comentário!

AUTOR: ZIPNOTÍCIAS

domingo, 17 de dezembro de 2017

EM ESTEIO (RS), DESABAMENTO DE PALCO EM FESTA RAVE MATA DJ, E DEIXA FERIDOS

Desabamento de palco em festa rave em Esteio deixou uma vítima (Foto: Cristine Gallisa/RBS TV)

Uma pessoa morreu devido ao desabamento do palco da festa rave Atmosphere, provocado pelo forte vento, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, Região Metropolitana de Porto Alegre, na tarde deste domingo (17), segundo a Polícia Civil. Conforme o Corpo de Bombeiros, a vítima foi identificada como Kaleb Freitas.

O fato aconteceu por volta das 14h. Kaleb era DJ, e se apresentava durante a festa no momento em que a estrutura caiu. Outras três ficaram feridas e foram levadas para o Hospital São Camilo, em Esteio. 

Segundo a Defesa Civil, havia entre 4 mil e 5 mil pessoas no evento.
Desabamento de palco em festa rave causa morte e deixa feridos em Esteio

A área foi isolada para o trabalho da perícia. Os bombeiros afirmam que o evento possuía todos os laudos necessários, mas, como o local é uma área aberta, o vento superou a capacidade de sustentação e entrou em colapso.

Antes do evento, Kaleb havia postado uma mensagem no Facebook dizendo estar ansioso pelo evento. "Que venha a última festa do ano", escreveu. Em sua página, conhecidos prestaram homenagens e lamentaram o fato.

Ainda de acordo com os bombeiros, uma pessoa morreu de overdose, ainda antes do desabamento. A identidade não foi divulgada.
Kaleb Freitas era DJ e se apresentava no momento do desabamento (Foto: Reprodução/Facebook)

AUTOR: G1/RS

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

RELEMBRE OS FAMOSOS QUE MORRERAM EM 2017 - PARTE 1

JONATHAN DEMME (22 DE FEVEREIRO DE 1944 – 26 DE ABRIL DE 2017)
AP Photo/Joel Ryan

Vencedor do Oscar, o cineasta morreu de complicações de um câncer no esôfago aos 73 anos. Ele é conhecido por dirigir “O Silêncio dos Inocentes” (1991), filme pelo qual ganhou o Oscar de Melhor Diretor. Ele também comandou o aclamado “Filadélfia” (1993)

MICHAEL MANTENUTO (13 DE MAIO DE 1981 – 24 DE ABRIL DE 2017)

Peter Brooker/Rex Shutterstock

O ex-ator da Disney, que estrelou no filme “Desafio no Gelo” (2004), cometeu suicídio aos 35 anos. Ele abandonou a carreira de atuação depois do lançamento dos filmes Dirt bags" (2006) e "Profissão Surfista" (2008), e se uniu ao exército dos EUA

JERRY ADRIANI (29 DE JANEIRO DE 1947 – 23 DE ABRIL DE 2017)

Marizilda Cruppe - Agência O Globo

Nome lembrado da época da Jovem Guarda, o cantor Jerry Adriani morreu aos 70 anos, vítima de câncer. Famoso por cantar em italiano, lançou álbuns importantes como “Italianíssimo” (1964), mas seu grande sucesso chegou com o primeiro disco em português, “Um Grande Amor” (1965). Teve passagens pela TV como apresentador de programas de auditório e também regravou clássicos de Elvis Presley

ERIN MORAN (18 DE OUTUBRO DE 1960 – 22 DE ABRIL DE 2017)

Frazer Harrison/Getty Images

A atriz de “Happy Days” (1974-1984) foi encontrada morta no Condado de Harrison, nos EUA. Como figura recorrente da TV, ela apareceu na série "Daktari" (1966) e também teve papéis em filmes como "Lua de Mel com Papai" (1968) e "A Noite em que o Sol Brilhou" (1970)

CUBA GOODING (27 DE ABRIL DE 1944 – 20 DE ABRIL DE 2017)

