VISUALIZAÇÕES!

CURTIR CELEBRATED NEWS NO FACEBOOK!

CELEBRATED NEWS - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

DEBILITADO, PELÉ NÃO CONSEGUE ANDAR NEM COM A AJUDA DE BENGALA

Pelé (Foto: © Reuters / Lucas Jackson)

O ex-jogador Pelé passa por um momento difícil. O “Rei do futebol” não está conseguindo caminhar, mesmo com a ajuda de uma bengala, segundo informou a coluna Gente Boa, do jornal O Globo.

O ídolo brasileiro não consegue se mover por poucos metros e tem bastante dificuldades para permanecer em pé.

Em 2012, Edson Arantes do Nascimento passou por uma cirurgia no quadril mal sucedida é chegou a dizer que houve erro médico, sendo submetido posteriormente por outro procedimento cirúrgico.

AUTOR: Notícias ao Minuto

domingo, 30 de outubro de 2016

"A PRAÇA É NOSSA" NÃO TEM DINHEIRO PARA NOVAS CONTRATAÇÕES

Humorístico do SBT passa por dificuldades de orçamento (Foto: Leonardo Nones/SBT)

Saulo Laranjeira, após "Velho Chico", concentra esforços para fechar um novo trabalho na Globo. O ator e humorista continua fazendo contatos por lá, mas, por enquanto, não tem nada acertado.

Por outro lado, apesar do "momento político" se apresentar como dos mais propícios para o seu retorno à "Praça é Nossa", do SBT, essa volta esbarra numa questão financeira.

O programa de Carlos Alberto de Nóbrega está com seu centro de custos completamente estourado. Não tem grana, no momento, para resgatar o intérprete de João Plenário.

Uma outra saída seria ele voltar à emissora por meio do centro de custos de um outro programa da casa. Mas aí já é uma história um pouco mais complicada.

AUTOR: Coluna do Flávio Ricco no UOL

CALVIN HARRIS CRIOU UM MUNDO VIRTUAL PARA FAZER RAVE NO CLIPE DE "MY WAY"

Calvin Harris lançou o clipe de “My Way”, do jeitinho que gostamos em “Summer”: só com ele cantando e estrelando! Hahaha. A faixa é a segunda de uma nova fase que começou com “This is What You Came For” e o vídeo é bem psicodélico.

Talvez seja um clichê de música eletrônica, né? No clipe, Calvin Harris entra numa máquina de realidade virtual e vai parar num campo onde é perseguido por uma garota. Claro, tudo acaba numa rave! Hahahaha.

A gente ama que todo clipe dele tem várias cenas desnecessariamente incríveis, tipo uma corrida de carro e cavalos! Hahahaha.

Ainda não se sabe se essas músicas novas resultam em álbum novo e quando isso deve sair.

AUTOR: PAPELPOP

CANDIDATA A HIT DO VERÃO, "VIADO", MÚSICA NOVA DE VALESCA POPOZUDA GANHA CLIPE; ASSISTA

Divulgação/Valesca no clipe de 'Viado'

Valesca liberou na quinta (27), seu novo clipe, Viado. No vídeo, ambientado em uma prisão cheia de homem com pouca roupa. A funkeira convertida em popstar faz o papel de uma policial e beija o modelo e ator Raphael Sander.

VEJA:

AUTOR: VIRGULA

FILHA DE SOLANGE COUTO REVELA QUE SOFREU ABUSO E ESTUPRO, E ATRIZ DESABAFA: "REVOLTA"

Atriz Solange Couto e sua filha, Morena Mariah, de 25 anos. (Foto: Reprodução/Instagram)

Há quatro anos, a atriz Solange Couto convive com um drama familiar. Desde quando sua filha, Morena Mariah, de 25 anos, revelou à mãe ter sido vítima de dois casos de violência sexual. O primeiro aconteceu quando ela tinha apenas 11 anos. No outro, mais recente, ela foi estuprada pelo namorado. Segundo a jovem, o abuso sexual aconteceu com um familiar dentro da sua própria casa, enquanto a mãe saía para trabalhar. Elas falaram pela primeira vez sobre o assunto em entrevista exclusiva ao EXTRA.

“Minha mãe trabalhava em outro estado e designou um familiar para tomar conta de mim nos períodos de ausência. Durante esse tempo em que ele ficou responsável por mim, ocorreram os episódios de abuso. Ele morava comigo na minha casa”, relata a jovem. "As pessoas acreditam que estupro só acontece na rua, com um estranho que se aproxima numa rua escura. E não é assim. Passei por dois episódios de abuso e nenhum dos dois foi com pessoas desconhecidas".

Solange diz que sabe quem foi a pessoa que abusou da filha, mas esperava que a própria fosse à polícia fazer a denúncia.

“Fiquei absurdamente indignada. Isso me revolta de tal maneira, porque eu não posso fazer nada, nem justiça, porque a Morena só veio me contar isso anos depois, quando ela já era maior. Então, não tive o que fazer. Me sinto amarrada, de pés e mãos. Não posso chegar na cara da pessoa e dar um murro, nem apontar o dedo na cara e esculachar. Não posso nada porque nada foi dito, nada foi aclarado, e ela não quer denunciar, tem medo”, desabafa a atriz.

O segundo caso de violência sexual aconteceu quando Morena já era adulta.

“Namorei um rapaz, e ele se aproveitou de um momento em que eu estava embriagada e adormeci para me estuprar. Sexo sem consentimento é estupro. Mesmo que o sujeito que faça isso seja cônjuge”, diz ela. "Demorei algum tempo pra entender o que tinha acontecido. Eu estava desacordada. E mesmo após o ocorrido, ele tentou fazer piada do fato de ter feito aquilo. 

E como era uma pessoa de minha total confiança, eu tentei esquecer o assunto. Eu demorei muitos anos pra conseguir falar sobre isso. Só já adulta eu consegui falar sobre isso. E foi muito difícil pros meus pais ter que lidar com isso".

Alerta para outras mulheres

A dor de Morena é transformada em luta por ela nas redes sociais, onde o tema é debatido diariamente através de seus posts. A jovem vive com a mãe, o irmão mais novo e o padrastro no Rio e atualmente está abrindo uma confeitaria no Rio.

“Vivo uma luta diária. Luto contra uma depressão que foi desencadeada depois disso. Procurei pessoas que passaram pela mesma coisa, conversei com muita gente ligada ao feminismo e finalmente fui entendendo que a culpa não era minha. O estupro causa um estrago muito grande dentro da gente porque as pessoas colocam a culpa sempre na vítima. Querem saber com que roupa você estava, se você havia bebido, como se qualquer uma dessas coisas pudessem justificar um estupro. Foi muito doloroso pra mim, mas a gente não tem do que se envergonhar e não pode se calar”, diz Morena.

A jovem conta que ainda não procurou a políicia para denunciar os casos de abusos por medo.

Eu não tinha provas. E também já pedi recomendações a muitas pessoas. Todas elas me desaconselharam a recorrer à denfesoria pública. Por ter sido algo que aconteceu há muito tempo, ele pode tentar virar o processo contra mim, como fez o treinador da (nadadora) Joana Maranhão, que relatou um abuso sexual. E, no momento, eu não posso arcar financeiramente com os custos de um processo", explica.

