VISUALIZAÇÕES!

CURTIR CELEBRATED NEWS NO FACEBOOK!

CELEBRATED NEWS - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

RELEMBRE OS FAMOSOS QUE MORRERAM EM 2017 - PARTE 1

JONATHAN DEMME (22 DE FEVEREIRO DE 1944 – 26 DE ABRIL DE 2017)
AP Photo/Joel Ryan

Vencedor do Oscar, o cineasta morreu de complicações de um câncer no esôfago aos 73 anos. Ele é conhecido por dirigir “O Silêncio dos Inocentes” (1991), filme pelo qual ganhou o Oscar de Melhor Diretor. Ele também comandou o aclamado “Filadélfia” (1993)

MICHAEL MANTENUTO (13 DE MAIO DE 1981 – 24 DE ABRIL DE 2017)

Peter Brooker/Rex Shutterstock

O ex-ator da Disney, que estrelou no filme “Desafio no Gelo” (2004), cometeu suicídio aos 35 anos. Ele abandonou a carreira de atuação depois do lançamento dos filmes Dirt bags" (2006) e "Profissão Surfista" (2008), e se uniu ao exército dos EUA

JERRY ADRIANI (29 DE JANEIRO DE 1947 – 23 DE ABRIL DE 2017)

Marizilda Cruppe - Agência O Globo

Nome lembrado da época da Jovem Guarda, o cantor Jerry Adriani morreu aos 70 anos, vítima de câncer. Famoso por cantar em italiano, lançou álbuns importantes como “Italianíssimo” (1964), mas seu grande sucesso chegou com o primeiro disco em português, “Um Grande Amor” (1965). Teve passagens pela TV como apresentador de programas de auditório e também regravou clássicos de Elvis Presley

ERIN MORAN (18 DE OUTUBRO DE 1960 – 22 DE ABRIL DE 2017)

Frazer Harrison/Getty Images

A atriz de “Happy Days” (1974-1984) foi encontrada morta no Condado de Harrison, nos EUA. Como figura recorrente da TV, ela apareceu na série "Daktari" (1966) e também teve papéis em filmes como "Lua de Mel com Papai" (1968) e "A Noite em que o Sol Brilhou" (1970)

CUBA GOODING (27 DE ABRIL DE 1944 – 20 DE ABRIL DE 2017)

Chris McKay/WireImage/Getty Images

Vocalista do grupo de soul The Main Ingredient, ele foi encontrado morto em seu carro em uma rua de Los Angeles. Conhecido principalmente pelas músicas "Everybody Plays the Fool" e "Just Don't Want to Be Lonely." É pai dos atores Cuba Gooding Jr. e Omar Gooding

TOBY SMITH (29 DE OUTUBRO DE 1970 – 11 DE ABRIL DE 2017)

Standard/Rex Images

Tecladista da banda britânica Jamiroquai, Smith morreu aos 46 anos. Ele era um dos membros originais do grupo e co-escreveu músicas entre 1992 e 2001. Depois disso, ele deixou o grupo para se comprometer à família. Posteriormente ele fundou a Angelic Recording Studio e se tornou produtor do The Hoosiers

JOHN CLARKE (29 DE JULHO DE 1948 – 9 DE ABRIL DE 2017)

Kristian Dowling/Getty Images

O comediante e satírico político conhecido por suas sketches com Bryan Dawe morreu de causas naturais aos 68 anos, na Austrália. Nascido na Nova Zelândia, Clarke ganhou fama na televisão australiana. Em 2008 ele foi condecorado no Hall da Fama de Logies após receber um prêmio pelo conjunto da obra (foto)

DON RICKLES (8 DE MAIO DE 1926 – 6 DE ABRIL DE 2017)

Bob Krist/Corbis via Getty Images


Comediante ácido, conhecido pelos insultos que proferia a famosos e desconhecidos, morreu de falência dos rins aos 90 anos. Rickles era um pequeno comediante nos anos 1950 até que Frank Sinatra e sua trupe foram a um clube no qual ele se apresentava. Ele bombardeou o cantor de ofensas, e ao invés de ficar irritado, Sinatra se tornou seu admirador. Rickles se apresentou por décadas em Las Vegas e atuou em várias séries e TV e filmes. Ele continuou na carreira até aproximadamente seus 80 anos