Chris McKay/WireImage/Getty Images

Vocalista do grupo de soul The Main Ingredient, ele foi encontrado morto em seu carro em uma rua de Los Angeles. Conhecido principalmente pelas músicas "Everybody Plays the Fool" e "Just Don't Want to Be Lonely." É pai dos atores Cuba Gooding Jr. e Omar Gooding

TOBY SMITH (29 DE OUTUBRO DE 1970 – 11 DE ABRIL DE 2017)

Standard/Rex Images

Tecladista da banda britânica Jamiroquai, Smith morreu aos 46 anos. Ele era um dos membros originais do grupo e co-escreveu músicas entre 1992 e 2001. Depois disso, ele deixou o grupo para se comprometer à família. Posteriormente ele fundou a Angelic Recording Studio e se tornou produtor do The Hoosiers

JOHN CLARKE (29 DE JULHO DE 1948 – 9 DE ABRIL DE 2017)

Kristian Dowling/Getty Images

O comediante e satírico político conhecido por suas sketches com Bryan Dawe morreu de causas naturais aos 68 anos, na Austrália. Nascido na Nova Zelândia, Clarke ganhou fama na televisão australiana. Em 2008 ele foi condecorado no Hall da Fama de Logies após receber um prêmio pelo conjunto da obra (foto)

DON RICKLES (8 DE MAIO DE 1926 – 6 DE ABRIL DE 2017)

Bob Krist/Corbis via Getty Images


Comediante ácido, conhecido pelos insultos que proferia a famosos e desconhecidos, morreu de falência dos rins aos 90 anos. Rickles era um pequeno comediante nos anos 1950 até que Frank Sinatra e sua trupe foram a um clube no qual ele se apresentava. Ele bombardeou o cantor de ofensas, e ao invés de ficar irritado, Sinatra se tornou seu admirador. Rickles se apresentou por décadas em Las Vegas e atuou em várias séries e TV e filmes. Ele continuou na carreira até aproximadamente seus 80 anos

CHUCK BARRIS (3 DE JUNHO DE 1929 – 21 DE MARÇO DE 2017)

Bettmann/Getty Images

Produtor, apresentador e anfitrião veterano, Barris morreu aos 87 anos de causas naturais. Conhecido como apresentador do "The Gong Show" (1976), ele também recebe crédito por ter criado os programas "The Dating Game" em 1965 e "The Newlywed Game" em 1966. Ele escreveu a popular música “Palisades Park”, de Freddy Cannon e também sua autobiografia “Confissões de uma Mente Perigosa”, que foi adaptado em um filme dirigido por George Clooney

MARTIN MCGUINNESS (23 DE MAIO DE 1950 – 21 DE MARÇO DE 2017)

PAUL FAITH/AFP/Getty Images

O político e ex-primeiro ministro da Irlanda do Norte morreu aos 66 anos em decorrência de uma doença cardíaca rara. O republicano tinha deixado sua posição como primeiro-ministro como um protesto ao escândalo do Incentivo para Fontes de Calor Renovável e havia anunciado que não se candidataria a reeleição devido a problemas de saúde


DAVID ROCKEFELLER (12 DE JUNHO DE 1915 – 20 DE MARÇO DE 2017)

D. Pickoff, File/AP Photo

O bancário norte-americano era o ex-presidente e diretor executivo da Chase Manhattan Corporation, além de encabeçar o JPMorgan Chase Bank. Único filho restante de John D. Rockefeller, sua influência se estendia de Nova York a capitais estrangeiras. O bancário também era famoso por sua coleção de arte, com um repositório com mais de 15 mil peças raras. Ele morreu aos 101 anos, enquanto dormia

CHUCK BERRY (18 DE OUTUBRO DE 1926 – 18 DE MARÇO DE 2017)

Michael Ochs Archives/Getty Images

Um dos pioneiros do rock and roll, o cantor e guitarrista Chuck Berry morreu aos 90 anos. Ele foi encontrado sem vida em sua casa. Em sua carreira, que se estendeu ao longo de quase sete décadas, Berry lançou músicas atemporais como "Maybellene", "Roll Over Beethoven", "Rock and Roll Music" e "Johnny B. Goode." Um dos primeiros condecorados do Hall da Fama do Rock and Roll em 1986, ele foi homenageado com um prêmio pelo conjunto da obra no Grammy de 1984

