VISUALIZAÇÕES!

CURTIR CELEBRATED NEWS NO FACEBOOK!

CELEBRATED NEWS - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

ATOR FABIO ASSUNÇÃO BARRA ATUAÇÃO DE FILHO, JOÃO, EM NOVO FILME DE DANILO GENTILI

Fabio Assunção barra atuação de filho, João, em novo filme de Danilo Gentili, de acordo com Leo Dias neste quarta-feira, dia 16 de agosto de 2017


Fabio Assunção e Danilo Gentili teriam protagonizado uma polêmica por conta do novo filme do apresentador do "The Noite". De acordo com Leo Dias, o ator - comparado a Klebber Toledo quando o noivo de Camila Queiroz entrou na Globo - teria proibido o menino de atuar no próximo trabalho de Gentili nos cinemas. 

"Estava tudo certo para que o João Assunção, de 14 anos, fosse o protagonista do novo filme de Danilo Gentili, um filme infantil. Inclusive já com a autorização da mãe, Priscila Bogorovi, o filme chama-se 'Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola'", iniciou o colunista do repórter "Fofocalizando" desta quarta-feira (16).

'Mau exemplo', teria argumentado ator

O namorado de Pally Siqueira, por quem foi parabenizado ao completar 46 anos, não teria achado o filme exemplar. "Mas na última hora, o Fabio Assunção proibiu o filho de participar porque, segundo ele, é um mau exemplo. Depois de passar todos os testes, ele não pode entrar no filme pois não tem autorização do Fabio", afirmou Leo Dias.

Danilo Gentili critica João Vicente de Castro: 'Playboyzinho'

Em recente entrevista ao "Programa do Porchat", João Vicente de Castro se posicionou contra alguns comentários de Silvio Santos na TV e chamou o "homem do baú" de "homofóbico muitas vezes, machista, misógino". No Twitter, Danilo Gentili se mostrou chateado com as declarações e saiu em defesa do empresário e apresentador. "Quando criança, eu via Silvio Santos fazendo concursos e promovendo transformistas (o único da TV a dar espaço para esses artistas até então). 

Silvio Santos recebe toda semana uma caravana só de mulheres e as trata com todo respeito e carinho desde que eu era criança. O cara emprega nordestinos, brancos, negros, gays, homens e mulheres. E os trata muito bem. Eu vejo como são tratados de perto!", argumentou o apresentador, que protagonizou uma discussão no Twitter com Titi Muller .

E acrescentou: "Para vir playboyzinho que cresceu na bolha da zona sul do Rio de Janeiro e que não sabe nada da vida o chamar de de 'machista, homofóbista e xenofobista'. Aliás, hoje programas como 'Amor & Sexo' recebem travestis e a notícia é que 'lacraram'. 

O Silvio Santos faz isso desde os anos 80 na TV! Eles dizem que 'estão abrindo a porta' que o cara que xingam arrombou décadas atrás. Que babacas!", exclamou Gentili.

AUTOR: PUREPEOPLE

domingo, 13 de agosto de 2017

TOM CRUISE SE MACHUCA DURANTE GRAVAÇÃO DE "MISSÃO IMPOSSÍVEL"

Tom Cruise chega a Dubai (Foto: Jumana El Heloueh/Reuters)

Tom Cruise se machucou durante as gravações do filme "Missão Impossível 6", em Londres, neste domingo (13), segundo o site "TMZ".
Assista ao vídeo do acidente.
http://www.tmz.com/videos/0_pbzn8ixv

Ao fazer um salto entre dois prédios durante a filmagem, o ator de 55 anos não conseguiu atingir a marca da cena e foi de encontro a uma parede.

Após a batida, Tom conseguiu subir ao topo do edifício, mas saiu mancando. Em seguida, ele retorna ao ponto de partida e é atendido pela equipe de segurança.

O "TMZ" não soube informar a gravidade dos ferimentos.

A sequência de "Missão Impossível" está prevista para ser lançada em julho de 2018.
Tom Cruise durante gravação de 'Missão Impossível' na Nova Zelândia (Foto: Reprodução/Twitter)

AUTOR: G1

sábado, 12 de agosto de 2017

MC GUIMÊ DIZ QUE FOI TRATADO COMO 'ANIMAL' NA ADOLESCÊNCIA E HOJE SOFRE PRECONCEITO EM ALPHAVILLE

MC Guimê diz que sofreu preconceito antes da fama e que ainda é discriminado no condomínio onde mora (Foto: Isadora Brant/BBC Brasil)

De gorro, tênis e calça de moletom, Guilherme Dantas, de 24 anos, desfila em sua Range Rover Evoque pelas ruas de Alphaville. "Senhor Guilherme", como é chamado pelos seguranças e porteiros, se sente à vontade e quase nunca é incomodado dentro do condomínio de luxo localizado na Grande São Paulo - conhecido reduto de celebridades que vivem em mansões que chegam a tomar um quarteirão inteiro e custar mais de R$ 20 milhões.