Morena também fez um desabafo em seu Facebook nesta sexta-feira explicando o motivo de não ter denunciado os estupradores:

"Eu não denunciei porque não tive meios para fazer a denúncia. O estuprador mora em outro estado, eu não tenho provas do abuso porque já tem muitos anos, e fui desaconselhada por várias pessoas que procurei a não abrir a denúncia pela defensoria. Eu teria que arcar com o processo e não tenho condições financeiras no momento de fazer isso. Tenho outras prioridades. Preciso primeiro cuidar da minha saúde mental e estar com a vida profissional sólida para poder entrar nessa batalha. Caso contrário essa denúncia pode se virar contra mim. Se você tem como provar, denuncie. Eu sou muito a favor da denúncia. Mas sabemos como funciona a justiça brasileira. Então antes de denunciar reúna as provas e se prepare psicologicamente porque desde desde a delegacia até o fórum nós somos desestimuladas a denunciar".

"Falar sobre o assunto só tem a função de oferecer apoio às pessoas que viveram a mesma coisa, assim como um texto da Joana Maranhão me fez entender muitas coisas. Já fui procurada por várias mulheres em desabafos e torço pra que a gente consiga quebrar esse silêncio que nos sufoca. O silêncio não vai nos proteger. Nós não temos do que nos envergonhar.", finalizou.

AUTOR: Extra Online

RECORD PODE OBRIGAR GERALDO LUÍS A FAZER PROGRAMA DIÁRIO

A Record decidiu que não vai comentar o assunto (Foto: Divulgação)

Mesmo com a Record insistindo, Geraldo Luís se posicionou contra a proposta da sua emissora, de fazer programa diário. Mas acontece que, por força do seu novo contrato, que foi recém renovado, o apresentador não tem “poder” de decidir se quer ou não fazer programa diário, semanal ou em outros moldes.

Segundo o site ´UOL´, não há nenhum item ou inciso que permita ao contratado (Geraldo) decidir dia e horário da atração para a qual ele será designado.

Na opinião de dirigentes da casa, o único nome com perfil para combater Ratinho é Geraldo Luís.

Procurado pela publicação, Sérgio Dantino, advogado e representante jurídico de Geraldo, disse que devido a cláusulas de confidencialidade, não poderia comentar o assunto.

Ou seja: o apresentador já opinou que não quer fazer programa diário na emissora, mas quem manda mesmo e quem dicidirá se isso será acatado ou não é a Record.

AUTOR: noticiasaominuto

sábado, 29 de outubro de 2016

SHAKIRA LANÇA SINGLE "CHANTAJE", PARCERIA COM MALUMA; OUÇA A MÚSICA

Shakira e Maluma (Foto: Reprodução/Instagram)

Nesta sexta-feira, 28, Shakira lançou a música “Chantage", fruto da parceria com o cantor conterrâneo Maluma. O single é cantado em espanhol, mas a cantora avisa que uma versão em inglês, intitulada “Blackmail” também será lançada em breve.

A música “Chantage” faz parte do décimo primeiro álbum de estúdio da colombiana.

O clipe já foi gravado em Barcelona, mas não tem data para o lançamento. Por enquanto, apenas o áudio da música foi liberado. 

Confira:

AUTOR: O POVO

LUDMILLA LANÇA NOVO CLIPE E É ELOGIADA POR FÃS; VEJA VÍDEO

A funkeira foi elogiada pelos seus seguidores no Instagram/ FOTO: REPRODUÇÃO/YOUTUBE

A funkeira Ludmilla lançou nesta sexta-feira, 28, o clipe "Sou eu", do seu mais novo álbum "A danada sou eu". A cantora ousa com um super-maiô, rebola, usa peruca e sensualiza em seu novo trabalho.

No Instagram, Ludmilla alertou os seus fãs por meio de uma publicação: "Saiu amores!", escreveu ela. Nos comentários, os seguidores elogiaram a funkeira pelo novo trabalho. "Tá demais, Ludy", disse um internauta. "Maravilhosa", ressaltou outro. "Parabéns! Ficou show", comentou o terceiro.

Confira o vídeo:

AUTOR: O POVO

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

SILVIO SANTOS RECEBE PRÊMIO DE APRESENTADOR MAIS CONFIÁVEL

O troféu ficará no “Hall da Fama”, dentro do SBT, onde ficam expostos todos os prêmios, troféus e honrarias já recebidas pelo comunicador (Foto: Divulgação)

No “Programa Silvio Santos” que irá ao ar na noite deste domingo (30), a partir das 20h, no SBT, o maior comunicador do País, Silvio Santos, recebe de Luis Fischman (Presidente da Revista Seleções) e André Frascá (Gerente de publicidade da Revista Seleções), o Troféu “Marcas de Confiança”.

Através da pesquisa realizada junto ao Instituto Datafolha, a Revista Seleções constatou que Silvio Santos, pela segunda vez consecutiva, tem a maior credibilidade e confiança entre os brasileiros, segundo 75% dos votos pesquisados (cerca de 500 mil). A categoria do 15ª ano do “Prêmio Marcas de Confiança” questionou aos leitores da revista “Qual o apresentador/apresentadora de maior confiança do brasileiro”.

O troféu ficará no “Hall da Fama”, dentro do SBT, onde ficam expostos todos os prêmios, troféus e honrarias já recebidas pelo comunicador. “Esse troféu é bonito, hem? É um dos mais bonitos dos que ocupam lá, a minha galeria de troféus e lembranças”, comenta Silvio Santos.

AUTOR: noticiasaominuto

ROBERTO JUSTUS PODERÁ CONCORRER À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Roberto Justus está sendo incentivado e já tem convites de partidos para concorrer à Presidência da República em 2018 (Foto: Reprodução)

Recentemente, um candidato à prefeitura de Guaratuba, no Paraná, chamado Roberto Justus foi eleito mesmo sem se usar da fama do apresentador, que tem o mesmo nome.

Segundo o colunista Flávio Ricco, do site ´UOL´, o fato é que agora com o sucesso do outro candidato, o contratado da Record, Roberto Justus está sendo incentivado e já tem convites de partidos para concorrer à Presidência da República em 2018.

O nome do João Doria, eleito em São Paulo, é sempre citado como exemplo.

Muito na dele, Justus só tem respondido com um sorriso, que ninguém até agora descobriu o significado, se um "sim" ou se um "jamais".

AUTOR: Notícias ao Minuto

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

PROGRAMA SILVIO SANTOS SERÁ EXIBIDO NA ÁFRICA

Silvio Santos ( à dir.) em seu programa no SBT (Foto: Divulgação)

Com 53 anos no ar, o “Programa Silvio Santos” foi comprado pela primeira vez para exibição fora do Brasil.

Na feira audiovisual Mipcom, em Cannes, na França, na semana passada, o SBT negociou a atração comandada por seu dono, Silvio Santos, com dois canais africanos.

São eles o Boom TV e o Jango Magic, que operam em países de língua portuguesa como Angola, Cabo Verde,Guiné Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

O programa começará a ser exibido em janeiro.

A negociação contou com o aval de Silvio Santos.