JONI SLEDGE (13 DE SETEMBRO DE 1956 – 10 DE MARÇO DE 2017)

Andrew Benge/Redferns via Getty Images

A cantora, que junto de suas irmãs formava o grupo Sister Sledge em 1971, morreu aos 60 anos. As irmãs tiveram o single de sucesso "He’s The Greatest Dancer" em maio de 1979 antes do famosíssimo hino “We Are Family” em junho do mesmo ano

JOHN SURTEES (11 DE FEVEREIRO DE 1934 – 10 DE MARÇO DE 2017)

Barratts/EMPICS Sports Photo Agency/Press Association

O piloto de moto e Fórmula 1 foi a única pessoa no mundo a vencer os títulos dos grandes prêmios de ambas as categorias. Surtees ganhou o campeonato mundial de Fórmula 1 em 1964 e o de motociclismo em 1956, 1958, 1959 e 1960. Ele morreu aos 83 anos vítima de complicações respiratórias

ROBERT OSBORNE (3 DE MAIO DE 1932 – 6 DE MARÇO DE 2017)

Phil McCarten/Reuters

O historiador de cinema americano mais conhecido como o anfitrião do Turner Classic Movies (TCM) morreu aos 84 anos. A notícia foi dada pela própria TCM: “Todos nós aqui estamos tristes pela morte de Robert Osborne. Ele foi um membro amado da família Turner por mais de 23 de anos”

JOSEPH WAPNER (15 DE NOVEMBRO DE 1919 – 26 DE FEVEREIRO DE 2017)

AP Photo/Galbraith

O ex-juíz e icônica personalidade da TV, Wapner morreu aos 97 anos. Popularmente conhecido como Juíz Wapner, ele se tornou uma celebridade inesperada como primeiro juiz do reality show “The People’s Court” (1981-1993). Antes de ser uma sensação televisiva, ele foi juiz da Corte Superior de Los Angeles por 20 anos

BILL PAXTON (17 DE MAIO DE 1955 – 25 DE FEVEREIRO DE 2017)

Anrigo/Epa/REX/Shutterstock


O ator morreu devido a complicações de uma cirurgia cardiovascular. Paxton apareceu em muitos filmes de sucesso incluindo “Titanic” (1997), “Aliens – O Resgate” (1986) e "Twister" (1996). Ele também foi indicado para um Emmy em 2012 por seu papel na minissérie "Hatfields & McCoys"

ALAN COLMES (24 DE SETEMBRO DE 1950 - 23 DE FEVEREIRO DE 2017)

Ilya S. Savenok/Getty Images

O comentarista da Fox News morreu aos 66 anos. Ele apresentava o programa "Hannity & Colmes" (1996-2009) e o nacionalmente transmitido "Alan Colmes Show" (2003-2017) na Fox News Radio

NORMA MCCORVEY (22 DE SETEMBRO DE 1947 – 18 DE FEVEREIRO DE 2017)

Bettmann/Getty Images

McCorvey, a anônima "Jane Roe" no caso Roe vs. Wade, que legalizou o aborto, morreu de insuficiência cardíaca em um asilo no Texas, EUA. Como a parte queixosa do caso da década de 1970, McCorvey permaneceu anônima para evitar envolvimento com a discussão pública, mas depois mudou de ideia e se tornou uma ativista anti-aborto

AL JARREAU (12 DE MARÇO DE 1940 – 12 DE FEVEREIRO DE 2017)

Mike Blake/Reuters

O cantor de jazz ganhou sete prêmios do Grammy por seus sucessos "We're in This Love Together" e "Breakin' Away" e pela música tema da série “Moonlighting". Ele morreu após ser hospitalizado por duas semanas

TARA PALMER-TOMKINSON (23 DE DEZEMBRO DE 1971 – 8 DE FEVEREIRO DE 2017)

Nick Harvey/REX Shutterstock

Socialite britânica, apresentadora de TV, ex-modelo e “it girl”, Palmer-Tomkinson foi encontrada morta em seu apartamento em Londres, Inglaterra. Ela tinha 45 anos. Em janeiro de 2016 ela foi diagnosticada com um tumor cerebral. Em 2002 ela participou do reality show "I'm a Celebrity, Get Me Out of Here!". Ela também estrelou no filme "O Marido Ideal” (1999)