Assista ao vídeo.

Fora de Alphaville, Guilherme vira MC Guimê e não consegue dar muitos passos sem ser abordado por um fã pedindo uma selfie. Em oito anos de carreira, o jovem já acumula mais de 16 milhões de seguidores em redes sociais e emplacou o hit País do Futebol como uma das músicas mais tocadas durante a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, além de virar tema de abertura de novela das 19h na TV Globo no mesmo ano.

Em entrevista à BBC Brasil em uma pracinha dentro do condomínio onde mora, o cantor de funk conta que já sofreu preconceito nesses dois "mundos" onde viveu, mas que se adaptou e hoje consegue se sentir bem em ambos - mesmo ainda sendo alvo de discriminação.

"Enfrentar preconceito, eu já enfrentei muito. Não só aqui no condomínio, mas já enfrentei preconceito em aviões, aeroportos e, como dizem, em lugares de rico", afirma Guimê, que pediu para que a entrevista não fosse feita em sua casa, pois a piscina estava em reforma.

Fã de Zé Ramalho e Djavan, o funkeiro também defende a legalização da maconha e disse que as letras de suas músicas, tidas por algumas pessoas como machistas, apenas visam a "exaltar" as mulheres.

Para ele, seus verdadeiros fãs estão nas periferias.

'Eu já ouvi gente falar assim: 'Vou cantar funk e vou virar rico'. Piadinha tosca', diz MC Guimê (Foto: Felipe Souza/BBC Brasil)

O funkeiro, que faz shows em casas noturnas onde ingressos chegam a custar mais de R$ 300, lembra-se de algumas situações nas quais sentiu um preconceito velado.


"Às vezes, eu vou num restaurante chique e percebo que a outra mesa não está te olhando com carinho. Está te olhando e pensando: 'O que esse cara está fazendo aí, cheio de tatuagem, novão. Eu estou com tantos anos de vida, trabalhei para estar aqui, sou dono de empresa e esse cara está aqui'. Você vê que esse preconceito rola", diz.

Com roupas de grife, correntes chamativas e bebidas caras, ele posa para fotos ao lado de astros do esporte, como o jogador de futebol Neymar e o surfista Gabriel Medina. O cantor é um dos nomes mais importantes do funk ostentação, que traz letras de uma vida de luxo e excessos.

Mas o MC conta que também era alvo de preconceito mesmo antes de iniciar sua carreira, há oito anos.

"Quando não estava bem e tinha 15 anos, me lembro diversas vezes de que entrei em ônibus, no centro de Osasco (onde morava) e em vários lugares onde não era tratado como ser humano", diz.

Fachada da casa do cantor MC Guimê, no Alphaville, em São Paulo (Foto: Felipe Souza/BBC Brasil)

Por outro lado, ressalva que muitas pessoas que o tratavam com desdém antes da fama, mudaram o tratamento nos últimos anos.

"Quando você está com uma roupa feia, numa má condição, pessoas te olham e te tratam como um animal, um inseto. E quando você está bem as pessoas te tratam como ser humano. E eu vi esses dois lados", diz o funkeiro.

Objetificação das mulheres
Em um momento em que há uma grande campanha contra atitudes machistas na internet, MC Guimê conta que já recebeu diversas críticas por "tratar mulheres como objeto" em suas músicas.

Em "Plaquê de 100", que acumula 75 milhões de visualizações no YouTube, ele canta: "Contando os plaquês de 100 dentro de um Citroën, nóis convida (sic) porque sabe que elas vêm".

O funkeiro rebate as críticas dizendo que sua intenção é a de elogiar as mulheres.

"(Essa) é uma visão muito fechada, porque a nossa ideia acaba sendo exaltar. Do mesmo jeito que a gente coloca que a gente tá tirando uma onda, que a festa está linda, que a nossa vida é linda, as mulheres estão do nosso lado. Nunca fui um cara de falar algo para desmerecer a mulher", diz.

Ele nega ser machista. "Eu nunca fui um cara assim. O cara que vai para a balada pode ter R$ 10 milhões no bolso, mas se ele não estiver com umas minas ao redor dele, não estará feliz. A nossa música fala sobre essa verdade".

Maconha
O funkeiro já disse algumas vezes que usa maconha, mas recentemente passou a evitar o assunto. Em entrevista à BBC Brasil, ele voltou a defender a legalização do uso da erva e compará-la com o cigarro e bebidas alcoólicas.

