VISUALIZAÇÕES!

CURTIR CELEBRATED NEWS NO FACEBOOK!

CELEBRATED NEWS - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

sábado, 31 de dezembro de 2016

OS FAMOSOS QUE FALECERAM NESTE ANO DE 2016

Este ano já está acabando e muita gente está agradecendo aos céus por isso. 2016 foi um ano em perdemos muitas pessoas queridas no mundo da música, da tecnologia, do cinema... Infelizmente, não faltam exemplos.

O Mega Curioso fez uma seleção com algumas das grandes celebridades que faleceram neste ano. E nós trouxemos o material para você conferir também, enquanto relembra alguns dos grandes nomes que perdemos durante este ano.

Certamente, vão deixar saudades.

David Bowie

Uma das primeiras grandes perdas do ano foi a do Camaleão do Rock, que nos deixou em 10 de janeiro, aos 69 anos, apenas 2 dias após lançar seu 25º álbum. Ele lutava contra um câncer de fígado, que praticamente ninguém sabia, além de seus familiares mais próximos.
Shaolin

O comediante faleceu em 13 de janeiro, 5 anos após um grave acidente que o deixou acamado. O trauma o fez perder praticamente todos os movimentos, e Shaolin conseguia se comunicar apenas pelos olhos. Ele sofreu uma parada cardiorrespiratória aos 44 anos de idade.
Alan Rickman

O ator britânico também sucumbiu aos 69 anos, vítima de um câncer de pâncreas, no dia 14 de janeiro. Assim como Bowie, ele preferiu manter a doença em sigilo. Rickman ficou famoso mundialmente ao interpretar o professor Snape nos filmes de Harry Potter.
Ettore Scola

O diretor italiano, de filmes como “Nós que nos amávamos tanto” e “Feios, sujos e malvados”, faleceu no dia 19 de janeiro, aos 84 anos.
Umberto Eco

Em 19 de fevereiro, o filósofo e escritor Umberto Eco morreu em casa, na Itália, aos 84 anos. Ele é conhecido por obras como “O Pêndulo de Foucault”, “O Nome da Rosa” e “Apocalípticos e Integrados”.
Prince

Considerado um dos maiores ícones da música pop de todos os tempos, Prince sofreu uma overdose acidental de fentanil, um potente analgésico, em 21 de abril. O cantor tinha 57 anos.
Cauby Peixoto

O cantor faleceu no dia 15 de maio, aos 85 anos, duas semanas após sua última apresentação. Conhecido por sua voz aveludada e figurinos chamativos, Cauby ficou 6 dias internado devido uma pneumonia.
Muhammad Ali

Depois de lutar por mais de 3 décadas contra o Mal de Parkinson, o maior pugilista da história foi chamado aos céus no dia 3 de junho. Muhammad Ali faleceu no dia 3 de junho, aos 74 anos.
Christina Grimmie

A cantora de 22 anos ficou em 3º lugar no “The Voice” americano e foi morta a tiros durante uma sessão de autógrafos. O assassino se matou na sequência. A tragédia aconteceu no dia 10 de junho, em Orlando – um dia antes do atentado na boate Pulse, na mesma cidade, que teve 50 mortos.
Rubén Aguirre

Em 17 de junho, dois dias após completar 82 anos, o eterno professor Girafales foi chamado para fazer companhia ao Chaves, ao Seu Madruga e à Dona Clotilde no céu. Ele estava com uma série de problemas de saúde, como insuficiência renal, cálculos renais e diabetes.
Anton Yelchin

O ator de 27 anos morreu esmagado pelo próprio carro em um acidente acontecido no dia 19 de junho. Ele nasceu na Rússia e começava a despontar no cinema, principalmente por seu papel nos novos filmes da saga “Star Trek”.
Bud Spencer

Ator italiano de filmes clássicos de faroeste, Bud Spencer faleceu no dia 27 de junho, aos 86 anos. Ele também era nadador e representou a Itália em 3 Jogos Olímpicos.
Abbas Kiarostami

Um dos principais cineastas do Irã, vencedor da Palma de Ouro em Cannes com o filme “Gosto de Cereja”, morreu em 4 de julho, aos 76 anos, devido a complicações de um câncer gastrointestinal.
Guilherme Karam

No dia 7 de julho, o ator faleceu devido a complicações da síndrome de Machado-Joseph, aos 58 anos de idade. Karam ficou bastante famoso nos 80, quando participou da “TV Pirata” e de filmes como “Super Xuxa Contra o Baixo Astral”. Nos últimos anos, ele estava recluso devido às limitações impostas pela doença.
Héctor Babenco