AUTOR: Coluna Outro Canal na Folha de S. Paulo

MORRE ATOR QUE MATOU BRANDON LEE POR ACIDENTE EM SET DE "O CORVO"

O ator Michael Massee em ‘Law & Order’ em 2013 (Ali Goldstein/NBC/NBCU/Getty Images)

Morreu aos 61 anos o ator Michael Massee, que ficou mais conhecido por uma tragédia que aconteceu durante as gravações do longa O Corvo (1994). Massee atirou em seu colega de elenco, Brandon Lee, filho de Bruce Lee, no set de filmagem. 

O ator usou uma arma que havia sido erroneamente carregada com uma bala de verdade em vez de uma de festim pela equipe de produção do filme. Lee chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital, durante uma cirurgia, em 31 de março de 1993, aos 28 anos.

A morte de Massee foi confirmada por seu agente ao site da revista Variety nesta quarta-feira, mas, na segunda, o ator Anthony Delon, que trabalhou com o americano na série Interventions, já estava prestando homenagens ao colega. Não foram divulgadas outras informações sobre a morte do ator.

Depois do acidente no set de O Corvo, Massee deu um tempo no trabalho. “Acho que você nunca supera algo como isso”, disse ele em uma entrevista em 2005. O americano de Kansas City atuou em mais de oitenta longas e séries de TV. Ele trabalhou em filmes como Seven: Os Sete Crimes Capitais (1995), O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (2014) e Estrada Perdida (1997).

Massee deixou sua mulher, Ellen, e dois filhos.

AUTOR: VEJA

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

ENIGMÁTICO, BELCHIOR FAZ 70 ANOS COM PARADEIRO IGNORADO E CDs REEDITADOS

(Crédito da imagem: capa da caixa Três tons de Belchior. Projeto gráfico de GPS)

Cearense de Sobral, nascido em 26 de outubro de 1946, Antônio Carlos Belchior completa hoje 70 anos como um dos enigmas indecifráveis da música popular do Brasil. Se haverá festa, ninguém sabe onde. Sem paradeiro certo, Belchior está sumido há oito anos, mais precisamente desde 2008. 

De artista recluso, o cantor e compositor passou a viver como foragido desde que a Justiça começou a cobrar dívidas deste senhor latino-americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e sem shows. O presente pelos 70 anos é dado ao público do artista neste mês de outubro através da caixa Três tons de Belchior, produzida pela gravadora Universal Music com reedições em CD de três álbuns do cantor.

Um desses álbuns, o único título de fato relevante dentre os três reeditados no box, completa 40 anos. Marco da discografia de Belchior, Alucinação (Philips, 1976, * * * * *) ganha a melhor reedição em CD na caixa editada com curadoria e textos do jornalista Renato Vieira. A atual reedição reproduz, no tamanho reduzido do CD, o encarte do LP original de 1976. E o som volta tinindo, por conta da exemplar remasterização feita por Ricardo Garcia (padrão sonoro de qualidade que se repete nas reedições dos outros dois discos).

Produzido pelo então quase iniciante Marco Mazzola, Alucinação tem arranjos de José Roberto Bertrami e repertório inteiramente autoral (composto sem parceiros) que inclui o hit radiofônico Apenas um rapaz latino-americano, os dois petardos roqueiros disparados pela cantora gaúcha Elis Regina (1945 – 1982) no show Falso brilhante (1975 / 1977) – Como nossos pais e Velha roupa colorida – e a regravação de A palo seco, música que Belchior lançara há dois anos no álbum de estreia, editado pela gravadora Continental em 1974 sem a merecida repercussão.

Alucinação, o álbum, inventaria perdas e danos da geração que tentou mudar o mundo na década de 1960. Belchior alfinetava a turma anterior, lembrando que o que há algum tempo era novo, jovem, já podia ser antigo naquele ano de 1976. Decorridos 40 anos da edição original, Alucinação hoje pode soar como álbum datado, até antigo, mas jamais velho porque, descontadas as referências da época, os embates entre gerações continuam girando em torno das mesmas questões universais expostas com contundência por Belchior em letras que iam direto ao ponto, sem firulas e metáforas.

Já os dois outros álbuns da caixa, Melodrama (PolyGram, 1987, * * 1/2) e Elogio da loucura(PolyGram, 1988, * * 1/2) – ambos até então inéditos no formato de CD – soam velhos, datados, inclusive por conta da eletrônica sonoridade oitentista imposta ao artista na época. Basta comparar a regravação modernosa de Todo sujo de batom (1974), manchada com os teclados da época em Melodrama, com os registros feitos pelo compositor em 1974 e em 1977 (o segundo foi o melhor deles, sendo destaque do bem-sucedido álbum Coração selvagem, editado naquele ano de 1977 pela Warner Music).

Embora Belchior tenha tentado se afinar com o som da década de 1980, Melodrama – analisado hoje sob o benefício da perspectiva do tempo – já soa como disco fora de moda na época do lançamento. Belchior já era outro e precisava rejuvenescer, mas não o fez. A música brasileira também já era outra. Contudo, em Elogio da loucura, o artista ainda tentou atualizar a ideologia de Alucinação em letras que, no geral, soaram mais contundentes do que as melodias. De todo modo, o pastiche sonoro de boa parte da produção fonográfica da década de 1980 voltou a dar o tom em Elogio da loucura, outro disco fora de moda já na época do lançamento.

A própria MPB, corrente na qual Belchior se integrara ao longo dos áureos anos 1970, já começava a ficar fora de moda em 1988, suplantada pela geração pop do rock brasileiro e pelos pagodeiros dos quintais cariocas que conquistaram fama ao longo daquela década. Não por acaso, Marisa Monte despontou para o sucesso nacional em janeiro de 1989 com uma música brasileira de sotaque mais pop, deixando velhos (ao menos naqueles anos) ícones da MPB de gerações anteriores à dela.

Belchior foi um desses ícones. Empurrado para a margem do mercado fonográfico a partir da década de 1990, Belchior nunca mais gravou um disco com a repercussão, mesmo modesta, obtida por Melodrama e Elogio da loucura na mídia. O cantor e compositor passou a viver do passado de glória, fazendo shows com os sucessos que lhe garantiriam o sustento e um público fiel. Até que, por volta de 2007, a cabeça de Belchior começou a sair dos trilhos existenciais e a agenda de shows começou a ficar progressivamente vazia. A reclusão se tornou fuga que, com o passar do tempo, adquiriu caráter lendário.

Aos 70 anos de vida, Antônio Carlos Belchior se transformou no enigma que ninguém consegue decifrar. A oportuna caixa Três tons de Belchior reaviva parte do legado do artista e as ideias de uma mente que parece sempre ter estado em ebulição. (Cotação: * * * 1/2)

AUTOR: G1/Mauro Ferreira

terça-feira, 25 de outubro de 2016

LUTO NO FUTEBOL: MORRE AOS 72 ANOS, CARLOS ALBERTO TORRES O MAIOR DOS CAPITÃES BRASILEIROS

O gesto imortal de Carlos Alberto Torres após a conquista do tri pelo Brasil 1970 (Foto: Agência AP)

A braçadeira de capitão sempre lhe caiu bem. Porte esguio, olhar penetrante, personalidade marcante. Não tinha jogador que não ouvisse com atenção suas observações, seus conselhos ou, na pior das hipóteses, suas broncas. Nem Pelé escapava, e foram muitas as vezes em que precisou até baixar a cabeça. Mas não era só isso. Habilidoso, clássico, desarmava com estilo, saía jogando com elegância. E foi essa lenda, esse grande capitão, que o futebol brasileiro e o mundo perderam nesta terça-feira, aos 72 anos. 