MC Guimê conta que já recebeu críticas por 'tratar mulheres como objetos' em suas letras (Foto: Isadora Brant/BBC Brasil)

"Para mim, maconha não é droga. Ela é remédio e em vários países é legalizada. Então, a pessoa lá fora está com câncer ou com algum problema de estômago que não permite que ela se alimente direito, ela usa maconha. O cigarro de maconha nunca pode ser mais droga do que um cigarro de tabaco", afirma.

Por outro lado, o músico considera "um absurdo" legalizar o consumo de substâncias como cocaína e ecstasy.

"Isso não tem nem porque legalizar. Só se os boyzão que estão lá no poder e que adoram mandar um 'tirinho' legalizar essa porra. Não pode nem pensar em liberar cocaína e outras drogas químicas, como 'bala', ecstasy, crack. Se você quer ver um resumo do que o crack faz com a pessoa, vai na cracolândia. Você acha que tem que legalizar aquela porra? Tá louco? Vai matar todo mundo".

Letras

Guimê diz usar palavrões em suas músicas "só em último caso".

"Quando eu comecei a cantar, eu era mais livre pra isso. Mas quando eu vi que minha responsabilidade era grande, que uma criança me ouve, que minha família quer me escutar, quer ter orgulho de mim, eu falei: 'Vamos tirar os palavrões'".

Por outro lado, ele diz que não pensar em mudar suas letras para transmitir uma mensagem mais politizada para o seu público da periferia.

Guimê diz que não estuda mudar suas letras para transmitir uma mensagem mais politizada para o seu público da periferia (Foto: Isadora Brant/BBC Brasil)

"Não é porque eu tô falando do carrão que eu não vou mudar o país. É aí que a gente se engana porque falando do carrão, eu chego onde ninguém imaginava. Se eu fizer uma música falando de protesto não é o que vai vender. Se a gente for falar de protesto, protesto, protesto, vai vir vários outros aí falando uma pá de baboseira e tomar o lugar de quem tá em alta, que é nóis, a favela, a quebrada".

Ele diz considerar que, mais importante que escrever músicas de protesto, é gerar emprego.
"Nosso foco é chegar longe. Não é porque eu tô falando de festa que eu não estou ajudando o meu país, que eu estou ajudando a galera. Eu fiz vários outros MCs acreditarem, então eu estou ajudando de certa forma. Porque a galera que hoje vive do funk estrutura 20, 30 funcionários e todo mundo acaba trazendo retorno financeiro em casa. O funk de São Paulo é ostentação. É falar que o MC saiu da favela para ganhar dinheiro", diz Guimê.

"Não é porque eu vim de baixo que eu tenho que ficar embaixo. Olha onde eu cheguei, vai segurando."

AUTOR: BBC

LEONARDO DiCAPRIO E KATE WINSLET ESTARIAM NAMORANDO, DIZ REVISTA

Leonardo DiCaprio e Kate Winslet (Foto: Reprodução/Instagram)

Um dos casais mais icônicos do cinema, Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, que há 19 anos formaram um par em Titanic, estariam vivendo um romance. Segundo a revista americana "Star", os dois foram vistos no Sul da França, em um clima "amoroso".

A matéria ainda conta que DiCaprio teria uma queda pela atriz desde as gravações do filme.
O ator está solteiro mas Kate continua casada com o executivo Ned Rocknroll, que trabalha na Virgin Galactic, empresa de aviação espacial do inglês Richard Branson.
Leonardo DiCaprio e Kate Winslet (Foto: Divulgação)

AUTOR: O POVO

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

PARTICIPANTE MORRE APÓS GRAVAÇÃO DE PROGRAMA DA REDE GLOBO

O Caldeirão do Huck é um dos poucos programas da Rede Globo responsáveis por fazer a parte social da empresa. Toda semana, o apresentador mostra alguma história real de pessoas que doam parte do tempo para fazer obras de caridade. Ao mostrar essas histórias, o programa, geralmente, consegue ajuda financeira para a pessoa ou entidades filantrópica.

No entanto, uma história que foi contada em seu último programa acabou não tendo um final feliz. Luciano Huck, junto com sua equipe, gravou recentemente a história da Maria do Socorro Rodrigues. Ela dedicou boa parte de sua vida a ajudar crianças necessitadas. Ao longo dos anos, Maria recebeu mais de 300 crianças e jovens com deficiência ou vítimas de violência.

A maioria dessas crianças foram abandonadas por suas famílias e receberam os cuidados dela. Ela era moradora de Belém, no Pará, e era responsável pelo “Lar Acolhedor Tia Socorro”.

A história de Maria do Socorro foi ao ar no último final de semana. Porém, foi contada de uma maneira triste. Maria do Socorro morreu dias após a gravação vítima de uma parada cardíaca. 

Luciano Huck disse que estava profundamente triste com a morte da participante. Ele falou que a história de Maria do Socorro o cativou de tal maneira que sentiu que havia perdido alguém de sua família.