CHUCK BARRIS (3 DE JUNHO DE 1929 – 21 DE MARÇO DE 2017)

Bettmann/Getty Images

Produtor, apresentador e anfitrião veterano, Barris morreu aos 87 anos de causas naturais. Conhecido como apresentador do "The Gong Show" (1976), ele também recebe crédito por ter criado os programas "The Dating Game" em 1965 e "The Newlywed Game" em 1966. Ele escreveu a popular música “Palisades Park”, de Freddy Cannon e também sua autobiografia “Confissões de uma Mente Perigosa”, que foi adaptado em um filme dirigido por George Clooney

MARTIN MCGUINNESS (23 DE MAIO DE 1950 – 21 DE MARÇO DE 2017)

PAUL FAITH/AFP/Getty Images

O político e ex-primeiro ministro da Irlanda do Norte morreu aos 66 anos em decorrência de uma doença cardíaca rara. O republicano tinha deixado sua posição como primeiro-ministro como um protesto ao escândalo do Incentivo para Fontes de Calor Renovável e havia anunciado que não se candidataria a reeleição devido a problemas de saúde


DAVID ROCKEFELLER (12 DE JUNHO DE 1915 – 20 DE MARÇO DE 2017)

D. Pickoff, File/AP Photo

O bancário norte-americano era o ex-presidente e diretor executivo da Chase Manhattan Corporation, além de encabeçar o JPMorgan Chase Bank. Único filho restante de John D. Rockefeller, sua influência se estendia de Nova York a capitais estrangeiras. O bancário também era famoso por sua coleção de arte, com um repositório com mais de 15 mil peças raras. Ele morreu aos 101 anos, enquanto dormia

CHUCK BERRY (18 DE OUTUBRO DE 1926 – 18 DE MARÇO DE 2017)

Michael Ochs Archives/Getty Images

Um dos pioneiros do rock and roll, o cantor e guitarrista Chuck Berry morreu aos 90 anos. Ele foi encontrado sem vida em sua casa. Em sua carreira, que se estendeu ao longo de quase sete décadas, Berry lançou músicas atemporais como "Maybellene", "Roll Over Beethoven", "Rock and Roll Music" e "Johnny B. Goode." Um dos primeiros condecorados do Hall da Fama do Rock and Roll em 1986, ele foi homenageado com um prêmio pelo conjunto da obra no Grammy de 1984

JONI SLEDGE (13 DE SETEMBRO DE 1956 – 10 DE MARÇO DE 2017)

Andrew Benge/Redferns via Getty Images

A cantora, que junto de suas irmãs formava o grupo Sister Sledge em 1971, morreu aos 60 anos. As irmãs tiveram o single de sucesso "He’s The Greatest Dancer" em maio de 1979 antes do famosíssimo hino “We Are Family” em junho do mesmo ano

JOHN SURTEES (11 DE FEVEREIRO DE 1934 – 10 DE MARÇO DE 2017)

Barratts/EMPICS Sports Photo Agency/Press Association

O piloto de moto e Fórmula 1 foi a única pessoa no mundo a vencer os títulos dos grandes prêmios de ambas as categorias. Surtees ganhou o campeonato mundial de Fórmula 1 em 1964 e o de motociclismo em 1956, 1958, 1959 e 1960. Ele morreu aos 83 anos vítima de complicações respiratórias

ROBERT OSBORNE (3 DE MAIO DE 1932 – 6 DE MARÇO DE 2017)

Phil McCarten/Reuters

O historiador de cinema americano mais conhecido como o anfitrião do Turner Classic Movies (TCM) morreu aos 84 anos. A notícia foi dada pela própria TCM: “Todos nós aqui estamos tristes pela morte de Robert Osborne. Ele foi um membro amado da família Turner por mais de 23 de anos”

JOSEPH WAPNER (15 DE NOVEMBRO DE 1919 – 26 DE FEVEREIRO DE 2017)

AP Photo/Galbraith

O ex-juíz e icônica personalidade da TV, Wapner morreu aos 97 anos. Popularmente conhecido como Juíz Wapner, ele se tornou uma celebridade inesperada como primeiro juiz do reality show “The People’s Court” (1981-1993). Antes de ser uma sensação televisiva, ele foi juiz da Corte Superior de Los Angeles por 20 anos