Morreu na manhã desta terça-feira, no Rio de Janeiro, vítima de enfarte fulminante, Carlos Alberto Torres, atualmente comentarista do SporTV. Nome e sobrenome de craque. O homem do tricampeonato mundial em 1970, que beijou e levantou a Taça Jules Rimet. O pai de Andrea e de Alexandre Torres, zagueiro que atuou no Fluminense e no Vasco. O Capita, como era carinhosamente chamado.

Casado três vezes - uma das esposas foi a atriz Terezinha Sodré -, o capitão do tri, que também foi vereador no Rio, de 1989 a 1993, pelo PDT, estava em casa jogando palavras cruzadas quando passou mal, na Barra da Tijuca. Ainda foi levado para o Hospital Riomar, onde chegou por volta das 11h (de Brasília) com parada cardiorrespiratória, mas as tentativas de reanimá-lo foram em vão. O detalhe é que Carlos Alberto tinha um irmão gêmeo, Carlos Roberto, falecido há um mês. O enterro será na manhã de quarta, no Cemitério de Irajá, na Zona Norte do Rio.

- Tudo foi feito, mas não teve reanimação. Foi provavelmente um infarto agudo do miocárdio. Algumas vezes obtemos êxito. Teríamos condições de reanimar com procedimento, mas ele não nos deu essa chance. Ele já tinha algumas doenças que poderiam levar a esse fato. Sem contar a idade, 72 anos. Chegou acompanhado da esposa, desacordado, sem nenhuma resposta e sem sinais de vida naquele momento. As manobras foram adotadas naquele momento, mas não obtivemos resposta. É lamentável - disse o médico Marcelo Meucci.

Nascido a 17 de julho de 1944, carioca do bairro da Vila da Penha, Carlos Alberto, seja como lateral-direito, onde começou na base do Fluminense, seja como zagueiro, sempre desfilou pelos gramados uma classe com a bola nos pés em que não ficava para trás nem para um astro do nível de Franz Beckenbauer. Santos, Botafogo, Flamengo e New York Cosmos tiveram em campo a sua classe. Era reverenciado no mundo todo pelo seu passado. Depois, como treinador, o Capita, como era carinhosamente chamado, teve como pontos altos a conquista do Campeonato Brasileiro de 1983, pelo Flamengo, da Copa Conmebol, em 1993, pelo Botafogo, e do Campeonato Carioca de 1984, pelo Fluminense.
No tour da Taça Fifa antes da Copa de 2014, realizada no Brasil, Carlos Alberto Torres repetiu o beijo que dera na Jules Rimet em 1970. Capitão ganhou títulos como jogador e técnico (Foto: Gaspar Nobrega / Inovafoto Divulgação)

Como jogador, Carlos Alberto conquistou uma penca de títulos. No Fluminense, onde começou a carreira, ganhou o Carioca em 1964, quando estourou, e depois, no seu retorno, os de 1975 e 1976, com a famosa Máquina montada pelo presidente eterno Francisco Horta. No Santos de Pelé, onde chegou em 1965, ainda garoto, e viveu o auge, atuando ao lado de craques como o próprio Rei do Futebol, Edu e Clodoaldo, companheiros de tricampeonato mundial, levou a Taça Brasil em 1965 e 1968, o Torneio Rio-São Paulo em 1966, a Recopa Sul-Americana em 1968 e muitos campeonatos paulistas - 1965, 1967, 1968, 1969 e 1973.

Em sua breve passagem pelo Botafogo em 1971, emprestado pelo Santos, Carlos Alberto Torres não conquistou títulos mas teve também presença marcante, atuando ao lado de craques como Jairzinho, Paulo Cezar Caju e outros. Depois, voltou ao Peixe, ainda no mesmo ano, onde ficou até 1974. Retornou então ao Fluminense, onde viveu outro grande momento em sua carreira, com a Máquina de Rivellino, Paulo Cezar, Pintinho, Doval & Cia.

Saiu da Máquina em 1977 para atuar no Flamengo de Zico, onde também passou em branco mas viu começar ali aquela que seria a maior equipe rubro-negra da história. Depois, reviu Zico, Junior, Leandro e Adílio quando os comandou na conquista do Brasileiro de 1983.

O pouco tempo no Flamengo como jogador teve explicação. O New York Cosmos o queria. Já como zagueiro, Carlos Alberto foi para a equipe americana recém-montada para atuar com supercraques. O Cosmos ficou conhecido por reunir uma verdadeira seleção mundial, de Pelé a Franz Beckenbauer. E o Capita, por lá, foi campeão por quatro temporadas - 1977, 1978, 1980 e 1982. Levantar taça era com ele mesmo.
E quando, no estádio Azteca, levantou a Jules Rimet, a maior que conquistou, no tricampeonato de 1970, no México, Carlos Alberto eternizou não só o gesto, mas também uma geração fora de série. Zagallo sempre dizia que fora de campo era o comandante, mas, no gramado, era o seu capitão, o porta-voz. O gol marcado pelo lateral-direito, o último na goleada por 4 a 1 sobre a Itália na grande final, sintetizou o que o então camisa 4 e toda aquela Seleção tinham de melhor. A jogada, que iniciou da intermediária com série de dribles de Clodoaldo, foi de pé em pé até Pelé dar um simples toque para o lateral, que vinha de trás. A bola ainda deu uma pequena subida antes de o jogador desferir o potente chute que estufou a rede.

Carlos Alberto era um jogador moderno para o seu tempo. Tinha forte poder de marcação, a ponto de poder ter atuado, já como veterano, na zaga. Era também dono de uma rara habilidade e contava com fôlego e capacidade para subir ao ataque como elemento surpresa.

Liderança como jogador e técnico

Sua história na Seleção começou em 30 de maio de 1964, contra a Inglaterra, no Maracanã, na goleada por 5 a 1. Foram 69 partidas com a camisa verde-amarela e nove gols marcados. Um número considerável para um lateral-direito. Na Seleção sentiu-se à vontade como nos clubes para exercer uma liderança dentro e fora de campo, principalmente no tricampeonato mundial de 1970, ao lado de Pelé e Gerson.

Como jogador, Carlos Alberto Torres ainda teve uma breve passagem pelo California Surf, até retornar ao Cosmos e encerrar a carreira em 1982. Não demorou muito, no entanto, para o Capitão voltar a frequentar o mundo do futebol, mas como treinador. Numa decisão ousada na época, o Flamengo, em crise na tabela do Brasileirão, convidou Carlos Alberto para ser o técnico. O time tinha sido campeão em 1982, mas passava por mau momento naquele período. O Capita assumiu a equipe e a levou a uma reação na tabela rumo ao tricampeonato brasileiro, na final sobre o Santos, vencida por 3 a 0, num Maracanã com mais de 150 mil pessoas.