Diretor de cinema argentino de nascimento e brasileiro de coração, Babenco estava com 70 anos quando faleceu em 13 de julho. Ele estava internado para tratar de uma sinusite e teve uma parada cardiorrespiratória.
Garry Marshall

Diretor de comédias românticas como “Uma Linda Mulher”, “Noiva em Fuga” e “O Diário da Princesa”, Marshall faleceu em 19 de julho, devido a complicações de um derrame e de uma pneumonia. Ele estava com 84 anos.
Ivo Pitanguy

Considerado o maior cirurgião plástico do mundo, Ivo Pitanguy morreu no dia 6 de agosto, aos 90 anos, após sofrer uma parada respiratória. No dia anterior, ele fez sua última aparição pública, carregando a tocha olímpica.
Kenny Baker

Seu rosto pode não ser tão conhecido, mas você com certeza sabe quem ele é: Baker deu vida ao robô R2-D2, da saga “Star Wars”. O ator morreu dormindo aos 81 anos, em 13 de agosto.
Elke Maravilha

A atriz, modelo e jurada, conhecida por seu visual extravagante, faleceu no dia 16 de agosto, dois meses após uma cirurgia para tratar uma úlcera. Por ser diabética, ela não respondeu à medicação e estava internada em coma induzido nesse período. Elke faleceu aos 71 anos.
Goulart de Andrade

Conhecido pelo bordão “Vem comigo”, o jornalista fez muito sucessos em programas que passavam durante a madrugada. Ele tinha uma doença pulmonar e faleceu no dia 23 de agosto, aos 83 anos.
Gene Wilder

O primeiro Willy Wonka, de “A Fantástica Fábrica de Chocolates”, faleceu em 29 de agosto devido a complicações da doença de Alzheimer. Ele sabia de sua condição há 3 anos, mas preferiu manter em segredo. Wilder tinha 83 anos.
Domingos Montagner

Protagonista de “Velho Chico”, que estava em sua reta final, Montagner morreu afogado justamente no rio São Francisco, que dava nome à novela. O acidente aconteceu no dia 15 de setembro e chocou o Brasil. O ator estava com 54 anos.
Orival Pessini

O ator e comediante que criou personagens como o Fofão e o Patropi morreu no dia 14 de outubro, aos 72 anos, vítima de um câncer no baço.
Pete Burns

No dia 23 de outubro, um ataque cardíaco vitimou o vocalista da banda Dead or Alive, que estava com 57 anos.
Carlos Alberto Torres

O capitão da seleção brasileiro na conquista do tricampeonato mundial faleceu no dia 25 de outubro, aos 72 anos, vítima de um infarto fulminante.
Leonard Cohen

Autor do hino “Hallelujah”, canção regravada por diversos artistas, Cohen também foi um brilhante poeta, escritor e cantor. Ele lutava contra um câncer e morreu dormindo devido a complicações da doença e de uma queda em casa. Sua morte ocorreu no dia 7 de novembro, poucas semanas após completar 82 anos.
Fidel Castro

O polêmico líder cubano, que governou o país entre 1959 e 2008, morreu aos 90 anos, no dia 25 de novembro.
Tragédia da Chapecoense

No dia 28 de novembro, o avião que levava o time da Chapecoense até Medellín, na Colômbia, onde disputaria a final da Copa Sulamericana, caiu pouco antes de pousar devido a falta de combustível. Morreram 71 pessoas na tragédia, sendo 19 jogadores, 14 membros da comissão técnica, 9 dirigentes do clube, 20 jornalistas e 7 tripulantes.
Ferreira Gullar

O escritor, poeta e crítico de arte Ferreira Gullar morreu de problemas respiratórios no dia 4 de dezembro. Ele estava com 86 anos e era membro da Academia Brasileira de Letras desde 2014, ocupando a cadeira que foi fundada por Tomás Antônio Gonzaga e já pertencera a Getúlio Vargas, Assis Chateaubriand e João Cabral de Melo Neto, entre outros.
Peter Vaughan

Peter Vaughan interpretou Aemon Targaryen em Game of Thrones e participou de diversas outras obras ao longo dos 75 anos de sua carreira — incluindo trabalhos com Anthony Hopkins e Frank Sinatra. Faleceu no dia 6 de dezembro.
Paulo Evaristo Arns