BILL PAXTON (17 DE MAIO DE 1955 – 25 DE FEVEREIRO DE 2017)

Anrigo/Epa/REX/Shutterstock


O ator morreu devido a complicações de uma cirurgia cardiovascular. Paxton apareceu em muitos filmes de sucesso incluindo “Titanic” (1997), “Aliens – O Resgate” (1986) e "Twister" (1996). Ele também foi indicado para um Emmy em 2012 por seu papel na minissérie "Hatfields & McCoys"

ALAN COLMES (24 DE SETEMBRO DE 1950 - 23 DE FEVEREIRO DE 2017)

Ilya S. Savenok/Getty Images

O comentarista da Fox News morreu aos 66 anos. Ele apresentava o programa "Hannity & Colmes" (1996-2009) e o nacionalmente transmitido "Alan Colmes Show" (2003-2017) na Fox News Radio

NORMA MCCORVEY (22 DE SETEMBRO DE 1947 – 18 DE FEVEREIRO DE 2017)

Bettmann/Getty Images

McCorvey, a anônima "Jane Roe" no caso Roe vs. Wade, que legalizou o aborto, morreu de insuficiência cardíaca em um asilo no Texas, EUA. Como a parte queixosa do caso da década de 1970, McCorvey permaneceu anônima para evitar envolvimento com a discussão pública, mas depois mudou de ideia e se tornou uma ativista anti-aborto

AL JARREAU (12 DE MARÇO DE 1940 – 12 DE FEVEREIRO DE 2017)

Mike Blake/Reuters

O cantor de jazz ganhou sete prêmios do Grammy por seus sucessos "We're in This Love Together" e "Breakin' Away" e pela música tema da série “Moonlighting". Ele morreu após ser hospitalizado por duas semanas

TARA PALMER-TOMKINSON (23 DE DEZEMBRO DE 1971 – 8 DE FEVEREIRO DE 2017)

Nick Harvey/REX Shutterstock

Socialite britânica, apresentadora de TV, ex-modelo e “it girl”, Palmer-Tomkinson foi encontrada morta em seu apartamento em Londres, Inglaterra. Ela tinha 45 anos. Em janeiro de 2016 ela foi diagnosticada com um tumor cerebral. Em 2002 ela participou do reality show "I'm a Celebrity, Get Me Out of Here!". Ela também estrelou no filme "O Marido Ideal” (1999)

RICHARD HATCH (21 DE MAIO DE 1945 – 7 DE FEVEREIRO DE 2017)

Bill Watters/WireImage/Getty Images

Hatch, mais conhecido por sua interpretação do papel de Capitão Apollo na série de TV "Battlestar Galactica" (1978-79), morreu aos 71 anos. Indicado ao Globo de Ouro, o ator lutava contra um câncer de pâncreas

BRUNHILDE POMSEL (11 DE JANEIRO DE 1911 – 27 DE JANEIRO DE 2017)

Christof Stache/AFP/Getty Images


Secretária pessoal do chefe de propaganda nazista da Alemanha, Joseph Goebbels, Pomsel era uma das últimas testemunhas vivas das ações dos nazistas. Ela morreu aos 106 anos e trabalhou no Ministério de Propaganda do Reich de 1942 até o fim da guerra, quando foi capturada por forças soviéticas. Libertada em 1950, ela passou o resto de sua carreira trabalhando na televisão alemã e estrelou um documentário de sua vida intitulado “A German Life" (2016)


EMMANUELLE RIVA (24 DE FEVEREIRO DE 1927 – 27 DE JANEIRO DE 2017)

Vittorio Zunino Celotto/Getty Images

Aclamada atriz francesa que foi indicada ao Oscar por sua atuação em “Amor” (2013), Riva morreu vítima de uma doença aos 89 anos

ANTÔNIO PEDRO “RUSSO” DE SOUZA (7 DE JULHO DE 1931 – 28 DE JANEIRO DE 2017)

Marcelo Martins - Agência O Globo


O assistente de palco mais conhecido do Brasil morreu aos 85 anos, vítima de pneumonia e embolia pulmonar. Na televisão por quase cinco décadas, Russo esteve nos principais programas da televisão brasileira, como os shows do Chacrinha, Faustão, Luciano Huck, Angélica e Xuxa