Ali era o começo de uma carreira como treinador com altos e baixos. Sim, Carlos Alberto não foi como técnico tão brilhante como era no gramado com a bola nos pés. Mas teve momentos importantes. No Botafogo, comandou uma equipe limitada tecnicamente rumo à conquista de uma competição internacional, a Copa Conmebol, conquistada em 1993. A final foi contra o Peñarol. Depois do 1 a 1 em Montevidéu, os dois times voltaram a empatar, mas por 2 a 2, no Maracanã. A disputa foi para os pênaltis, com vitória alvinegra por 3 a 1. Tanto ao lado de craques consagrados como comandando jogadores jovens e desconhecidos, com ou sem braçadeira, o Capita tinha liderança e estrela.

AUTOR: GLOBO ESPORTE

APÓS FICAR 19 DIAS INTERNADO, JORGE FERNANDO RECEBE ALTA DE HOSPITAL

Divulgação -TV Globo

Os fãs de Jorge Fernando já podem ficar tranquilos, pois o diretor de novelas da Globo poderá descansar em casa, já que recebeu alta do hospital onde estava internado no Rio de Janeiro desde o dia 4 de outubro.

Após 19 dias internado, a assessoria de imprensa do Hospital Samaritano informou ao ESTRELANDO que Jorge Fernando recebeu alta no último domingo, dia 23. Não foram revelados detalhes do quadro de saúde do diretor.

Anteriormente, o hospital informou que Jorge Fernando havia sido internado após se queixar de dores abdominais, devido a uma inflamação no pâncreas. Apesar do quadro de saúde ser estável, ele precisou ficar internado para acompanhamento médico.

Vale lembrar que durante as gravações de Êta Mundo Bom!, Jorge Fernando teve que ficar uns dias em casa após sofrer uma crise renal.

AUTOR: Estrelando

domingo, 23 de outubro de 2016

COMO O ALCOOLISMO QUASE MATOU PHIL COLLINS

Phil Collins posa em Londres ao anunciar novos shows (Foto: Vianney Le Caer/Invision/AP)

Sentado em uma suíte espaçosa em um luxuoso hotel em Londres, Phil Collins está devorando um prato de batatas fritas. "Depois você pode me trazer uma taça de vinho branco, por favor?", pede o músico a um assistente.

O pedido me causa surpresa, já que sua recém-lançada autobiografia, "Not dead yet" ("Ainda nâo morri", em tradução livre) revela, pela primeira vez, a extensão de sua batalha contra o alcoolismo.

"Uma noite após a outra, eu me vi na cama, olhando para o céu cinzento da Suíça, arruinando minha vida. Eu estava completamente sozinho – meus amigos eram Johnnie Walker e Grey Goose", diz ele, em referência a marcas de uísque e vodca.

A passagem do livro narra uma bebedeira que começou na Suíça e terminou após um voo até Nova York e, depois, um período em que ficou na UTI, quando ouviu um médico sussurar para sua família: "O testamento do senhor Collins está em ordem?".

Em entrevista à BBC, ele confessa: "Houve muitos momentos de tristeza como essa. Todos por culpa minha. Às vezes, eu apenas desabava. Um dia, lembro que estava tentando levantar para dar um abraço nas crianças e me desequilibrei. Deixei marcas de dente no piso da sala".

"Outra vez lembro de estar subindo as escadas e desmaiar. Acordei com uma poça de sangue em volta da minha cabeça. São muitos momentos dos quais eu não me orgulho."

Segundo o livro, Collins está sóbrio há três anos – e ele percebeu meu estranhamento quando pediu um vinho. "Atualmente, eu consigo tomar duas ou três taças de vinho – e isso é o suficiente para mim, obrigado", conta.

Sem família nem shows

Ele diz ainda que o alcoolismo foi uma "aberração" em sua vida causada por uma espécie de vazio criado por seu divórcio e pela agenda de shows vazia.

"Eu não tinha nem trabalho nem família. Sentia que eu merecia uma folga, eu queria ficar um tempo sem nada para fazer. Então, eu ligava a TV, assistia algum jogo e, você sabe, comecei a beber demais."

"Então, acho que eu estava tentando preenhcer um buraco. Mas agora eu reatei com a minha família, então, há um pouco mais de normalidade."

Ele também voltou a trabalhar: acaba de anunciar uma série de shows a partir de junho do ano que vem, incluindo eventos no Royal Albert Hall, em Londres.

Mas até lá, ainda há muito trabalho pela frente.

Uma turnê do Genesis em 2007 o deixou com uma vértebra descolada no pescoço que afetou os nervos de sua mão, fazendo com que não conseguisse mais tocar bateria na época. Ele também passou por uma cirurgia no ano passado, além de agora ter de andar de bengala por conta de uma fratura no pé.

"Ainda consigo fazer shows, mas não vou ficar correndo de um lado para o outro. Outras pessoas farão isso por mim."

Solo de bateria

Sobre voltar a tocar bateria, ele diz estar determinado. Mais do que isso, planeja tocar seu famoso solo na música "In the air tonight".

"É algo que, em teoria, iria deixar o público enlouquecido e faria muito bem para minha alma."

Collins hoje é tão "pé no chão" – ele passou longos minutos explicando truques para jogar "Crash Bandicoot", um game de PlayStation – que é fácil esquecer o tamanho de seu sucesso nos anos 80 e 90.

Um dos três únicos artistas a vender 100 milhões de álbuns tanto em carreira solo como integrando uma banda, ele aliou seus trabalhos solos com shows e álbuns do Genesis, papéis em filmes, trilhas sonoras para a Disney e produção e para artistas como Eric Clapton.

No livro, ele fala ainda de se reinventar com baladas pop e de como não sabia que um de seus discos havia vendido 25 milhões de cópias. Passando longe de um tom vingativo, ele também trata de de seus divórcios e esclarece o que chama de boatos que o perseguiam, como o de que havia pedido divórcio por fax e desentendimentos com Robert Plant.

Mas então o que ele aprendeu sobre si mesmo no processo de escrever o livro?

"Bem, eu descobri que trabalhei demais – algo que eu não necessariamente me dei conta na época. "

E isso lhe custou o fim de seus três casamentos, ele diz ter entendido que não há ninguém a culpar, a não ser ele mesmo.

Então, eu cito um capítulo em que ele e a banda decidem sobre sobre uma nova turnê em que ele diz "não consigo dizer não" e pergunto se esse não seria um bom subtítulo para o livro "o homem que não conseguia dizer não".

Mas Collins diz que ele se sentia obrigado a manter seus compromissos. "Se você disser 'não', o seu telefone pode nunca mais tocar."

AUTOR: BBC

sábado, 22 de outubro de 2016

JÔ SOARES ASSINA CONTRATO COM SBT E ESTREIA EM 2017

Jô Soares assina contrato com SBT e estreia no canal em 2017 (Foto: Getty)

Jô Soares vai mesmo retornar ao SBT. O apresentador já está com contrato assinado com a emissora de Silvio Santos, segundo informou o jornalista Leo Dias em sua coluna na edição deste sábado (22) do jornal O Dia.