Arcebispo-emérito de São Paulo e cardeal da Igreja Católica, Dom Frei Paulo Evaristo Arns morreu no dia 14 de dezembro, aos 95 anos, por causa de uma broncopneumonia.
Vera Rubin

No dia 25 de dezembro, o mundo perdeu Vera Rubin, astrônoma dos Estados Unidos. Ela ficou muito conhecida por seus trabalhos nos estudos de velocidade de rotação nas regiões externas destas galáxias. Mostrando diferenças entre esses valores e o que seria produzido somente por estrelas, Rubin foi responsável por demonstrar uma das maiores evidências da existência de matéria escura no universo.
Reprodução/BBC
George Michael

No domingo de Natal, o mundo recebeu em choque a notícia de que o cantor George Michael havia falecido. Segundo seu agente, ele morreu de insuficiência cardíaca. O britânico estava com 53 anos.
Carrie Fisher

A eterna princesa Leia, da saga "Star Wars", faleceu no dia 27 de dezembro. Ela passou 4 dias internada, depois de sofrer um ataque cardíaco em um avião, pouco antes de pousar em Los Angeles. A atriz estava com 60 anos.
AUTOR: MEGA CURIOSO

FAMÍLIA DE DEBBIE REYNOLDS E CARRIE FISHER PLANEJA FUNERAL CONJUNTO

As atrizes Debbie Reynolds e Carrie Fisher, mãe e filha, que morreram com 1 dia de diferença (Foto: Foto AP/Jill Connelly)

A família das atrizes Debbie Reynolds e Carrie Fisher, mãe e filha que morreram com um dia de diferença, planeja um funeral conjunto. Debbie ficou conhecida por ser protagonista do filme "Cantando na Chuva" (1952) e Carrie, mundialmente famosa pelo papel da Princesa Leia na saga "Star Wars".

"É minha preferência", afirmou Todd Fisher, filho de Debbie e irmão de Carrie, à revista "People". "Obviamente não está definido, mas me parece uma grande ideia levando em conta a bela história que houve entre elas", completou.

A intenção dos familiares é preparar um funeral pequeno e privado, que ainda não tem data nem lugar para ocorrer, antes da realização de uma cerimônia maior, segundo o site TMZ.

Carrie Fisher, a Princesa Leia de "Star Wars", morreu na terça-feira (27) em Los Angeles, aos 60 anos, após sofrer um ataque cardíaco quatro dias antes, durante um voo de Londres para a cidade, pouco antes de a aeronave aterrizar.

A atriz estava em Londres para a gravação de sua participação na série "Catastrophe". Ela também divulgava seu oitavo livro, "Memórias da princesa: Os diários de Carrie Fisher".

Sua mãe, Debbie Reynolds, a protagonista de "Cantando na Chuva" (1952), morreu aos 84 anos na quarta-feira (28), na mesma cidade, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

A carreira de Debbie Reynolds como atriz e dançarina foi marcada pelo musical "Cantando na Chuva", de 1952, com Gene Kelly e Donald O'Connor. Ela também atuou nos fimes "Será que ele é?" (1997) e "O Guarda-costas" (1992), entre outros, e em séries como "Uma família da pesada" (2008) e "Will & Grace" (1999-2006).

Debbie foi indicada ao Oscar de 1965 por "Inconquistável Molly", ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em 1997 e, em 2016, a Academia lhe concedeu o prêmio humanitário Jean Hersholt. Ela também foi indicada cinco vezes ao Globo de Ouro (1951, 1957, 1965, 1970 e 1997) e uma vez ao Emmy (2000) e ganhou diversos prêmios de menor expressão.

AUTOR: EFE

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

ACABA O NAMORO DOS YOUTUBERS KÉFERA E GUSTAVO STOCKLER

Gusta e Kéfera

Nesta terça-feira (27), Gustavo Stockler usou seu Snapchat para confirmar que ele e a youtuber Kéfera Buchmann não estão mais juntos.

“Eu e Ké não estamos mais juntos. Por favor não questionem, nem perguntem, só respeitem. Obrigado! Amo vocês”, escreveu.
Os rumores de que eles estariam separados já rola desde novembro. Os dois não eram mais vistos juntos e nunca mais apareciam nas postagens um do outro nas redes sociais.

Eles eram um dos casais de youtubers mais populares do Brasil e estavam juntos de junho de 2015.