“Fiz uma amiga, uma pessoa de uma luz, uma entrega, uma missão na vida como eu nunca antes tinha encontrado. Foi uma missão muito especial que, tanto eu quanto o Padre Fábio, tivemos com a Tia Socorro”, disse #Luciano Huck.

Morte de Socorro teve grande repercussão

Até no momento que passou a matéria, o corpo de Maria do Socorro não havia sido liberado para o velório.

O falecimento de Socorro foi noticiado até pelo portal de notícias G1. Eles contam que ela tinha 52 anos e mantinha há cerca de 30 anos a obra de caridade.

Das crianças que passaram pelo abrigo, 9 foram adotas por Socorro. A filha Juliana Rodrigues disse que vai assumir o trabalho do lar e dar continuidade aos projetos da mãe.

Luciano Huck contou nas redes sociais parte da história de Socorro:

"Conheci Tia Socorro nos bastidores dos Estúdios Globo, qdo produzimos o "Especial Inspiração", programa que apresentei no começo deste ano, a ideia foi homenagear brasileiros com histórias inspiradoras e que estivessem transformando o mundo a sua volta. Ela foi uma das homenageadas, indicada pela Unicef, que a anos já acompanhava seu trabalho", escreveu.

Os internautas lamentaram a morte de Socorro.

AUTOR: MassapeCeara.Com|Créditos: Em primeira mão via Blasting News

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

MORRE O CANTOR LUIZ MELODIA AOS 66, DE CÂNCER NA MEDULA, NO RJ

O cantor, compositor e músico carioca Luiz Carlos dos Santos, o Luiz Melodia, morreu na cidade natal do Rio de Janeiro (RJ), aos 66 anos, em decorrência de complicações de um câncer que atacou a medula óssea. 

Melodia morreu na madrugada de hoje, 4 de agosto, por volta das cinco horas da manhã.

A informação foi confirmada ao colunista musical do G1 por Renato Piau, guitarrista que tocou com Melodia, após ligação para a família do artista. Melodia chegou a fazer um transplante de medula óssea e resistiu ao procedimento, mas não vinha respondendo bem à quimioterapia. 

O câncer voltou e o estado de saúde de Melodia se agravou bastante ontem. O artista estava internado no hospital Quinta D’Or.

AUTOR: O POVO

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

LIAM GALLAGHER ABANDONA SHOW AOS 19 MINUTOS, NO MEIO DA MÚSICA

FOTO UOL

Liam Gallagher, ex-vocalista do Oasis, abandonou o palco no meio de uma música, aos 19 minutos do seu show solo no Lollapalooza Chicago nesta quinta-feira (3). O público vaiou e gritou "Noel, Noel", em referência ao irmão, inimigo e ex-companheiro de Oasis.

No Twitter, o britânico se manifestou e pediu desculpas ao público. Ele disse: "tive um show difícil ontem à noite e minha voz está destruída". Liam se apresentou na quarta num pequeno clube da cidade dos EUA. 

O show (ou o que teve dele)

Liam estava no meio da quarta música, "Greedy soul", uma das faixas do seu primeiro disco solo, que vai ser lançado em outubro. Ele saiu pelo canto do palco e a banda terminou a música olhando para os lados para ver se ele voltaria. Como não apareceu, os músicos também saíram.

Quando os fãs perceberam que Liam não iria voltar, começou a se ouvir comentários: "Nunca vi isso", disse um. "Só duas músicas, que m* é essa?", disse outro. Na verdade foram três e meia: duas do Oasis e uma e meia solo.

Liam tinha ido ao canto do palco outras vezes antes, aparentemente reclamando do som. Este é o primeiro dos quatro dias do festival em 2017 nos EUA, com Lorde e Muse fechando a noite.

Liam sendo Liam

Apesar de ter sido um dos shows mais bizarros da história do Lollapalooza, não é um comportamento tão inesperado para Liam Gallagher. Desde o início do Oasis ele tem fama de intempestivo, principalmente por causa das brigas com o irmão, que levaram ao fim da banda.

Um dia antes, na noite de quarta-feira (2), Liam fez um ótimo (e completo) show num pequeno clube de Chicago. Parecia que ele tinha voltado à boa forma dos tempos do início do Oasis. Hoje ele voltou a lembrar o passado, mas da parte ruim. Liam sendo Liam.

AUTOR: G1

sábado, 29 de julho de 2017

SAIBA 60 FATOS CURIOSOS SOBRE A REDE GLOBO

A ideia de criar uma emissora de TV das Organizações Globo nasceu no início da década de 1950, quando a Rádio Globo fez um requerimento de canal de TV ao governo. Sobre a Rádio Globo: ela foi inaugurada em 1944.