VIC MILITELLO (17 DE FEVEREIRO DE 1943 – 28 DE JANEIRO DE 2017)

Reprodução Bandeirantes

A Mulher Barbada do “Sítio do Picapau Amarelo” (1967) e a Joana D’Arc de “Estúpido Cupido” (1976) morreu aos 73 anos vítima de câncer. A atriz longa carreira na televisão e também encontrou sucesso no cinema, participando de filmes como “O Rei da Noite” (1975) e “O Homem do Ano” (2003)

JOHN HURT (22 DE JANEIRO DE 1940 – 25 DE JANEIRO DE 2017)

Kypros/Getty Images

O lendário ator conhecido por sua atuação em "Alien: O Oitavo Passageiro" (1979), "O Homem Elefante" (1980) e na série "Harry Potter" morreu aos 77 anos vítima de um câncer no pâncreas

MARY TYLER MOORE (29 DE DEZEMBRO DE 1936 – 25 DE JANEIRO DE 2017)

Silver Screen Collection/Archive Photos/Getty Images

A atriz, cujo programa de TV foi o mais popular e icônico da década de 1970, morreu em hospital aos 80 anos. A causa da morte não foi divulgada. Ela vivia com diabetes desde os 30 anos e passou por uma cirurgia cerebral em 2011. Moore se tornou amplamente conhecida quando co-estrelou o "Dick Van Dyke Show" (1961-66). Em seu próprio programa, ela interpretou uma mulher solteira que trabalhava como uma produtora de jornal de TV. Moore ganhou seis prêmios do Emmy ao longo de sua carreira e chegou a ser indicada ao prêmio de Melhor Atriz no Oscar de 1980 por seu trabalho no drama “Gente Como a Gente”

GORDEN KAYE (7 DE ABRIL DE 1941 – 23 DE JANEIRO DE 2017)

ANL/Rex Shutterstock

Kaye, mais conhecido por seu papel como René Artois na série de comédia britânica "'Allo 'Allo!" (1982-92), morreu aos 75 anos em um asilo. O ator participou de várias sitcoms, incluindo "Till Death Us Do Part" (1974), "It Ain't Half Hot Mum" (1977) e "Are You Being Served?" (1978-81), antes de chegar ao papel de Artois. Sua última atuação foi vista no seriado "Revolver" (2001-04)

MASAYA NAKAMURA (24 DE DEZEMBRO DE 1925 – 22 DE JANEIRO DE 2017)

Bettmann Archive/Getty Images

Nakamura, fundador da empresa japonesa de videogames Bandai Namco, morreu aos 91 anos. Sua companhia criou o clássico “Pac-Man”, e ele é conhecido como o “Pai do Pac-Man”

MIGUEL FERRER (7 DE FEVEREIRO DE 1955 – 19 DE JANEIRO DE 2017)

Paul Archuleta/FilmMagic/Getty Images

Ferrer, conhecido pelo papel de Owen Granger na série “NCIS: Los Angeles” (2012-17), morreu de câncer na garganta aos 61 anos. Ele também esteve em “Twin Peaks” (1990-91) e “Crossing Jordan” (2001-07), além de filmes como “RoboCop – O Policial do Futuro” (1987) e “Homem de Ferro 3” (2013). Ferrer era o filho da cantora Rosemary Clooney e primo de George Clooney

EUGENE CERNAN (14 DE MARÇO DE 1934 – 16 DE JANEIRO DE 2017)

NASA via AP

O último homem a andar na lua, Cernan morreu aos 82 anos. Oficial da marinha norte-americana e engenheiro elétrico, Cernan foi o comandante da última missão tripulada à lua, quando ele liderou a Apollo 17 em 1972. O astronauta foi ao espaço em três ocasiões e foi parte da equipe reserva das missões espaciais Gemini 12, Apollo 7 e Apollo 14

ANTONY ARMSTRONG-JONES, PRIMEIRO EARL DE SNOWDON (7 DE MARÇO DE 1930 – 13 DE JANEIRO DE 2017)