Jô fica na TV Globo somente até dezembro deste ano. Quem o substituirá no horário é Pedro Bial, que conduzirá um programa de entrevista, com estreia prevista para abril de 2017. O programa de Bial, assim como o de Jô, será exibido de segunda a sexta.

Vale ressaltar que, atualmente, Bial comanda um programa de entrevistas no mesmo formato no canal pago GNT. Seria um “esquenta” para o ano que vem?

AUTOR: Notícias ao Minuto

CARLOS ALBERTO DE NÓBREGA SURGE EM FESTA COM NAMORADA 42 ANOS MAIS NOVA

Humorista vive romance com a médica Renata Domingues (Foto: Brazil News)

Carlos Alberto de Nóbrega, de 80 anos, já fez a fila andar. Depois de se separar de Andréa Nóbrega, 48, em julho, o dono do programa “A Praça É Nossa”, já está de namorada nova. E detalhe, a escolhida é 42 anos mais jovem que ele.

Na festa de aniversário de Rodrigo Faro, 43, que aconteceu na noite desta quinta-feira (20), em São Paulo, o artista do SBT apareceu pela primeira vez em público ao lado da médica Renata Domingues, de 38 anos. “Fomos apresentados por amigos há três meses, no show do Roberto Leal, e estamos namorando há um mês. Já conheci a família dele”, disse ela ao jornal “Extra”.

Ainda segundo Renata, ela não tinha relação alguma com o mundo dos famosos. “Não sou do meio artístico, somos de meios completamente diferentes”, disse Renata sem esconder a alegria de viver um romance com Carlos Alberto. “Estamos felizes”, confirmou a nutróloga que posou sorridente ao lado do comediante.

AUTOR: Yahoo

DANILO GENTILI É CONDENADO A PAGAR R$ 20 MIL DE INDENIZAÇÃO A PASTORA

Yonara não se contentou com a indenização e recorreu pedindo R$ 6 milhões, mas Band e Gentili também recorreram (Foto: Divulgação)

As piadas de Danilo Gentili estão lhe trazendo problemas novamente. Para ele e para a emissora, a Band. Ambos foram condenados pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) a pagarem indenização de R$ 20 mil à pastora Yonara Amaral de Lira, por piada feita no extinto programa "Agora é Tarde".

No dia 18 de outubro de 2013, o cantor Gabriel O Pensador e os humoristas Rafinha Bastos e Davi Mansour comentaram o testemunho da pastora que disse ter ido ao céu a ao inferno 15 vezes, segundo informa o IG.

“O que ela foi procurar no inferno? Com certeza foi r***! Quando chegou lá falou ´ah, essa r*** não é para mim, ninguém quer me comer, só tem viado aqui”, disse Gentili na época. O comentário saiu caro. Em dezembro de 2014, a juíza Maria Eunice Torres do Nascimento deu vganho de causa à pastora e destacou: "Importante destacar que sob o manto da liberdade de expressão não está, a imprensa, autorizada a ultrajar e denegrir à honra e dignidade da pessoa humana", determinou.

Yonara não se contentou com a indenização e recorreu pedindo R$ 6 milhões, mas Band e Gentili também recorreram alegando que a intenção era fazer rir e não ofender.

Na última segunda-feira (17), o desembargador Wellington José de Araújo manteve a condenação e disse que "o valor de R$ 20 mil mostra-se consentâneo com os princípios da razoabilidade e da proporcionalidade".

AUTOR: estadao

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

MORRE O APRESENTADOR ÊNIO CARLOS

Ênio estava afastado do trabalho desde fevereiro para tratamento/DIVULGAÇÃO

O apresentador de TV e radialista Ênio Carlos faleceu na tarde de ontem, aos 51 anos, vítima de um câncer no cérebro. Ele foi diagnosticado em fevereiro deste ano, quando a equipe médica recomendou que ele se afastasse do trabalho para melhor recuperação.

Ergamênio Viana Pinto, nasceu em Aracati no ano de 1965 e iniciou carreira no rádio em 1988, comandando o programa Show da Madrugada da Rádio Verdes Mares AM. Já trabalhou na rádio Assunção, Cidade AM e na extinta TV Manchete. As últimas atuações na imprensa, além do trabalho na FM Verdes Mares, foram na TV Diário, onde permaneceu há mais de 15 anos com programa dominical que levava seu nome.

O velório ocorrerá a partir das 8h de hoje no Complexo velatório Ethernus. Haverá missa no local ao meio-dia. O sepultamento será às 16h em Aracati.

Em transmissão na noite desta quinta, o apresentador do programa Rota 22, Marcos Lima, também da TV Diário, prestou homenagem ao colega de trabalho. “Nós, os amigos e família, desejamos que descanse em paz o amigo Ênio Carlos”.

Por telefone, Natália Queiroz, amiga e ex-produtora lamentou muito o ocorrido. Atual apresentador do programa Tudo Por Elas, ela conta que o apresentador sempre foi bastante comprometido com o trabalho e inovador.

“O Ênio levava uma vida muito regrada, tanto no trabalho como em casa. Se alimentava bem, era preocupado com a saúde. Foi uma surpresa muito grande quando descobrimos o câncer”, contou Natália. Ela lembra que o apresentador foi um grande incentivador da carreira dela. “Ele era muito batalhador, acordava cedo e era muito comprometido com o trabalho que fazia, ajudou muita gente”, afirma.

De acordo com informações de amigos da família, o apresentador não estava mais internado e já se encontrava em casa. Ele permanecia lúcido e tinha esperanças de se recuperar para voltar ao trabalho. Casado há 27 anos com Juracéia Soares Viana Pinto, o apresentador deixa 3 filhas: Nicole, de 21 anos; Thamile, de 14 anos e Emilly, de 3 anos.

AUTOR: O POVO

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

PAULA FERNANDES DÁ PRIMEIRA ENTREVISTA APÓS VEXAME, "MEREÇO RESPEITO"

A cantora soube de toda a repercussão e desabafou, em entrevista (Foto: Divulgação)

Na última quinta (13), a cantora Paula Fernandes virou assunto nacional após deixar o cantor Andrea Bocelli no vácuo em dueto, durante show em São Paulo. O vídeo foi compartilhado na internet e a a cantora foi muito criticada. Ela alegou que estava muito emocionada. “Emocionada eu estava, mas travada nunca. Me preparei para isso”, afirma.

Para se explicar sobre o ocorrido e tentar apaziguar as críticas, Paula emitiu uma nota, via assessoria dizendo que a soprano Maria Aleida deveria se juntar à dupla, mas que, por problemas de saúde, teria desistido de subir ao palco de última hora. O fato foi desmentido pela soprano.

Paula soube de toda a repercussão e desabafou, em entrevista ao colunista Bruno Astuto: “O que rola é uma perseguição pesada comigo, em que sempre superdimensionam o que eu faço. Sou uma profissional séria e mereço respeito".

"Fiquei muito chateada, porque eu sou muito profissional, dou sempre o meu melhor. E, desta vez, pegaram muito pesado. Foi uma bomba atômica. Me sinto injustiçada", continuou.