O requerimento feito pela Rádio Globo só foi aprovado em 1957 pelo então presidente Juscelino Kubitschek, que concedeu o Canal 4 do Rio de Janeiro. No entanto, aquela ideia original só começou a ganhar corpo no começo dos anos 1960, quando o grupo Globo assinou um contrato com a norte-americana Time-Life.

O acordo com a Time-Life ajudou a injetar um capital na emissora (algo em torno de 6 milhões de dólares na época). Em troca, o grupo norte-americano teria uma participação de 30% nos lucros da emissora.

A formação da primeira equipe da Globo ocorreu em 1963. Cerca de dois anos depois, em 26 de abril de 1 965 era inaugurada a Rede Globo de Televisão. O primeiro programa a ir ao ar foi um infantil chamado Uni Duni Tê.

Paixão de outono, a primeira novela da recém-nascida emissora, foi ao ar em 14 de setembro de 1965. De autoria de Glória Magadan, ela teve apenas 50 capítulos. Magadan era diretora do núcleo de dramaturgia da TV Globo na época.

Você sabe qual o programa mais antigo que ainda permanece no ar? O Fantástico? O Jornal Nacional? Não, o programa mais antigo não é exatamente um programa, mas a Santa Missa em Seu Lar, exibida pela primeira vez em maio de 1965.

Já que falamos de Jornal Nacional, ele entrou no ar em primeiro de setembro de 1969 e foi o primeiro telejornal a ser transmitido em rede nacional. Os apresentadores eram Hilton Gomes e Cid Moreira (um dos mais antigos colaboradores da emissora).

O Jornal Hoje estreou quase dois anos depois, em 26 de abril de 1971. Com a apresentação de Léo Batista e Luís Jatobá, o JH era transmitido somente na cidade do Rio de Janeiro. Ele só passou a ser transmitido em rede nacional em .

Já o Jornal da Globo estreou em abril de 1979, apresentado por Sérgio Chapelin. Uma curiosidade: em 1981, ele saiu do ar para dar lugar ao Jornal Nacional 2a edição, experiência que acabou não vingando. O JG voltou a ser transmitido em agosto de 1982.

O Bom Dia Brasil começou a ser veiculado em janeiro de 1983. Foi o primeiro telejornal da emissora a ser transmitido de Brasília. Entre os apresentadores que mais tempo ficaram no comando do Bom Dia Brasil estão Carlos Monforte e Renato Machado.

Exibida sempre nas noites de domingo, a revista eletrônica Fantástico foi pela primeira vez ao ar em 5 de agosto de 1973. No início, era chamado de Fantástico, o Show da Vida.

Outro programa antigo é o Globo Repórter. Para quem não sabe, o jornalístico estreou em abril de 1973, sendo quatro meses mais velho do que o Fantástico. Uma curiosidade: a música de abertura é a mesma desde a estreia e se chama Freedom of Expression. Apresentado atualmente por Sérgio Chapelin, teve como um dos primeiros apresentadores… Sérgio Chapelin.

O primeiro grande evento esportivo transmitido pela emissora foi a Copa do Mundo do México de 1970, quando o Brasil foi tricampeão.

Já o Globo Esporte demorou um pouco mais para ir a o ar. O programa só foi criado em 1978.
O primeiro Big Brother Brasil entrou no ar em janeiro de 2002. O programa é uma versão brasileira do Big Brother, criação da empresa holandesa Endemol. É apresentado pelo jornalista Pedro Bial desde a primeira edição.

Você sabia que a atriz e cantora Marisa Orth dividiu a apresentação do primeiro Big Brasil com Pedro Bial?

O primeiro reality show apresentado pela emissora foi No Limite. O primeiro No Limite (uma espécie de gincana misturada com teste de resistência) foi ao ar em julho de 2000.

Entre os inúmeros slogans da emissora estão: Vem que Tem, na Glogo Tem (1986), A Globo 90 é Nota 100 (1990), Globo e Você, Tudo a Ver (1990), Um Caso de Amor com o Brasil (1998), A Gente se Vê Por Aqui (2000), Globo 2000, no Coração do Brasil (2000)…

Os atores que mais tempo trabalham na teledramaturgia da Globo são: Reginaldo Faria, Osmar Prado, Rosamaria Murtinho, Marília Pêra, Nathalia Thimberg, Milton Gonçalves, Yoná Magalhães, Emiliano Queiroz, Tarcísio Meira, Glória Menezes, Paulo Goulart, Arlete Salles e Regina Duarte, entre outros. Detalhe: todos estrearam na emissora ainda nos anos 1960.
As minisséries começaram a ser produzidas pela emissora no início dos anos 1980. As três primeiras minisséries estrearam em 1982. São elas: Lampião e Maria Bonita, Avenida Paulista e Quem Ama não Mata.

Assim como as telenovelas globais, os seriados nasceram junto com a emissora em 1965. Os primeiros a entrarem no ar foram Rua da Matriz, TNT e 22-2000, Cidade Aberta.