William Conran/Press Association

Snowdon morreu aos 86 anos. Um dos fotógrafos e cineastas mais respeitados da Inglaterra, ele foi casado com a Princesa Margaret – a irmã mais nova da Rainha Elizabeth II – de 1960 a 1978. Conhecido por seus retratos, seu trabalho foi muito variado, e incluiu desde fotografia de moda a fotos documentais da cidade e de pessoas com problemas mentais. Sua obra foi publicada em várias revistas como Vogue, Vanity Fair e The Daily Telegraph

WILLIAM PETER BLATTY (7 DE JANEIRO DE 1928 – 12 DE JANEIRO DE 2017)

George Napolitano/Getty Images

O escritor americano conhecido por seu romance “O Exorcista” (1971) e por escrever o roteiro vencedor do Oscar da adaptação cinematográfica homônima lançada em 1973, morreu aos 89 anos vítima de um mieloma, uma forma de câncer no sangue

GRAHAM TAYLOR (15 DE SETEMBRO DE 1944 – 12 DE JANEIRO DE 2017)

Nick Potts/Press Association

O ex-administrador de clubes de futebol como Lincoln City, Watford, Aston Villa, Wolverhampton Wanderers e da seleção da Inglaterra morreu aos 72 anos. Membros de sua família disseram que ele foi vítima de um ataque cardíaco

CLARE HOLLINGWORTH (10 DE OUTUBRO DE 1911 – 10 DE JANEIRO DE 2017)

Anthony Wallace/AFP/Getty Images

Hollingworth, jornalista britânica que foi a primeira correspondente a noticiar o início da Segunda Guerra Mundial, morreu aos 105 anos. Enquanto trabalhou para o The Daily Telegraph, ela reportou a grande acumulação de tropas, tanques e veículos armados alemães na fronteira Alemanha-Polônia. Mais tarde em sua carreira, ela fez matérias sobre conflitos na Palestina, Algéria, China e Vietnã. Ela viveu suas últimas quatro décadas em Hong Kong. Na imagem, Hollingworth (centro) durante seu 105º aniversário no Clube de Correspondentes Internacionais em Hong Kong, em 2016.

AUTOR: PHOTOS

RELEMBRE OS FAMOSOS QUE MORRERAM EM 2017 - PARTE 2

BRUCE FORSYTH (22 DE FEVEREIRO DE 1928 – 18 DE AGOSTO DE 2017)
Tristan Fewings/Getty Images

O apresentador e entertainer britânico morreu aos 89 anos. Forsyth não passava bem fazia um bom tempo e chegou a ser hospitalizado com uma grave infecção toráxica em fevereiro deste ano. Com uma carreira que perdurou por mais de 75 anos, Forsyth foi o anfitrião de vários programas como “The Generation Game,” “Play Your Cards Right” e “The Price Is Right”

PAULO SILVINO (27 DE JULHO DE 1939 – 17 DE AGOSTO DE 2017)

Reprodução - TV Globo

Aclamado ator e comediante, Paulo Silvino (à dir.) morreu aos 78 anos, vítima de câncer no estômago. Ele estreou na TV em 1966 apresentando um programa de humor e depois participou de outros seriados como "Faça Humor, Não Faça Guerra" (1970), "Uau, a Companhia" (1972), "Satiricom" (1973), "Planeta dos Homens" (1976), e "Viva o Gordo" (1981). Um de seus personagens que mais se popularizou veio de Zorra Total (1999), o guarda faz-tudo Severino

GLEN CAMPBELL (22 DE ABRIL DE 1936 – 8 DE AGOSTO DE 2017)

Donaldson Collection/Getty Images

O cantor pop-country, conhecido por hits como “Rhinestone Cowboy,” “By the Time I Get to Phoenix” e “Wichita Lineman”, morreu aos 81 anos após muitos anos de sofrimento com o Alzheimer. Campbell vendeu mais de 50 milhões de álbuns durante suas cinco décadas na música. Ele também apresentou seu próprio programa de variedades no início dos anos 1970 e atuou em diversos filmes, incluindo “Bravura Indômita” com John Wayne. Ele foi condecorado no Hall da Fama da Música Country em 2005, homenageado no Country Music Awards em 2011 e recebeu um prêmio pelo conjunto da obra no Grammy em 2012

LUIZ MELODIA (7 DE JANEIRO DE 1951 – 4 DE AGOSTO DE 2017)