Sobre o que aconteceu na ocasião, a cantora deu sua versão. "Na hora em que eu estava na coxia, praticamente entrando no palco, alguém me disse que a soprano estava com dor de garganta e não poderia cantar. Eu perguntei: “O Andrea está sabendo?”. Disseram que sim, mas ele não sabia. Na hora H, eu cantei os dois versos, ele não sabia, e ficou aquele silêncio. Ou seja, o que aconteceu foi uma desorganização da produção. Nem sei se ela estava doente, estou relatando o que me foi passado. O que eu vi é que ela pronta, arrumada, foi lá para trabalhar. Mas não subiu ao palco".

E continuou, falando sobre a repercussão: "Algumas pessoas superdimensionam ou distorcem o que eu faço; o que eu não faço, inventam. Já não é de hoje. Aquele foi um acontecimento isolado, eu fui crucificada como se tivesse dado um vexame. Num show, tudo pode acontecer. Nas duas primeiras músicas, tudo correu muito bem, mas disso ninguém fala, não é?".

Paula se defendeu, ainda, dizendo que não travou, ao contrário do que foi alegado. "É claro que eu estava emocionada, afinal estava cantando ao lado de um grande ídolo. Mas me preparei muito para aquele momento, estava muito feliz de estar naquele palco. Já fiz, graças a Deus, muitos duetos que me emocionaram, com pessoas maravilhosas, mas sou profissional. Acho injusto ter sido atacada dessa forma", conclui.

AUTOR: noticiasaominuto

ZEZÉ DI CAMARGO REVELA QUE SEU PAI TEM DOENÇA GRAVE

A revelação foi feita durante a exibição do ”Vídeo Show” (Foto: Divulgação)

Nesta segunda-feira (17), o cantor sertanejo Zezé Di Camargo que faz dupla com seu irmão Luciano, afirmou que seu pai Francisco sofre de uma doença grave. A revelação foi feita durante o ”Vídeo Show” durante a exibição de uma matéria que mostrava onde a família do artista cresceu.

No quadro ”Meu Vídeo é um Show” os dois também falaram que o sonho deles era dar uma casa mãe: ”Quando pegamos, realmente, um dinheiro reunido em maior quantidade, compramos a casa dela (mãe)”, disse Luciano. Zezé disse que quer dar uma vida de qualidade ao seus pais.

Zezé aproveitou e falou que seu pai tem enfisema pulmonar e que sempre vai cuidar dele: “Nosso papai, muita gente não sabe, está com 79 anos e tem um problema de saúde que é complicado. Ele fumou a vida inteira, desde os 14 anos, e tem enfisema pulmonar”, e completou dizendo: “Então, volta e meia, ele tem uma recaída, não pode ter bronquite, pneumonia nem pensar. O que de mais valioso a gente está podendo dar é a condição de tratamento e assistência para o nosso pai”, contou o artista.

AUTOR: noticiasaominuto

terça-feira, 18 de outubro de 2016

MARINA RUY BARBOSA FATURA MAIS DE R$ 30 MILHÕES POR ANO

A ruiva fatura cerca de R$ 30 milhões por ano (Foto: Divulgação)

Marina Ruy Barbosa só tem motivos para comemorar. Isso porque, atualmente, a famosa é a atriz da Globo que mais fatura em todo o país.

De acordo com informações do jornal “Agora São Paulo”, a ruiva fatura cerca de R$ 30 milhões por ano. Os altos ganhos viriam de publicidades, presença vip em eventos e anúncios nas redes sociais.

Vale lembrar, que esse valor, no entanto, não inclui o salário que ela recebe na TV Globo para participar de novelas e minisséries.

AUTOR: noticiasaominuto

10 CELEBRIDADES QUE ESTIVERAM ÀS PORTAS DA MORTE

Famosos: talentosos, interessantes e...humanos como nós. Veja aqui 10 celebridades que estiveram às portas da morte mas, felizmente, conseguiram se recuperar.
ELLIE GOULDING/BANG

Número 1: Ellie Goulding.

Este ano, Ellie quase morreu afogada quando o seu carro entrou dentro de um lago. Ela estava na Noruega com o fotógrafo Conor McDonnell e os dois tiveram de sair pelo teto para escapar de uma morte certa.
LEONARDO DICAPRIO/BANG

Número 2: Leonardo DiCaprio.

O ator conta que quase morreu na África do Sul quando participou de uma daquelas experiências em que a pessoa está dentro de uma jaula com os tubarões à volta. No caso da estrela de "Titanic", o tubarão quase lhe deu umas dentadas quando uma onda virou a jaula.
GEORGE CLOONEY/BANG

Número 3: George Clooney.

Pois é, parece que estivemos perto de perder Clooney. O protagonista de "Money Monster" disse que quase morreu quando partiu a coluna durante as filmagens de "Syriana". Teve tantas dores que admitiu chegar a contemplar o suicídio. Felizmente conseguiu se recuperar.
ANNE HATHAWAY/BANG

Número 4: Anne Hathaway. 

A atriz quase morreu afogada quando estava em férias no Havai, em 2014. Aparentemente ela estava no mar nadando quando, de repente, foi surpreendida por uma onda muito forte.
JOHNNY DEPP/BANG

Número 5: Johnny Depp. 

Depp esteve perto da hora da morte em 2011, quando pilotava um pequeno avião e o motor parou inesperadamente.
RACHEL BILSON/BANG

Número 6: Rachel Bilson. 

A atriz quase morreu num acidente de carro quando tinha 14 anos e, desde então, começou a sofrer de dores de cabeça.
JOAQUIN PHOENIX/BANG

Número 7: Joaquin Phoenix. 

Mais um acidente de carro. Phoenix quase morreu em 2006, quando, ao tentar frear seu carro, os freios falharam, o carro capotou e foi contra outro veículo.
SHARON STONE/BANG

Número 8: Sharon Stone.
Esta atriz teve direito a dose dupla, tendo quase morrido duas vezes. Em 1990, Sharon teve um acidente de carro no qual seu carro bateu de frente com outro e ela ficou com vários ossos quebrados.

Em 2001, foi um aneurisma que a deixou às portas da morte. Felizmente escapou em ambas as vezes.
50 CENT/BANG

Número 9: 50 Cent. 

O rapper esteve perto de morrer quando levou 9 tiros, incluindo um no rosto. Miraculosamente, conseguiu sobreviver.
ORLANDO BLOOM/BANG

Número 10: Orlando Bloom. 

Este "gentleman" inglês ficou temporariamente paralisado e achou mesmo que ia morrer quando um dia, ao tentar subir um cano, caiu da altura de 3 andares.

AUTOR: BANG Showbiz

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

MAU DESEMPENHO DOS PROGRAMAS DE CELSO PORTIOLLI PREOCUPA SBT

As audiências do apresentador são sempre, em média, dois pontos abaixo da concorrente Record (Foto: Divulgação)

O SBT está preocupado com a situação do Celso Portiolli, pois mesmo com dois programas no ar, como resultado ele não tem nenhum. Tanto o "Domingo Legal", quanto o "Sabadão" apresentam audiências desanimadoras.

Segundo informações do colunista Flávio Ricco, do site ´UOL´, as audiências são sempre, em média, dois pontos abaixo da concorrente Record, nunca indo além do terceiro lugar no horário.