AUTOR: VÍRGULA

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

MORRE AOS 60 ANOS, CARRIE FISHER, A PRINCESA LEIA DE 'STAR WARS'

Carrie Fisher interpretou a princea leia em Star wars (Foto: Divulgação)

Carrie Fisher, atriz que interpretou a Princesa Leia na saga "Star Wars", morreu aos 60 anos. A notícia foi confirmada à revista "People" por um representante da família, Simon Halls. "É com grande pesar que Billie Lourd [filha de Carrie] confirma que sua amada mãe, Carrie Fisher, morreu às 8h55 desta manhã. Ela era amada pelo mundo e sua ausência será profundamente sentida. Nossa família agradece pelos pensamentos e orações".

VEJA FOTOS DE CARRIE FISHER

Carrie foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na sexta-feira (23) após sofrer uma parada cardíaca dentro de um avião, pouco antes de a aeronave, que veio de Londres, pousar em Los Angeles.

Série, filmes e livro

Fisher repetiu sua atuação como Leia recentemente em "Star Wars: O Despertar da Força" (2015), e estava escalada para aparecer no oitavo episódio da série, ainda sem nome oficial, com estreia prevista no Brasil para 15 de dezembro de 2017.

A atriz estava em Londres para a gravação de sua participação na série "Catastrophe". Ela atualmente também atravessa uma turnê de divulgação de seu oitavo livro, "Memórias da princesa: Os diários de Carrie Fisher".

Filha de um casal famoso em Hollywood formado pelo cantor Eddie Fisher e pela atriz Debbie Reynolds, Carrie escreveu sobre sua relação complicada com a mãe no livro "Postcards from the edge". A obra foi adaptada para o cinema em 1990, com o título "Lembranças de Hollywood", estrelado por Meryl Streep.

Ela também ficou conhecida por debater publicamente seu transtorno bipolar e seu alcoolismo na forma da peça/livro/especial da HBO "Wishful drinking" (que chegou a receber duas indicações ao Emmy de 2011).
Carrie Fisher posa para fotos durante estreia europeia de 'Star Wars: O despertar da Força' (Foto: Paul Hackett/Reuters)
Carrie Fisher interpreta Leia mais uma vez em 'Star Wars: O Despertar da Força' (Foto: Divulgação)

AUTOR: G1

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

GEORGE MICHAEL MORRE AOS 53 ANOS, NA INGLATERRA

O cantor George Michael (Foto: Reprodução/Facebook)

O cantor pop britânico George Michael, que se tornou famoso à frente da banda Wham! e vendeu mais de 100 milhões de discos ao longo da carreira, morreu aos 53 anos, anunciou neste domingo, 25, seu assessor de imprensa.

A Polícia do condado de Oxfordshire informou que "não havia circunstâncias suspeitas", e um comunicado diz que ele "faleceu pacificamente em casa".

O alerta da morte foi dado às 13:42 (horário local) pela equipe de emergência médica que foi chamada à propriedade de George Michael na Inglaterra.

Michael ficou famoso nos anos 1980 com o grupo Wham! e depois fez carreira solo. O cantor vendeu mais de 100 milhões de álbuns em quase quatro décadas de sucesso.

"É com grande tristeza que podemos confirmar que o nosso amado filho, irmão e amigo George morreu pacificamente em casa durante o período de Natal. A família pede que sua privacidade seja respeitada neste momento difícil e emotivo. Não haverá mais comentários nesta fase", diz o comunicado do agente do cantor.

Michael permaneceu no Wham! até 1986 e é dono de hits como "Careless Whisper", "Freedom 90" e "Last Christmas".

Trajetória
Georgios Kyriacos Panayiotou - seu verdadeiro nome - sobreviveu a uma pneumonia no fim de 2011.

Ao longo de sua vida, George Michael protagonizou vários incidentes vinculados ao consumo de drogas.

O cantor de "Careless Whisper" passou quatro semanas preso em 2010 por bater com sua Range Rover em uma loja do norte de Londres depois de ter fumado maconha.

Três anos antes foi encontrado inconsciente em sua Mercedes Benz e admitiu ter consumido drogas, mas escapou da pena de prisão depois de aceitar cumprir 100 horas de trabalhos sociais.

Como artista liderou reiteradas vezes a lista dos principais álbuns e entre os mais de 100 milhões de discos vendidos estão os 20 milhões de seu famoso disco "Faith", de 1987.