Ana Branco - Agência O Globo

Cantor e compositor, o músico Luiz Melodia morreu aos 66 anos vítima de câncer na medula. Entre suas músicas mais populares estão “Estácio, Holly Estácio” e “Pérola Negra”. Lançou diversos álbuns ao longo de sua carreira e atingiu relevância internacional, se apresentando em países como França e Suíça. Foi indicado ao Grammy Latino com o álbum “Estação Melodia”

ROBERT HARDY (29 DE OUTUBRO DE 1925 – 3 DE AGOSTO DE 2017)

Mike Marsland/WireImage/Getty Images

O ator britânico, conhecido pelo programa de TV "All Creatures Great and Small" e por interpretar Cornelius Fudge nos filmes da saga “Harry Potter", morreu aos 91 anos em Londres. Sua interpretação de Winston Churchill em "Winston Churchill: The Wilderness Years" (1981) rendeu a ele um prêmio BAFTA de Melhor Ator

SAM SHEPARD (5 DE NOVEMBRO DE 1943 – 30 DE JULHO DE 2017)

Brian Ach/WireImage/Getty Images

O influente dramaturgo e ator, que escreveu mais de 40 peças e venceu o Pulitzer pelo drama “Buried Child” em 1979, morreu em decorrência de complicações de esclerose lateral amiotrófica. Shepard foi indicado a Melhor Ator Coadjuvante no Oscar por “Os Eleitos – Onde o Futuro Começa” (1983)

JOHN HEARD (7 DE MARÇO DE 1945 – 22 DE JULHO DE 2017)

Gabriel Olsen/Getty Images

Reconhecido principalmente por interpretar Peter McCallister — pai do personagem de Macaulay Culkin nos filmes de “Esqueceram de Mim” — Heard foi encontrado morto em um quarto de hotel em Palo Alto, Califórnia, EUA, aos 71 anos. Ele também é conhecido por alguns papéis em séries de TV, incluindo "Miami Vice", "Modern Family" e "The Sopranos", pelo qual ele foi indicado ao Emmy de Melhor Ator Convidado

CHESTER BENNINGTON (20 DE MARÇO DE 1976 – 20 DE JULHO DE 2017)

Kevin Winter/Getty Images

O vocalista da banda de rock norte-americana Linkin Park teve um rápido sucesso com o excelente álbum de estreia “Hybrid Theory”, em 2000. Além de trabalhar com o Linkin Park, ele esteve a frente do Stone Temple Pilots entre 2013 e 2015 e dos grupos Dead by Sunrise e Kings of Chaos. Bennington se suicidou

GEORGE A. ROMERO (4 DE FEVEREIRO DE 1940 – 16 DE JULHO DE 2017)

Albert L. Ortega/WireImage/Getty Images

Considerado o “Pai dos Filmes de Terror da Modernidade” e o criador do icônico e clássico “A Noite dos Mortos-Vivos” (1968), morreu aos 77 anos vítima de câncer de pulmão. Também chamado de “Avô dos Mortos”, outros filmes notáveis de sua carreira incluem “Despertar dos Mortos” (1978), “Dia dos Mortos” (1985), “Instinto Fatal” (1988) e “A Metade Negra” (1993)

MARTIN LANDAU (20 DE JUNHO DE 1928 – 15 DE JULHO DE 2017)

Michael Putland/Getty Images

O ator vencedor do Oscar conhecido por seu trabalho em “Intriga Internacional” (1959), pela série de TV de Missão Impossível (1966-69) e “Ed Wood” (1994) morreu aos 89 anos. Ele tinha sido internado em um hospital e morreu de “complicações inesperadas”, disse seu porta-voz ao The Hollywood Reporter

LIU XIAOBO (28 DE DEZEMBRO DE 1955 – 13 DE JULHO DE 2017)

Liu Xia/Handout/EPA/REX/Shutterstock

O chinês vencedor do Nobel da Paz e ativista de direitos humanos morreu aos 61 anos de falência múltipla dos órgãos. O incansável dissidente prestava uma pena de 11 anos de prisão por pedir a democracia na China e foi liberado apenas em junho de 2017 após ser diagnosticado com câncer de fígado em estágio avançado. Sua morte faz dele o primeiro laureado do Nobel da Paz a morrer sob custódia desde 1938