RICHARD HATCH (21 DE MAIO DE 1945 – 7 DE FEVEREIRO DE 2017)

Bill Watters/WireImage/Getty Images

Hatch, mais conhecido por sua interpretação do papel de Capitão Apollo na série de TV "Battlestar Galactica" (1978-79), morreu aos 71 anos. Indicado ao Globo de Ouro, o ator lutava contra um câncer de pâncreas

BRUNHILDE POMSEL (11 DE JANEIRO DE 1911 – 27 DE JANEIRO DE 2017)

Christof Stache/AFP/Getty Images


Secretária pessoal do chefe de propaganda nazista da Alemanha, Joseph Goebbels, Pomsel era uma das últimas testemunhas vivas das ações dos nazistas. Ela morreu aos 106 anos e trabalhou no Ministério de Propaganda do Reich de 1942 até o fim da guerra, quando foi capturada por forças soviéticas. Libertada em 1950, ela passou o resto de sua carreira trabalhando na televisão alemã e estrelou um documentário de sua vida intitulado “A German Life" (2016)


EMMANUELLE RIVA (24 DE FEVEREIRO DE 1927 – 27 DE JANEIRO DE 2017)

Vittorio Zunino Celotto/Getty Images

Aclamada atriz francesa que foi indicada ao Oscar por sua atuação em “Amor” (2013), Riva morreu vítima de uma doença aos 89 anos

ANTÔNIO PEDRO “RUSSO” DE SOUZA (7 DE JULHO DE 1931 – 28 DE JANEIRO DE 2017)

Marcelo Martins - Agência O Globo


O assistente de palco mais conhecido do Brasil morreu aos 85 anos, vítima de pneumonia e embolia pulmonar. Na televisão por quase cinco décadas, Russo esteve nos principais programas da televisão brasileira, como os shows do Chacrinha, Faustão, Luciano Huck, Angélica e Xuxa


VIC MILITELLO (17 DE FEVEREIRO DE 1943 – 28 DE JANEIRO DE 2017)

Reprodução Bandeirantes

A Mulher Barbada do “Sítio do Picapau Amarelo” (1967) e a Joana D’Arc de “Estúpido Cupido” (1976) morreu aos 73 anos vítima de câncer. A atriz longa carreira na televisão e também encontrou sucesso no cinema, participando de filmes como “O Rei da Noite” (1975) e “O Homem do Ano” (2003)

JOHN HURT (22 DE JANEIRO DE 1940 – 25 DE JANEIRO DE 2017)

Kypros/Getty Images

O lendário ator conhecido por sua atuação em "Alien: O Oitavo Passageiro" (1979), "O Homem Elefante" (1980) e na série "Harry Potter" morreu aos 77 anos vítima de um câncer no pâncreas

MARY TYLER MOORE (29 DE DEZEMBRO DE 1936 – 25 DE JANEIRO DE 2017)

Silver Screen Collection/Archive Photos/Getty Images

A atriz, cujo programa de TV foi o mais popular e icônico da década de 1970, morreu em hospital aos 80 anos. A causa da morte não foi divulgada. Ela vivia com diabetes desde os 30 anos e passou por uma cirurgia cerebral em 2011. Moore se tornou amplamente conhecida quando co-estrelou o "Dick Van Dyke Show" (1961-66). Em seu próprio programa, ela interpretou uma mulher solteira que trabalhava como uma produtora de jornal de TV. Moore ganhou seis prêmios do Emmy ao longo de sua carreira e chegou a ser indicada ao prêmio de Melhor Atriz no Oscar de 1980 por seu trabalho no drama “Gente Como a Gente”

GORDEN KAYE (7 DE ABRIL DE 1941 – 23 DE JANEIRO DE 2017)