AUTOR: O POVO

domingo, 18 de dezembro de 2016

EM TOM EMOCIONADO, JÔ SOARES ENCERRA PROGRAMA NA GLOBO

Divulgação/TV Globo

No dia 16 de dezembro, Jô Soares encerrou o seu programa na TV Globo, após mais de 15 anos à frente do tradicional talk show. “Foram 14.426 entrevistas, contando com a de hoje, haja bunda nessa cadeira”, disse, aos risos. A despedida, em tom emocionado, rendeu elogios á plateia, equipe e parceiros ao longo da carreira: 

“Antes de qualquer coisa, quero agradecer ao Silvio Santos, porque esse programa modificou a minha vida e foi graças a ele que eu estou aqui até hoje. Primeiro a ele, que abriu essa porta para mim. Depois - na volta a Globo - à Marluce Dias [diretora-geral], o Erico Magalhães [diretor de jornalismo] e a uma pessoa já falecida, meu amigo fraterno, Evandro Carlos de Andrade, um dos responsáveis por fazer essa aproximação. Para todo esse pessoal, o meu eterno beijo do gordo”, completou

Depois de 16 anos, na última sexta-feira (16) chegou ao fim o “Programa do Jô”, na TV Globo. Muito aplaudido pela plateia, que contou com nomes famosos da emissora carioca, o apresentador se emocionou ao rever momentos históricos da atração e relembrar amigos feitos ao longo de sua carreira.

“Estamos estreando”, brincou, após longos minutos de palmas. “Foram 14.426 entrevistas, contando com a de hoje, haja bunda nessa cadeira! Eu não aguento me ver [na TV], porque quando eu me vejo, me acho até gordo”, disse, aos risos. O convidado não podia ser mais especial: Ziraldo, que participou nada menos que 24 vezes do programa, mas acabou sendo coadjuvante em uma despedida com sabor de “até logo”, como fez questão de deixar claro o âncora.

Entre agradecimentos de carinho à sua equipe, banda e plateia, Jô fez questão de relembrar o início da carreira no SBT: “Antes de qualquer coisa, eu quero agradecer ao Silvio Santos, porque esse programa modificou a minha vida e foi graças a ele que eu estou aqui até hoje. Primeiro a ele, que abriu essa porta para mim. Depois - na volta a Globo - à Marluce Dias [diretora-geral], o Erico Magalhães [diretor de jornalismo] e a uma pessoa já falecida, meu amigo fraterno, Evandro Carlos de Andrade, um dos responsáveis por fazer essa aproximação. Para todo esse pessoal, o meu eterno beijo do gordo”.

Nas redes sociais, entre muitas homenagens de famosos, os fãs lamentaram o término da atração: “Independente das opiniões, ainda não apareceu ninguém do nível dele. É melhor aceitar que dói menos!”, disse uma. “Jô Soares, fez parte de minha insônia, me fez boa companhia, talvez por isso eu não dormia”, refletiu outra. “Segunda tem de novo?! Se Nazaré Tedesco vai voltar, por que o Jô não pode, né?!”, brincou uma terceira.Ainda não se sabe ao certo qual será o destino do veterano na emissora carioca, já a sua faixa de horário vem sendo cotada para ficar sob o comando de Pedro Bial.

AUTOR: FAMOSIDADES

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

CORPO DE FERREIRA GULLAR É VELADO NO PRÉDIO DA BIBLIOTECA NACIONAL E ABL

O corpo do poeta, escritor e teatrólogo Ferreira Gullar, vítima de uma pneumonia, está sendo velado no saguão da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro,desde às 17h (horário de Brasília) deste domingo, 4. 

O velório continuará no prédio da Academia Brasileira de Letras (ABL), para onde será transportado, às 9h desta segunda-feira, 5.

De lá, o corpo será levado, às 15h, para o enterro no mausoléu da ABL, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio. Professor e presidente da ABL, Domício Proença Filho declarou luto de três dias e determinou que a bandeira da Academia seja hasteada a meio mastro.

"Imortal"

Nascido José Ribamar Ferreira, em 10 de setembro de 1930, o escritor é natural de São Luís, no Maranhão. Um dos onze filhos de Newton Ferreira e Alzira Ribeiro Goulart, integrou a luta política revolucionária e se voltou contra a ditadura militar, o que o levou a ser processado e preso. Em sua fuga do País, passou por Moscou, Santiago, Lima e Buenos Aires.

Autor de obras célebres como Poema Sujo - poema de quase 100 páginas escrito durante o exílio em Buenos Aires -, se tornou imortal na Academia Brasileira de Letras, onde ocupava a cadeira número 37, desde outubro de 2014.