NELSAN ELLIS (30 DE NOVEMBRO DE 1977 – 8 DE JULHO DE 2017)

Gilbert Carrasquillo/FilmMagic/Getty Images

Popular por sua representação do médium Lafayette Reynolds na série de TV "True Blood" (2008-2014), Ellis morreu aos 39 anos após complicações de uma insuficiência cardíaca. Além de seus trabalhos na TV em séries como "The Inside" (2005-2006) e "Elementary" (2016-2017), ele também estrelou em filmes como "Gods Behaving Badly" (2013) e "Get on Up: A História de James Brown" (2014)

MICHAEL NYQVIST (8 DE NOVEMBRO DE 1960 – 27 DE JUNHO DE 2017)

Henrik Montgomery/AFP/Getty Images

O ator sueco reconhecido por sua atuação na trilogia original de “Os Homens que Não Amavam as Mulheres” e por ser o vilão de “Missão Impossível – Protocolo Fantasma” (2011) morreu após uma longa batalha contra o câncer de pulmão, aos 56 anos

STEPHEN FURST (8 DE MAIO DE 1954 – 16 DE JUNHO DE 2017)

Frank Carroll/NBCU Photo Bank/Getty Images

Popular por sua interpretação de Kent “Flounder” Dorfman na comédia “Animal House” (1978), Furst morreu aos 63 anos, sofrendo de complicações relacionadas à diabetes. O ator-diretor também estrelou em várias séries de TV populares como "Babylon 5" (1994-1998) e "St. Elsewhere" (1983-1988)

HELMUT KOHL (3 DE ABRIL DE 1930 – 16 DE JUNHO DE 2017)

SUTTON-HIBBERT/REX/Shutterstock

O ex-chanceler alemão, arquiteto da reunificação alemã de 1990 e mentor de Angela Merkel morreu aos 87 anos. Kohl foi o chanceler que mais serviu ao país pós-guerra, de 1982 a 1998, e convenceu os alemães a deixar a moeda local de lado em favor do euro

ADAM WEST (19 DE SETEMBRO DE 1928 – 10 DE JUNHO DE 2017)

Mike Coppola/Getty Images

O ator, conhecido por interpretar Batman na série de TV dos anos 1960 do Cavaleiro das Trevas morreu de leucemia aos 88 anos. Após o fim do seriado em 1968, West teve dificuldade em encontrar outros trabalhos por décadas, até reencontrar a fama inesperadamente como a voz do prefeito de Quahog na série animada “Family Guy” (2000-2017)

JOÃO ANTÔNIO ELIAS DE OLIVEIRA (23 DE NOVEMBRO DE 1944 – 9 DE JUNHO DE 2017)

Reprodução TV Globo

Conhecido por interpretar o personagem Salim Muchiba na “Escolinha do Professor Raimundo”, o ator e escritor morreu aos 72 anos em decorrência de complicações de uma cirurgia cardiovascular. Além de humorista, João Elias (à esq.) era pintor e chegou a escrever sete livros

MARIA ESTELA RIVIERA (13 DE ABRIL DE 1942 – 6 DE JULHO DE 2017)

Reprodução TV Globo

A atriz, que fez muito sucesso na época da TV, Tupi morreu aos 75 anos em decorrência de problemas causados por uma infecção generalizada e câncer de medula óssea. Em sua carreira, teve passagens pela TV Record, SBT, Bandeirantes e TV Globo, sendo que sua última novela foi “Passione” (2010)

ROY BARRACLOUGH (12 DE JULHO DE 1935 – 1º DE JUNHO DE 2017)

ITV/REX/Shutterstock

O ator comediante britânico morreu aos 81 anos na Inglaterra, vítima de uma doença. Famoso por seu papel como o senhorio Alec Gilroy na série “Coronation Street”, ele era amado por suas performances como uma das metades do ato “Cissie and Ada” com Les Dawson. Ele recebeu um prêmio por sua contribuição para o drama e por seus trabalhos de caridade em 2006

GREGG ALLMAN (8 DE DEZEMBRO DE 1947 – 27 DE MAIO DE 2017)

Michael Loccisano/Getty Images

Cantor, guitarrista e cofundador da banda Allman Brothers, ele morreu aos 69 anos em sua casa nos EUA. Um dos pioneiros do rock sulista, ele criou vários clássicos atemporais como "Midnight Rider", "Whippin' Post" e "All My Friends”