ANL/Rex Shutterstock

Kaye, mais conhecido por seu papel como René Artois na série de comédia britânica "'Allo 'Allo!" (1982-92), morreu aos 75 anos em um asilo. O ator participou de várias sitcoms, incluindo "Till Death Us Do Part" (1974), "It Ain't Half Hot Mum" (1977) e "Are You Being Served?" (1978-81), antes de chegar ao papel de Artois. Sua última atuação foi vista no seriado "Revolver" (2001-04)

MASAYA NAKAMURA (24 DE DEZEMBRO DE 1925 – 22 DE JANEIRO DE 2017)

Bettmann Archive/Getty Images

Nakamura, fundador da empresa japonesa de videogames Bandai Namco, morreu aos 91 anos. Sua companhia criou o clássico “Pac-Man”, e ele é conhecido como o “Pai do Pac-Man”

MIGUEL FERRER (7 DE FEVEREIRO DE 1955 – 19 DE JANEIRO DE 2017)

Paul Archuleta/FilmMagic/Getty Images

Ferrer, conhecido pelo papel de Owen Granger na série “NCIS: Los Angeles” (2012-17), morreu de câncer na garganta aos 61 anos. Ele também esteve em “Twin Peaks” (1990-91) e “Crossing Jordan” (2001-07), além de filmes como “RoboCop – O Policial do Futuro” (1987) e “Homem de Ferro 3” (2013). Ferrer era o filho da cantora Rosemary Clooney e primo de George Clooney

EUGENE CERNAN (14 DE MARÇO DE 1934 – 16 DE JANEIRO DE 2017)

NASA via AP

O último homem a andar na lua, Cernan morreu aos 82 anos. Oficial da marinha norte-americana e engenheiro elétrico, Cernan foi o comandante da última missão tripulada à lua, quando ele liderou a Apollo 17 em 1972. O astronauta foi ao espaço em três ocasiões e foi parte da equipe reserva das missões espaciais Gemini 12, Apollo 7 e Apollo 14

ANTONY ARMSTRONG-JONES, PRIMEIRO EARL DE SNOWDON (7 DE MARÇO DE 1930 – 13 DE JANEIRO DE 2017)

William Conran/Press Association

Snowdon morreu aos 86 anos. Um dos fotógrafos e cineastas mais respeitados da Inglaterra, ele foi casado com a Princesa Margaret – a irmã mais nova da Rainha Elizabeth II – de 1960 a 1978. Conhecido por seus retratos, seu trabalho foi muito variado, e incluiu desde fotografia de moda a fotos documentais da cidade e de pessoas com problemas mentais. Sua obra foi publicada em várias revistas como Vogue, Vanity Fair e The Daily Telegraph

WILLIAM PETER BLATTY (7 DE JANEIRO DE 1928 – 12 DE JANEIRO DE 2017)

George Napolitano/Getty Images

O escritor americano conhecido por seu romance “O Exorcista” (1971) e por escrever o roteiro vencedor do Oscar da adaptação cinematográfica homônima lançada em 1973, morreu aos 89 anos vítima de um mieloma, uma forma de câncer no sangue

GRAHAM TAYLOR (15 DE SETEMBRO DE 1944 – 12 DE JANEIRO DE 2017)

Nick Potts/Press Association

O ex-administrador de clubes de futebol como Lincoln City, Watford, Aston Villa, Wolverhampton Wanderers e da seleção da Inglaterra morreu aos 72 anos. Membros de sua família disseram que ele foi vítima de um ataque cardíaco

CLARE HOLLINGWORTH (10 DE OUTUBRO DE 1911 – 10 DE JANEIRO DE 2017)

Anthony Wallace/AFP/Getty Images

Hollingworth, jornalista britânica que foi a primeira correspondente a noticiar o início da Segunda Guerra Mundial, morreu aos 105 anos. Enquanto trabalhou para o The Daily Telegraph, ela reportou a grande acumulação de tropas, tanques e veículos armados alemães na fronteira Alemanha-Polônia. Mais tarde em sua carreira, ela fez matérias sobre conflitos na Palestina, Algéria, China e Vietnã. Ela viveu suas últimas quatro décadas em Hong Kong. Na imagem, Hollingworth (centro) durante seu 105º aniversário no Clube de Correspondentes Internacionais em Hong Kong, em 2016.

AUTOR: PHOTOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!