A emissora transmitiu alguns dos seriados norte-americanos de maior sucesso (verdadeiros clássicos, na verdade) na década de 1970 e 1980, entre eles Kojak, As Panteras, Magnum, Casal 20, SWAT, Planeta dos Macacos, O Homem do Fundo do Mar, O Incrível Hulk, Happy Days, O Homem Invisível, Viagem ao Fundo do Mar, Perdidos no Espaço, Terra de Gigantes, Alf – O ETeimoso e Dallas, série que foi sucesso mundial no início dos anos 80.

Janete Clair escrevia novelas para o rádio antes de trabalhar como autora de folhetins para a TV. Sua estreia no rádio foi com Perdão, Meu Filho, escrita em 1956. A estreia na TV ocorreu na década de 60 com O Acusador e Paixão Proibida.

Para muitos especialistas em telenovelas, Janete Clair foi uma das maiores autoras do gênero. E não sem motivo! Tramas como Irmãos Coragem e Selva de Pedra tiveram finais com quase 100% de audiência – algo impossível nos dias atuais.

Você sabia que Janete Clair foi casada com o também novelista Dias Gomes, autor de O Bem-Amado e Saramandaia?

A primeira novela em cores foi O Bem Amado, exibida pela Globo em 1973.

Outro detalhe sobre O Bem Amado: a produção com os inesquecíveis personagens Zeca Diabo e Odorico Paraguaçu foi a primeira novela brasileira a ser exibida no exterior.

Irmãos Coragem foi, ao lado de Redenção, Os Imigrantes e O Machão, uma das novelas mais longas da TV brasileira. A trama levou um ano para sair de cartaz.
Exibida em 1976 pela Rede Globo, A Escrava Isaura foi a novela com o maior número de reproduções: cinco. Foi também a novela brasileira de maior sucesso no exterior na época. Protagonizada pela atriz Lucélia Santos, A Escrava Isaura foi vendida para 80 países.

O sucesso de A Escrava Isaura na China foi tão grande que a atriz Lucélia Santos virou ídolo popular naquele país. Lucélia viajou diversas vezes para lá, chegando a trabalhar em produções conjuntas entre Brasil e China.

Por falar em Escrava Isaura, ela foi uma das novelas baseadas em clássicos da literatura brasileira exibidas pela Globo na década de 1970. Foi com essas novelas que a emissora inaugurou o horário das seis. Entre elas estão: Helena, Senhora, A Moreninha, O Noviço, O Feijão e o Sonho, Olhai os Lírios do Campo, Memórias de Amor (inspirada em O Ateneu, de Raul Pompeia) e a própria Escrava Isaura.

Protagonizada por Regina Duarte, José Wilker e Lima Duarte e exibida em 1985, a novela Roque Santeiro é até hoje um dos maiores sucessos da teledramaturgia brasileira. O que pouca gente lembra é que Roque Santeiro foi proibida pela censura em 1975 e sem nenhum folhetim pronto para substituí-la, a Globo foi obrigada a exibir uma reprise de Selva de Pedra.

Exibida em 1988/89 e com autoria de Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères, Vale Tudo fez o Brasil inteiro perguntar quem matou a megera Odete Roitman. A curiosidade e expectativas eram tamanhas que a Globo gravou cinco finais diferentes, só levando um ao ar.

Outros personagens misteriosamente assassinatos em novelas foram Lineu Vasconcelos (Celebridade), Barão de Sobral (Força de Um Desejo), Miguel Fragonard (Água Viva), Salomão Hayala (O Astro), Silvia (O Rebu), Max (Cavalo de Aço), Nívea. As novelas A Próxima Vítima e Passione tiveram vários personagens mortos por serial killers.

O que aconteceu em Torre de Babel, de autoria de Silvio de Abreu, foi uma carnificina. A explosão de um shopping center provocou a morte de quase metade do elenco. Outra trama cujos personagens foram dizimados foi Anastácia, a Mulher Sem Destino. Para dar uma reviravolta na história e aumentar a audiência, a autora Janete Clair apelou para um terremoto.

Devido ao enorme sucesso, diversas novelas tiveram uma segunda versão exibida décadas depois da trama original. Alguns exemplos: Irmãos Coragem, Selva de Pedra, Escrava Isaura, Mulheres de Areia, O Profeta, Cabocla, Anjo Mau, A Viagem, Sinhá Moça, Pecado Capital, Ciranda de Pedra, Lua Cheia de Amor (segunda versão de Dona Xepa), Paraíso e Ti Ti Ti. Novelas como O Astro, Gabriela e Saramandaia tiveram versões reduzidas no horário das 11h.