Ganhou por três vezes o Prêmio Jabuti, com o livro de crônicas Resmungos, em 2007; com o de poemas independentes Muitas Vozes, em 2000; e com o livro de poemas Em alguma parte alguma, em 2011. Em 2010, foi agraciado com o Prêmio Camões, o mais importante prêmio literário dos países de língua portuguesa.

Um dos maiores autores do século 20, Ferreira Gullar morreu aos 86 anos, após 20 dias internado no hospital Copa D'Or, no bairro de Copacabana. Ele deixa dois filhos, Luciana e Paulo, oito netos, e sua atual companheira, Cláudia.

AUTOR: O POVO

domingo, 4 de dezembro de 2016

POETA FERREIRA GULLAR MORRE AOS 86 ANOS, NO RIO DE JANEIRO

Escritor Ferreira Gullar é o mais novo imortal da Academia Brasileira de Letras (Foto: Reprodução)

O poeta Ferreira Gullar morreu neste domingo (4) no Rio, aos 86 anos.

Nascido José de Ribamar Ferreira em São Luís (MA), em 10 de setembro de 1930, Ferreira Gullar foi um dos maiores escritores brasileiros do século XX. Foi eleito para a Academia Brasileira de Letras (ABL) em 2014, ocupando a cadeira nº 37.

Cresceu em sua cidade natal e decidiu se tornar poeta na adolescência. Com 18 anos, passou a frequentar os bares da Praça João Lisboa e o Grêmio Lítero-Recreativo da cidade. Aos 19 anos, descobriu a poesia moderna depois de ler Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira.

O perfil de Gullar no site da ABL informa que, inicialmente, o escritor “ficou escandalizado com esse tiop de poesia”, mas mais tarde aderiu ao estilo, tornando-se “um poeta experimental radical”. Certa vez, ao comentar o período, afirmou: “Eu queria que a própria linguagem fosse inventada a cada poema”.

Nessa época, trabalhou no volume de poesia “A luta corporal” (1954), que o lançou no cenário nacional. Essa obra que resultou de “uma implosão da linguagem poética” é associada ao surgimento da poesia concreta. Gullar, porém, romperia com o grupo mais tarde, passando a fazer parte do movimento neoconcreto, ao lado de artistas plásticos e poetas do Rio.

Foi Gullar quem escreveu o manifesto que marcou o marcou a aparição, em 1959, do movimento neoconcreto, do qual também foram expoentes artistas como Lygia Clark e Hélio Oiticica. No mesmo ano, saiu o ensaio “Teoria do não-objeto”, outro texto fundamental do movimento.

Dentre as obras neocretas de Gullar, destacaram-se o “livro-poema”, o “poema espacial” e “poema enterrado”.

Derradeiro trabalho neoconcreto do poeta, este último consistia de uma sala que ficava no subsolo do espaço de exposição. A ela, chegava-se por uma escada. Quem “entrava” no poema encontrava lá embaixo um cubo vermelho. Dentro dele, um cubo verde. E dentro deste, um outro cubo, branco, onde se lia em uma das faces a palavra “rejuvenesça”.

Depois do “poema enterrado”, Gullar se afastou do movimento e se envolveu com política, tema de seus trabalhos seguintes. Ingressou no partido comunista e passou a militar contra a ditadura militar. Chegou a ser preso e a viver na clandestinidade. Fugiu do país, passando por Moscou, Santiago, Lima e Buenos Aires.

Durante o exílio na capital argentina, escreveu sua obra-prima: “Poema sujo” (1976). Trata-se de um poema com quase cem páginas que teve ótima recepção. Foi trazudio para diversas línguas.

Gullar só voltou ao Brasil em 1977, onde foi novamente preso e também torturado. Consegui ser solto depois de pressão internacional e trabalhou na imprensa do Rio e como roteirista de TV.

No país, lançou “Na vertigem do dia” (1980) e a coletânea “Toda poesia”. Também artista plástico e crítico, escreveu “Etapas da arte contemporânea (1985) e “Argumentação contra a morte da arte” (1993).