Se com o "Sabadão", Celso Portiolli nunca consegue superar Marcos Mion, a sua situação nos domingos é sempre muito pior.Neste último final de semana, mais uma vez, ele foi terceiro lugar, atrás do Geraldo Luis. E com diferença de 3 pontos, que neste horário é uma grandeza.

AUTOR: Estadao

ALÉM DE FÁTIMA, ANGÉLICA TAMBÉM ESTÁ INSASTISFEITA NA GLOBO

Angélica poderá ver seu programa virar apenas um quadro do Vídeo Show (Foto: Divulgação)

Parece que o clima não anda muito bem na Globo com as mudanças que estão previstas para acontecer no ano que vem com algumas mudanças na programação.

Angélica, que anda com audiência baixa com o Estrelas, aos sábados, poderá ver seu programa virar apenas um quadro do Vídeo Show.

Estão estudando a possibilidade de colocar o cansado Vídeo Show somente uma vez por semana, no sábado, e encaixar a mulher de Luciano Huck como uma das apresentadoras.

Angélica está incomodada, pois não quer dividir espaço com ninguém. Mas não é de hoje que já acenderam sinal amarelo para loira na Globo. Trocaram a direção do programa dela, fizeram ajustes, mas nada resolveu.

Fátima Bernardes é outra que também está chateada, pois querem tirar o É de Casa do sábado de manhã e colocar no horário do programa dela.
AUTOR: noticiasaominuto

domingo, 16 de outubro de 2016

13 COISAS BIZARRAS QUE ANDRESSA URACH ADMITIU EM SEU LIVRO

Quem é Andressa Urach? A verdade é que pouco se sabe sobre a sua vida, além dos fatos que ela frequentemente revela para a mídia. Qual é o talento da Andressa Urach? Como foi a vida dessa mulher? Hoje nós vamos revelar alguns detalhes assustadores da mais nova aliada da Rede Record e Edir Macedo.

Vocês já devem saber que a ex-Vice Miss Bumbum, ex-A Fazenda (Também da Record), após passar um baita perrengue com suas aplicações de hidrogel, que culminaram com quase a sua morte, se converteu e agora faz parte da Universal. Isso não é novidade!

Mas a loira lançou recentemente um livro, que relata todos os bastidores e coisas ocultas de sua tão famigerada carreira. Você poderá acompanhar as revelações mais surpreendentes, como as que envolveram o affair dela com um famosíssimo craque do futebol mundial, até coisas mais profundas como o seu vínculo direto com as drogas e a prostituição. 

Mas enquanto você não adquire seu exemplar, vou adiantar 13 fatos realmente chocantes que a moça descreveu em seu livro biográfico.

Confira comigo logo abaixo e surpreenda-se:

1. Abuso sexual
De acordo com o seu livro “Morri Para Viver”, Andressa Urach era constantemente vítima de violência sexual, abusos cometidos pelo marido de sua avó, e que morava na mesma casa que ela.

2. Envolvimento com drogas
Não que ser usuário(a) de maconha seja alguma coisa assustadora. Mas no caso de Andressa Urach, ela iniciou o envolvimento com coisas ilícitas, aos 13 anos, com a maconha. Mas ainda de acordo com o livro, poucos anos após isso, ainda na adolescência, a loira já fazia uso de drogas químicas como a anfetamina, cocaína, e até mesmo cola de sapateiro.

3. Polêmica até para perder a virgindade
E não é que Andressa escandalizou, literalmente, até no ato inicial da vida sexual feminina? Sua primeira experiência sexual, de acordo com o livro, foi praticamente um incesto, já que ela perdeu a virgindade com o meio-irmão aos 14 anos quando eles retornaram de uma festa e estavam meio embriagados.

4. Zoofilia
E os relatos chocantes da moça não param! No presente livro, Andressa também conta que atingiu o orgasmo pela primeira vez, por intermédio de sexo oral realizados pelo cachorro de sua vizinha. A moça antes de se converter, pelo visto era bem corajosa, não?!

5. Prostituição
Andressa tinha formas esculturais e isso é inegavelmente um dos fatores pelo qual ela foi reconhecida. O que de certo modo a levou a querer ganhar dinheiro utilizando os atributos ao qual Deus lhe foi bem generoso em dar. E como stripper profissional, adotou o alter-ego chamado Imola (Nome da pista cheia de curvas do Grand Premio de Fórmula 1, de San Marino) para fazer seus primeiros programas.

6. Overdose
Andressa relatou que já sofreu três overdoses quase fatais. A última delas, segundo os relatos do livro, ocorreu no ano de 2011. Andressa disse que ela culminou com um ‘combo assassino’, que envolveu LSD, metanfetamina, cola de sapateiro e álcool. E qualquer usuário de droga que se preze, sabe que misturar álcool às substâncias ilícitas químicas, é um baita perigo e que tem a possibilidade de tornar mais suscetível à complicações que levam à morte.

7. Muito bem quista!
Andressa relatou que trabalhou como garota de programa de luxo. E que chegou a sair com muita gente poderosa e até mesmo conhecidas do grande público. Em um dos comentários dentro do livro, mais surpreendentes, ela disse que já chegou cobrar um cachê no valor de 15.000 reais

8. CR7
A polêmica loira era bem “desesperada por atenção” da mídia e todo mundo sabe disso. E ela não poderia deixar de fora de seu famigerado livro, a parte que a envolve no mundo do futebol, aliás, diretamente ao Real Madrid e à seleção portuguesa de futebol. Ela contou todos detalhes de seu envolvimento com o craque de futebol, multimilionário, Cristiano Ronaldo e o modo pelo qual, interferiu no noivado do português.

9. “Pra frente“
Andressa assumiu que era adepta a práticas sexuais de sadomasoquismo e disse que tinha uma mente muito aberta a novas experiencias sexuais, incluindo surubas, orgias e coisas do gênero.

10. Drogas e Ameaças
No livro, Adressa confessa que foi ameaçada de morte junto a outra colega de prostituição. O autor da ameaça era um traficante de drogas sob efeitos de entorpecentes, e que dizia que ela e a companheira mereciam morrer.

11. Relacionamento para o Marketing
Urach também relatou que eram constantes os flertes românticos falsos com celebridades. Entre elas, o cantor sertanejo Raffael Machado, onde o assessor do sertanejo pagou 80.000 reais, para eles fingirem ser um casal da mídia, lindos e felizes.

12. Concurso Miss Bumbum e Namoro Lésbico
Durante o concurso de Miss Bumbum, ao qual ela foi vice-campeã, Urach inventou um romance com a terceira colocada do concurso, para atingir diretamente a organização do mesmo, e chamar mais atenção da mídia do que a campeã, Carine Felizardo. E pelo visto deu certo!

13. “Magia Negra, Pomba Gira e Macumba”
Andressa confessou ter feito diversos rituais, inclusive voltados para cultos de religiões africanas, envolvendo-se até mesmo com práticas de magia negra. Em uma das passagens icônicas do livro, ela diz que a cada 1000 reais que ela ganhava, ela doava uma garrafa inteira de champanhe à sua ‘pomba-gira guia’.

Você se lembra dela antes da conversão? Qual a passagem mais bizarra das citadas no livro de Andressa Urach?

AUTOR: MEGACURIOSO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!