A Globo foi a emissora que mais inseriu merchandising social em suas tramas. Elas costumam abordar temas como dependência química, deficiência física, respeito às pessoas com Síndrome de Down, transplante de órgãos, entre outros. Uma das novelas que abordou o problema da depedência química, por exemplo, foi Passione, de Silvio de Abreu, exibida em 2010.

Os personagens do seriado Shazam, Xerife & Cia, sucesso infantil dos anos 1 970, surgiram na novela O Primeiro Amor, exibida pela TV Globo em 1972. Interpretados por Paulo José e Flávio Migliaccio, Shazam e Xerife viajavam pelo Brasil afora à procura de uma peça que os possibilitaria construir uma bicicleta voadora.

Criado como personagem da novela Elas Por Elas, de 1982, o personagem Mário Fofoca foi outro que acabou ganhando autonomia. O sucesso junto aos telespectadores de Mário Fofoca foi tamanho que o personagem interpretado por Luís Gustavo protagonizou As Aventuras de Mário Fofoca.

Idealizada por Dias Gomes, a série O Bem-Amado foi exibida no início dos anos 80 como uma continuação da novela de mesmo nome dos 70. Esta, por sua vez, foi uma adaptação da peça O Bem-Amado, de autoria do próprio Dias Gomes. Tanto a peça, quanto a novela e o seriado foram muito bem recebidos pelos público. Os personagens Odorico Paraguaçu e Zeca Diabo marcaram a história da TV e a dos atores Paulo Gracindo e Lima Duarte.

Dias Gomes ficou conhecido pelo realismo fantástico e pelos personagens bizarros das suas tramas. A novela Saramandaia (de 1976), por exemplo tinha um personagem que virava lobisomen, outro que espelia formigas pelo nariz e outro que provocava combustão nos objetos sempre que ficava excitado. Isso sem contar Dona Redonda, personagem que explodiu de tanto comer. Diante deles, o mocinho João Gibão até que parecia normal (ele possuía asas).

A primeira trilha de novela foi a de Véu de Noiva (1970), lançada pela gravadora Philips em parceria com a Rede Globo. A primeira com músicas estrangeiras foi a de O Cafona, lançada em 1971.

A gravadora Som Livre foi criada pelas Organizações Globo em 1971, justamente para lançar as trilhas das novelas da TV Globo. O Cafona foi a primeira telenovela a ter a trilha sonora produzida pela Som Livre.

A Som Livre lança, no mínimo, duas trilhas por novelas. Em alguns casos, são lançados três trilhas, como ocorreu como Belíssima, Roque Santeiro e América.

A novella Dancin’ Days, de Gilberto Braga, foi inspirada na onda disco que tomou o mundo na segunda metade da década de 1970. A trilha sonora internacional era recheada de músicas da Disco Music – inclusive do grupo Bee Gees, grande sucesso na época.

Você sabia que o ator Sérgio Cardoso morreu de repente durante as gravações de O Primeiro Amor, em 1972? Sérgio teve que ser substituído às pressas por Leonardo Villar. Outro caso que ficou na memória foi a morte inesperada de Jardel Filho no meio da novela Sol de Verão, de 1982. Nesse caso, não houve substituições e a trama acabou sendo encurtada.
A morte mais chocante da história da telenovela foi a da atriz Daniela Perez, filha da autora Glória Perez. Daniela foi encontrada morta em um matagal no Rio de Janeiro. O autor do crime foi Guilherme de Pádua, ator que trabalhava com Daniela na novela De Corpo e Alma. Foi um escândalo de repercussão internacional. Glória Perez não teve condições de continuar De Corpo e Alma e ela caiu nas mãos de Gilberto Braga e Leonor Básseres, que tiveram que explicar o sumiço repentino dos personagens.

A primeira transmissão a cores da TV brasileira foi a Festa da Uva de Caxias do Sul (RS), exibida pela afiliada local da T V Globo em 1972.

Silvio Santos trabalhou na Globo de 1965 a 1976, apresentando seu programa dominical. Uma curiosidade interessante: atualmente exibido pelo SBT, o Programa Silvio Santos é um dos mais antigos que ainda permanecem no ar.

Durante o tempo em que comandou o Jornal Nacional (de 1969 a 1986), o apresentador Cid Moreira disse “Boa Noite” cerca de 8.914 vezes.
O Domingão do Faustão estreou na Globo em 1989. Antes, Faustão apresentava um programa de grande sucesso na TV Bandeirantes chamado Perdidos na Noite. Na época da Band, Faustão comandava outro programa: Safenados e Safadinhos.

Muito antes de Ana Maria Braga comandar um programa feminino na emissora, existiu o TV Mulher. Pilotado por Marília Gabriela e Ney Gonçalves Dias, o TV Mulher era exibido no período da manhã de segunda a sexta. Nele, a atual senadora Marta Suplicy tinha um quadro sobre sexo. O falecido estilista Clodovil apresentava o quadro sobre moda. Havia também quadros de culinária, humor (apresentado pelo saudoso e genial Henfil) e entrevistas.