Veja, abaixo, os livros publicados por Ferreira Gullar

Poesia

“Um pouco acima do chão” (1949)

“A luta corporal” (1954)

“Poemas” (1958)

“João Boa-Morte, cabra marcado para morrer” [cordel] (1962)

“Quem matou Aparecida?” [cordel] (1962)

“A luta corporal e novos poemas” (1966)

“Por você, por mim” (1968)

“Dentro da noite veloz” (1975)

“Poema sujo” (1976)

“Na vertigem do dia” (1980)

“Crime na flora ou ordem e progresso” (1986)

“Barulhos” (1987)

“Formigueiro” (1991)

“Muitas vozes” (1999)

Crônica

“A estranha vida banal (1989)

Infantil e juvenil

“Um gato chamado gatinho” (2000)

“O menino e o arco-íris” (2001)

“O rei que mora no mar” (2001)

“O touro encantado” (2003)

“Dr. Urubu e outras fábulas” (2005)

Conto

“Gamação” (1996)

“Cidades inventadas” (1997)

Memória

“Rabo de foguete” (1998)

Biografia

“Nise da Silveira” (1996)

Ensaio

“Teoria do não-objeto” (1959)

“Cultura posta em questão” (1965)

“Vanguarda e subdesenvolvimento” (1969)

“Augusto dos Anjos ou morte e vida nordestina” (1976)Aê

Uma Luz no Chão - 1978

Sobre Arte - 1982

Etapas da Arte Contemporânea: do Cubismo à Arte Neoconcreta - 1985

Indagações de Hoje - 1989

Argumentação Contra a Morte da Arte - 1993

Relâmpagos - 2003

Sobre Arte, sobre Poesia - 2006

Teatro

Se Correr o Bicho Pega, se Ficar o Bicho Come - 1966 - com Oduvaldo Vianna Filho

A saída? Onde fica a Saída? - 1967 - com Antônio Carlos Fontoura e Armando Costa

Dr. Getúlio, Sua Vida e Sua Glória - 1968 - com Dias Gomes

Um rubi no umbigo - 1978

O Homem como Invenção de si Mesmo – 2012

AUTOR: G1

APÓS DENÚNCIA, POLÍCIA ENCONTRA RAYANNE MORAIS TRANCADA EM CLOSET

O caso de agressão envolvendo Rayanne Morais e Douglas Sampaio ganhou um novo desdobramento./INSTAGRAM

A atriz teria sido encontrada pela polícia trancada dentro do closet do apartamento que dividia com o ator, no Rio de Janeiro. Segundo o programa “Fofocando”, do SBT, Carla Prata, amiga da ex-participante de “A Fazenda”, da Record, chamou as autoridades no local da suposta agressão na manhã da última quarta-feira (30). Ao chegar à residência, a polícia achou a ex-esposa de Latino trancada no armário, enquanto Sampaio estava deitado na cama

O caso de agressão envolvendo Rayanne Morais e Douglas Sampaio ganhou um novo desdobramento. A atriz teria sido encontrada pela polícia trancada dentro do closet do apartamento que dividia com o ator, no Rio de Janeiro.

Segundo o programa “Fofocando”, do SBT, Carla Prata, amiga da ex-participante de “A Fazenda”, da Record, chamou as autoridades no local da suposta agressão na manhã da última quarta-feira (30).

Ao chegar à residência, a polícia achou a ex-esposa de Latino trancada no armário, enquanto Sampaio estava deitado na cama. Diego Santos Sampaio, irmão do vencedor do reality show da emissora dos bispos, também estava no apartamento junto com mais um rapaz.

Todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia da Taquara, onde prestaram depoimento. Rayanne afirmou que foi agredida nos dias 29 e 30 de novembro.

Apesar disso, não há detalhes nem sobre como teria sido a suposta agressão nem como tudo teria acontecido.

Por meio de seu advogado, Sampaio negou que tenha agredido a ex.

“Nunca houve nenhum tipo de agressão física. Tanto que ela não foi encaminhada para fazer exame de corpo de delito”, assegurou Glaucio Lira ao jornal "O Dia".

No mesmo dia em que a denúncia foi feita, o famoso usou seu perfil no Twitter para alfinetar a Rayanne Morais. O ator deu a entender que está sendo julgado pelos fãs do ex-casal por romper com a atriz.

“A pessoa decide ir para um prêmio sozinha e solteira e reclama de eu tocar minha vida? E eu ainda saio como vilão? Inacreditável! Se eu servi de escada, pô, que bom! Tudo de melhor, mas não vou viver uma vida dupla: Para a mídia é isso e pessoalmente, aquilo. Não tenho saco e nem macaco! Muito menos danço kuduro. Minha vida é o que eu vivo, não tenho sangue de barata. Não queria expor, mas já que sou exposto... O que me cabe é me dedicar à minha vida profissional! Porque odeio frieza e calculismo para cada atitude. Eu vivo o que eu vivo”, detonou.