ROGER MOORE (14 DE OUTUBRO DE 1927 – 23 DE MAIO DE 2017)

AP Images

O veterano ator britânico, mais conhecido por sua interpretação do icônico espião James Bond ao longo de sete filmes entre 1973 e 1985, morreu em decorrência de um câncer. Sua carreira de seis décadas inclui dezenas de filmes e papéis significantes na TV. Em sua aposentadoria ele dedicou muito de seu tempo a trabalhos humanitários, tornando-se Embaixador da Boa Vontade da ONU em 1991

ANTÔNIO CARLOS “KID VINIL” SENEFONTE (10 DE MARÇO DE 1955 – 19 DE MAIO DE 2017)

Youtube KidVinilVEVO

Vocalista da banda Magazine, apresentador e radialista, Kid Vinil morreu aos 62 anos após mais de um mês de coma em decorrência de problemas causados pela diabetes. Alguns de seus maiores sucessos incluem “Sou Boy” e “Tic Tic Nervoso”, adquirindo sucesso no rock nacional. Teve passagens pela TV nos canais MTV e TV Cultura

ROGER AILES (15 DE MAIO DE 1940 – 18 DE MAIO DE 2017)

REUTERS/Fred Prouser

Ailes era consultor de mídia dos presidentes republicanos Richard Nixon, Ronald Reagan e George H. W. Bush, e então ele fundou a Fox News em 1996. A rede, financiada por Rupert Murdoch, se tornou o canal de notícias da TV a cabo mais assistido em 2002. Alies foi forçado a sair da Fox News em 2016 em um escândalo sexual. Sua morte foi atribuída a complicações de uma lesão na cabeça

CHRIS CORNELL (20 DE JULHO DE 1964 – 17 DE MAIO DE 2017)

Jason Merritt/Getty Images

O vocalista das bandas Soundgarden e Audioslave cometeu suicídio horas depois de apresentar um show em Detroit, nos EUA. Seu representante classificou sua morte como “inesperada e repentina”. Como um artista solo, Cornell lançou cinco álbuns

POWERS BOOTHE (1º DE JUNHO DE 1948 – 14 DE MAIO DE 2017)

John Fleenor/ABC via Getty Images

Vencedor do Emmy, o ator morreu enquanto dormia, de causas naturais. Conhecido por interpretar personagens polêmicos, ele atuou em "Jim Jones, O Pastor do Diabo" (1980), "Morte Súbita" (1995), "Sin City: A Cidade do Pecado" (2005) e "Deadwood" (2014-2016). Mais recentemente, ele foi visto na série "Agents of S.H.I.E.L.D." (2015-2016)

NELSON XAVIER (30 DE AGOSTO DE 1941 – 10 DE MAIO DE 2017)

Reprodução - TV Globo

Ator e diretor reconhecido por seus trabalhos em filmes como “Chico Xavier” (2010), novelas como “Irmãos Coragem” (1995) e “Senhora do Destino” (2004), e peças de teatro como “Eles não usam black-tie” (1958), Nelson Xavier faleceu aos 75 anos. A morte se deu em decorrência de um câncer pulmonar

ALMIR GUINETO (12 DE JULHO DE 1946 – 5 DE MAIO DE 2017)

Cristina Granato - Agência O Globo

Um dos fundadores do grupo Fundo de Quintal, o sambista Almir Guineto morreu aos 70 anos por complicações da diabetes e problemas renais. Ele foi o responsável por algumas inovações do gênero samba, e algumas de suas composições mais populares são: "Coisinha do Pai", "Pedi ao Céu" e "Tem Nada Não"

ANTÔNIO CARLOS BELCHIOR (26 DE OUTUBRO DE 1946 – 30 DE ABRIL DE 2017)

Sílvio Correa - Agência O Globo

O cantor e compositor cearense morreu aos 70 anos de causas naturais. Foi um dos representantes mais importantes da música brasileira ao longo de seus quase 40 anos de carreira. Um de seus discos de maior sucesso e relevância é “Alucinação” (1976), cheio de faixas clássicas e icônicas

AUTOR: PHOTOS/MSN
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!