A mini-série (ou soap opera) Malhação está no ar de segunda-feira a sexta-feira, desde 24 de abril de 1995.

Apesar de terem sido exibidos durante a madrugada, os jogos da Copa do Mundo FIFA de 2002, bateram todos os recordes de audiência da emissora. A Globo nunca teve uma audiência tão grande durante a madrugada.

O deputado mineiro Hélio Costa foi, durante anos, jornalista contratado da Globo. Costa foi correspondente nos Estados Unidos e apresentava as reportagens mais polêmicas e de maior audiência do Fantástico.

Você sabe qual o custo médio de uma novela na Globo? Anote aí: 40 milhões de dólares em 2010.

Xuxa apresentou programas infantis na emissora desde 1986. Antes de ir para a Globo, ela comandava o Clube da Criança na extinta TV Manchete. Detalhe: Xuxa foi substituída por Angélica no antigo Clube da Criança.

Com Regina Duarte no papel da protagonista, o seriado Malu Mulher causou escândalo na época em que foi exibida (1979). Em pleno regime militar, ele abordava temas como aborto, virgindade, violência contra a mulher e divórcio. Malu Mulher chegou a ser proibida em alguns países da América Latina.

A novela Tropicaliente fez tanto sucesso, que aumentou o fluxo de turistas para o Ceará. Ambientada no litoral do estado, Tropicaliente fez também muito sucesso na fria e única Rússia.

Caminho das Índias e Avenida Brasil foram as novelas mais exportadas para o exterior. Acredite se quiser, mas Avenida Brasil foi licenciada em 130 países. Ela fez tamanho sucesso que alavancou a audiência de algumas emissoras onde foi exibida.

AUTOR: MAIS CURIOSIDADES

EVARISTO COSTA SE EMOCIONA EM DESPEDIDA NO "JORNAL HOJE", E FÃS LAMENTAM NO TWITTER

Evaristo Costa e Sandra Annenberg (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Na tarde desta quinta-feira, 27, o jornalista Evaristo Costa se despediu da bancada do “Jornal Hoje”, apresentado por ele e pela também jornalista, Sandra Annenberg. Na ocasião, ele agradeceu o carinho recebido por todos e pelo companheirismo da sua colega de bancada, Sandra, no decorrer dos 14 anos que ele passou no comando do telejornal.

“Essa foi minha última apresentação de tantas, ao longo de meus 14 anos aqui com vocês. Muito obrigado pelo carinho nesse tempo todo, e até breve. Obrigado também, Sandra! Pela parceria”, disse Evaristo, com lágrima nos olhos.

Em seguida, Sandra Annenberg respondeu: “Obrigada eu, Evaristo, por estes 14 anos nesta bancada. Eu te desejo todo o sucesso e toda a felicidade do mundo na nova caminhada”, desejou, Sandra, encerrando o “Jornal Hoje”, com muita emoção.

Em seguida, os fãs de Evaristo lamentaram sua saída do jornal e escreveram mensagens de carinho para ele no Twitter.

Veja vídeo:

AUTOR: O povo

quarta-feira, 26 de julho de 2017

MARIAH CAREY ESTÁ PESANDO 119 QUILOS E SOFRENDO COM PROBLEMAS DE SAÚDE

Parece que Mariah Carey não está em uma fase boa em sua vida. 

Após ser criticada pela escolha de roupa, a cantora teve seus cartões de crédito recusados e a mídia passou a veicular uma história de que ela teria tido um comportamento de diva durante as filmagens de um longa com Will Ferrell. 

Agora, de acordo com o Radar Online, a estrela está sofrendo com o efeito sanfona, engordando e emagrecendo em um curto período de tempo. 

Ultimamente, segundo a publicação, ela tem comido muito e agora está até com dificuldades para andar, além de ter se tornado alvo de eventuais doenças, por causa do peso extra que ganhou, que já se acumula em 119 quilos.

No dia 11 de julho, Mariah, que pode ter voltado com Bryan Tanaka, realizou um show em Las Vegas e os fãs ficaram chocados com sua forma física, além de terem visto a cantora ser carregada para fora do palco, justamente por não estar conseguido andar direito. Uma fonte contou: - Mariah está claramente infeliz.
Ela usou salto de 12 centímetros durante o show, mas mal conseguia andar pelo palco e seu joelho parecia deformado por causa do peso dela. 

Toda vez que ela se levantava ou se mexia, todo mundo prendia a respiração por medo de ela cair. Outra fonte ainda disse o seguinte: - Ela está tão gorda que teve que jogar fora todos os seus figurinos. Ela está inchada e desconfortável e não tem mais a energia para se apresentar.

AUTOR: RECONCAVONEWS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!