AUTOR: FAMOSIDADES

sábado, 3 de dezembro de 2016

ANTONIA FONTENELLE COMEMORA VITÓRIA SOBRE HERANÇA DE MARCOS PAULO

© AgNews: Antonia Fontenelle desmentiu a justificativa dada pela Caprichosos de Pilares por sua saída da escola às vésperas do Carnaval. “Vieram para cima de mim com uma pressão [por dinheiro]. Eu não sou a salvação da pátria de ninguém. Eu não…

Em 2 de novembro, Antonia Fontenelle fez um post no Facebook comemorando o fato de ter sido reconhecida pela Justiça como herdeira de Marcos Paulo. "O dia hoje é de agradecimento. Agradecer a Deus, por me dar força e sabedoria, agradecer aos homens de bem, éticos e justos, nunca duvidei da existência deles. 

Agradecer ao povo brasileiro que visivelmente me acompanha e torce por mim. Sei que ainda tenho um caminho a percorrer até o veredito final, mas o que importa é que: contra fatos não há argumentos. Obrigada Deus", escreveu

Nesta sexta-feira (2), Antonia Fontenelle fez um post no Facebook comemorando o fato de ter sido reconhecida pela Justiça como herdeira de Marcos Paulo.

"O dia hoje é de agradecimento. Agradecer a Deus, por me dar força e sabedoria, agradecer aos homens de bem, éticos e justos, nunca duvidei da existência deles. Agradecer ao povo brasileiro que visivelmente me acompanha e torce por mim. Sei que ainda tenho um caminho a percorrer até o veredito final, mas o que importa é que: contra fatos não há argumentos. Obrigada Deus", escreveu.

Após fim do processo, a apresentadora dividirá a herança do diretor, estimada em R$ 30 milhões, com as três filhas dele - Vanessa Simões, Mariana Tristão e Giulia Costa -, segundo o jornal “O Dia”.

Antonia Fontenelle e Marcos Paulo estavam casados desde 2006. Em novembro de 2012, o diretor morreu de embolia pulmonar.

AUTOR: FAMOSIDADES

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

AOS 97 ANOS, ORLANDO DRUMMOND SOFRE QUEDA E FRATURA O FÊMUR

"Ele está bem, foi uma lesão leve", disse Alexandre Drummond (Foto: Divulgação)

Nesta quinta-feira (1º), o ator Orlando Drummond, de 97 anos, sofreu uma queda da escada e fraturou o fêmur.

Segundo informações do site ´UOL´, o neto do dublador e humorista, que interpretou o Seu Peru na "Escolinha do Professor Raimundo", confirmou a informação.

"Ele está bem, foi uma lesão leve", disse Alexandre Drummond. O ator deverá se recuperar em casa. "Ele ficará em repouso de quatro a seis semanas, mas nada além disso", explicou o neto dele ao site.

AUTOR: noticiasaominuto

THE ROLLING STONES LANÇAM CLIPE COM KIRSTEN STEWART; VEJA "RIDE EM ON DOWN"

Os Rolling Stones lançaram nesta sexta-feira (2) o clipe da música "Ride 'em on down", com participação da atriz Kirsten Stewart. A música faz parte do disco de covers de blues "Blue and lonesome", também lançado nesta sexta. 

VEJA VÍDEO:

'Blue & Lonesome'
Mick Jagger, Keith Richards, Ronnie Wood e Charlie Watts gravaram o álbum em dezembro passado, em três dias nos estúdios British Grove, em Londres. O local fica próximo de onde a banda, formada em 1962, começou a tocar em casas de show, tendo o blues dos Estados Unidos como uma grande fonte de inspiração.

"A paixão pelo blues sempre esteve no coração e na alma dos Rolling Stones", afirma um comunicado divulgado pela banda. "Sua abordagem no álbum é que deveria ser algo espontâneo e tocado ao vivo no estúdio, sem complementos".

O disco tem canções de artistas cujas músicas os Stones interpretaram no início da carreira, como Howlin' Wolf, Willie Dixon, Jimmy Reed, Eddie Taylor e Little Walter.
Os Stones já incluíram sets de blues em algumas de suas apresentações em estádios, e seu repertório inclui canções como "Little Red Rooster", de Dixon, e "Love in Vain", de Robert Johnson.
Kirsten Stewart em clipe dos Rolling Stones (Foto: Divulgação)
Kirsten Stewart em clipe dos Rolling Stones (Foto: Divulgação)
Kirsten Stewart em clipe dos Rolling Stones (Foto: Divulgação)

AUTOR: G1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!